Produção de Ônibus cresce 10,5% em 2017 e indústria de veículos volta a contratar. Urbanos puxam alta

Ônibus Scania para mercado externo

 

De acordo com Anfavea, em 2017, fabricantes de ônibus, caminhões, carros e motos abriram 5.518 vagas de emprego.

ADAMO BAZANI

A indústria de veículos se recuperou de parte das quedas de produção acumuladas desde 2013, quando começou a crise econômica, mas ainda há muito o que fazer para se equiparar ao período anterior à crise.

De acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira, 05 de janeiro de 2017, a produção geral de veículos cresceu em 2017, 25,2%, em relação ao ano de 2016. Ao todo, as montadoras fabricaram no ano passado, 2,7 milhões de unidades, entre carros, comerciais leves, caminhões e ônibus.

As exportações também cresceram em 2017: a alta foi de 46,5% em relação a 2016. Foram embarcados, 762 mil veículos ao exterior em todo o ano passado.

As vendas para o mercado externo alcançaram 28% da produção geral da indústria de automóveis, número que não era tão grande desde 2005, quando as exportações respondiam por 30% da produção.

A maior parte do volume ao exterior foi para a Argentina que, segundo a Anfavea, responde por 70% das exportações.

A produção de veículos leves, que representa mais de 90% do volume das montadoras, cresceu 25% em 2017 em relação a 2016. Foram 2,6 milhões de unidades fabricadas.

Já entre os veículos pesados, a produção de caminhões em 2017 cresceu 37%, com 82,8 mil unidades.

A produção de ônibus em 2017 cresceu 10,5% em relação a 2016, com 20 mil 670 unidades produzidas.

A alta foi puxada pelo segmento de ônibus urbanos, com 11,9% de expansão e volume de 16.144 unidades. O segmento de ônibus rodoviários cresceu, segundo a Anfavea, 5,8% com 4.526 unidades em 2017.

LICENCIAMENTOS:

Já o total de licenciamentos em 2017, segundo a Anfavea, cresceu 12,3% em relação a 2016, com 1 milhão 995 mil 574 unidades.

Os licenciamentos de ônibus cresceram em 2017, 5,4%, com 11 mil 754 unidades comercializadas para o mercado interno.

O ranking das marcas de ônibus tem Mercedes-Benz, MAN e Agrale (contando com os ônibus Volare) no pódio.

Confira:

1º) Mercedes-Benz: 6.007 ônibus, queda de 1% em relação a 2016.

2º) MAN-Volskswagen: 2.176 ônibus, alta de 21% em relação a 2016.

3º) Agrale (incluindo miniônibus da Volare): 1.452 ônibus, queda de 7,6% em relação a 2016.

4º) Iveco: 1065 ônibus, alta de 45,9% em relação a 2016.

5º) Scania: 522 ônibus, alta de 78,2% em relação a 2016.

6º) Volvo: 341 ônibus, queda de 47% em relação a 2016.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. Produção de Ônibus cresce 10,5% em 2017 e indústria de veículos volta a contratar. Urbanos puxam alta | Busão de Natal

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: