Concurso cultural comemora 30 anos do Programa Volvo de Segurança no Trânsito

Concurso vai premiar histórias verdadeiras de motoristas, operadores, de transportadores e demais usuários dos veículos da marca

ALEXANDRE PELEGI

“Veículos são feitos por pessoas e para transportar pessoas. Por isso, o princípio básico para todo o trabalho, do desenvolvimento à produção, deve ser sempre a segurança” – Assar Gabrielsson e Gustav Larsson, fundadores da Volvo em 1927

O compromisso da Volvo com segurança de trânsito já é história, como demonstra a frase acima de seus fundadores, proferida há 90 anos. Um pequeno e importante exemplo: em 1958 a montadora patenteou o cinto de três pontos, equipamento de série nos carros da marca em 1959. Como se viu em seguida, os cintos de três pontos foram se tornando equipamento de uso obrigatórios a todos os veículos conforme leis do mundo industrializado.

Este é apenas um caso de uma longa história da empresa no tema segurança, o que a levou, em 1987, a lançar o Programa Volvo de Segurança no Trânsito (PVST), em comemoração aos 10 anos da instalação de sua primeira fábrica no Brasil.

O objetivo do PVST era mobilizar e conscientizar a sociedade brasileira para um trânsito mais seguro. Os públicos-alvo do programa eram empresas, entidades, órgãos, sociedade e pessoas atuantes no segmento de transporte.

Completando agora 30 anos do PVST, a Volvo quer envolver a sociedade, transportadores e motoristas para celebrar a efeméride, e está lançando o concurso cultural “30 Anos Transformando Histórias”.

Contar a história da segurança é o objetivo do concurso, histórias aquelas construídas por milhares de pessoas que se engajaram na causa a partir das ações realizadas pelo PVST e das tecnologias desenvolvidas pela marca.

solange_fuscoO concurso vai premiar histórias verdadeiras relacionadas à segurança que tenham provocado alguma mudança de comportamento na própria vida da pessoa ou na vida de outras pessoas. Solange Fusco (foto ao lado), diretora de Comunicação Corporativa do Grupo Volvo América Latina, explica melhor o objetivo do concurso: “a história dos 30 anos do PVST não é uma história só da Volvo, mas de milhares de pessoas que se envolveram com o tema e realizaram ações a partir da mobilização promovida pelo Programa”.

Logo, serão aceitas histórias de motoristas, operadores, de transportadores e demais usuários dos veículos da marca, que tenham tido alguma experiência com os equipamentos de segurança, que tenham sido fundamentais para evitar ou minimizar os impactos de acidentes.

anaelse_volvo.jpgAnaelse Oliveira (foto ao lado), coordenadora do Programa Volvo de Segurança no Trânsito, relata que “a história de mobilização social do PVST e a evolução das tecnologias de segurança dos nossos veículos evidenciam as duas frentes de trabalho da Volvo em segurança: disponibilizar os veículos mais seguros do mercado e mobilizar a sociedade para gerar transformações positivas para um trânsito mais seguro. Por isso queremos compartilhar a celebração dos 30 anos do PVST com as pessoas que interagiram com o PVST e foram impactadas pelas tecnologias”.

COMO PARTICIPAR:

HISTÓRIAS: Devem ser enviadas pelo site do concurso www.pvst30anosdehistorias.com.br  em vídeo, áudio ou texto.  Todas que atenderem os requisitos do concurso serão publicadas no site e poderão ser compartilhadas pelos autores em suas redes sociais.

PRAZO: As histórias podem ser enviadas até o dia 08 de outubro.  O resultado final será divulgado no dia 13 de novembro.

COMISSÃO JULGADORA: será formada por profissionais da Volvo, e elegerá as 30 melhores histórias, de acordo com os critérios do regulamento. As escolhidas serão publicadas na página do PVST no Facebook para votação pública. Os autores das dez histórias mais bem votadas ganham uma viagem para viver uma experiência de segurança na sede do Grupo Volvo América Latina, em Curitiba.  A viagem contempla visita à fábrica, test drives e visita ao Memorial da Segurança no Transporte (na foto abaixo).

memorial_volvo.JPG

Assista a alguns vídeos sobre o PVST:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

1 comentário em Concurso cultural comemora 30 anos do Programa Volvo de Segurança no Trânsito

  1. Amigos, bom dia.

    “Um pequeno e importante exemplo: em 1958 a montadora patenteou o cinto de três pontos, equipamento de série nos carros da marca em 1959.”

    Adorei ficar sabendo dessa história, isso é a prova de que os Jurássicos existem a mais de 56 anos.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Parabéns, VOLVO!

    Muito legal o concurso, é isso ai tem de envolver que está no trecho, ótima ideia.

    Mas o prêmio podia ser uma viagem à matriz né…

    Tá certo é a crise dos Tupiniquins.

    Gostei do detector de veículo lateral, genial a ideia.

    Vou começar a pensar em ideias de segurança para os brutos, se eu tiver alguma envio para vocês.

    Mas tem uma ideia que eu já postei aqui e dá para vocês fazerem numa boa, um sistema eletrônico que o buzão rodoviário só liga se todos os passageiros estiverem com os cintos de segurança afivelados.

    Caso alguém solte um painel na cabine do piloto avisa que o passageiro da poltrona “X”, está sem o cinto.

    Claro ele pode ter ido ao toalet do buzão, mas após “Y” minutos (tempo médio de ida ao banheiro) se o painel ainda continuar indicando que p passageiro da poltrona “X” está sem cinto, corta a entrada de Diesel do buzão ai ele para.

    Pensem ai e já coloquem em prática na linha VOLVO PG-BUZ 2019.

    Ahhhhhhhhh os vídeos ficaram sensacionais.

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: