Empresa chinesa rival do Uber compra a brasileira 99

DiDi ainda não deve mudar atuação da empresa no Brasil

DiDi já tinha participação na empresa e, na China, também oferece ônibus compartilhados sob demanda

ADAMO BAZANI

A empresa brasileira de aplicativo de transporte 99 foi comprada pela gigante chinesa do setor, DiDi, rival mundial do Uber.

Os chineses, em janeiro do ano passado, já tinham adquirido uma participação na 99, de cerca de US$ 100 milhões.

De acordo com o jornalista Lauro Jardim, de O Globo, o negócio foi de US$ 960 milhões e a empresa, logo em seguida, passou a valer cerca de US$ 1 bilhão e se torna o “primeiro unicórnio brasileiro”.

No mercado, unicórnio é a startup avaliada em mais de US$ 1 bilhão, o que é raro.

A DiDi, a exemplo da 99, começou na China como aplicativo de táxi. Hoje atua com carros particulares e ônibus compartilhados sob demanda. Também é empresa de aluguel de carros, test drive de veículos e transporte para empresas e instituições.

A companhia chinesa tem atraído investimentos de todo o mundo. Em dezembro, recebeu US$ 4 bilhões de dólares empresa japonesa Softbank e do fundo estatal de Abu Dhabi, Mubadala.

Já a 99 recebeu ao longo do ano, investimentos dos fundos Monashees, Tiger Global e Qualcomm Ventures.

DiDi e Uber são concorrentes, mas se cruzam em diversas negociações.

Na China, a DiDi assumiu o controle da operação do Uber. Mas a marca Uber, que continua normalmente na China, adquiriu 5,89% da DiDi.

A empresa Softbank que investiu na DiDi, comprou por sua vez, 17,5% da Uber, aumentado o valor da empresa para US$ 48 bilhões.

Oficialmente, a 99 ainda não assume a compra, mas também não nega a negociação.

A DiDi não informou se deve diversificar os negócios no Brasil, como fez na China, inclusive intermediando uma oferta de ônibus compartilhados.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: