Emplacamentos de ônibus fecham 2017 em alta de 10,66%

Crescimento contínuo do Iveco garantiu posição que antes eram da Scania e Volvo

Números positivos voltam depois de quatro anos de queda. Estimativa é de mais crescimento em 2018

ADAMO BAZANI

O ano de 2017 representou retomada para o mercado nacional de veículos.

É o que revelam os números da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, divulgados de forma oficial pela entidade que reúne os revendedores e concessionárias, nesta quinta-feira 04 de janeiro de 2018.

As vendas de todos os tipos de automóveis acumularam alta de 9,23% em 2017 em comparação a 2016. No ano passado inteiro, foram emplacados 2 milhões 239 mil 403 veículos.

Os emplacamentos de carros acumularam alta de 9,94% com 1 milhão 855 mil 874 unidades.

As vendas de comerciais leves tiveram alta em 2017 em comparação a 2016, de 6,09%, com 316 mil 361 veículos emplacados.

Os emplacamentos de caminhões em 2017 tiveram alta de 3,53 % em relação a 2016, com 52.069 unidades.

O mercado de ônibus, tanto de micros, urbanos e rodoviários, foi o que mais registrou alta em 2017 na comparação com 2016. O total de emplacamentos cresceu 10,66%, com vendas de 15.099 unidades. Em 2016, foram emplacados 13.645 ônibus.

Já as vendas de motos caíram 14,71%, com 851.211 unidades.

O mercado de implementos rodoviários teve alta de 8,11%, com 25.602 unidades.

A recuperação econômica, embora lenta, explica a maior parte dos resultados positivos no setor automotivo.

No caso específico dos ônibus, há também a ampliação de algumas linhas de financiamento e as concessões renovadas, em especial dos segmentos rodoviários.

Em relação aos caminhões e implementos rodoviários também há o peso do aumento da safra agrícola.

MARCAS E MODELOS

Os carros mais vendidos em 2017 foram Ônix, com 188. 654 unidades; HB20, com 105.539 unidades e Ka, com 94.894

Já os comerciais leves que lideram em 2017 foram Strada com 54.870 emplacamentos; Toro com 50.723 e Saveiro, com 42.414

Entre as marcas de carros em 2017, ocuparam as três primeiras posições: GM, com 384.787 veículos e 18,79% do mercado; Volkswagen, com 217.697 carros e 11,73% do mercado e Hyundai, com 197.914 unidades e 10,66% do mercado.

Já entre os comerciais leves, subiram ao pódio, a Fiat, com 118.870 unidades e 37,57% de mercado; Volkswagen com 54,382 veículos e 17,19% e a GM com 45.312 unidades e 14,32% de participação no mercado.

Já entre os veículos pesados, lideraram o mercado de 2017, no segmento de caminhões, a Mercedes-Benz, com 15.126 unidades e 29,05% no mercado; a Volkswagen-MAN, com 13.184 unidades e 25,32% de participação e Ford, com 7804 caminhões e 14,99% de fatia de mercado.

Entre os ônibus, as três primeiras colocadas são Mercedes-Benz, com 9.076 unidades e 60,11% de fatia do mercado geral destes veículos, Volkswagen-MAN, com 2.180 chassis e 14,44% de participação do mercado e Marcopolo (miniônibus Volare), com 1.474 unidades e 9,76%. Mas um dos destaques é sobre o quarto lugar, assumido pela Iveco Bus, que obteve crescimentos contínuos e conseguiu em 2017 deter 7,97% do mercado com 1.204 unidades, posição inédita para a marca, que antes era disputada pela Scania e Volvo, que agora ocupam o 5º e o 6º lugares respectivamente.

PREVISÃO É DE CRESCIMENTO PARA 2018:

A Fenabrave projeta um crescimento de 11,8% nas vendas de todos os tipos de automóveis em 2018 na comparação ao que foi consolidado em 2017, alcançando 2,5 milhões de unidades.

No segmento de carros e comerciais leves, o crescimento deve ser de 11,9%, até 2,43 milhões de unidades.

O mercado de caminhões, ainda na projeção da Fenabrave, deve subir 9,5%, para 57 mil unidades.

Os emplacamentos de ônibus, segundo estimativa da Fenabrave, devem atingir 15,9 mil unidades o que vai significar um crescimento de 5,4% em 2018 em relação a 2017.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: