Greve no Metrô e na CPTM será decidida em Assembleia nesta noite

Passageiros do Metrô e CPTM podem ser prejudicados por greve

Ferroviários são contra desconto referente a dissídio anulado e metroviários protestam contra privatizações

ADAMO BAZANI

Quem depende dos transportes da rede de trilhos na grande São Paulo deve estar atento porque na noite desta segunda-feira, 31 de julho de 2017, funcionários da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos e do Metrô vão realizar assembleias para decidir se paralisam ou não as atividades.

A greve no Metrô e a greve na CPTM podem ocorrer já nesta terça-feira, 01º de agosto de 2017.

Os metroviários protestam contra a privatização das linhas 5-Lilás do Metrô e 17-Ouro de monotrilho, cujo leilão deve ocorrer em 28 de setembro, e contra a terceirização das bilheterias.

A rede de metrô de São Paulo atende a 4,7 milhões de pessoas por dia nas linhas 1-Azul (Jabaquara/Tucuruvi), 2-Verde (Vila Prudente /Vila Madalena), 3-Vermelha (Barra Funda/Itaquera), 4-Amarela (Butantã/Luz) e 5-Lilás (Capão Redondo/Adolfo Pinheiro). Também há a linha 15-Prata (Vila Prudente/Oratório), de 2,3 quilômetros, que não é de metrô, mas monotrilho que é integrado à rede.

Se houver greve, apenas a Linha 4-Amarela, que é privada, deve funcionar normalmente.

A rede de Metrô possui em torno de 70 quilômetros e são transportados em torno de 4,7 milhões de pessoas por dia.

Já os ferroviários da CPTM são contra a redução salarial de 3,51% nas folhas da categoria.

Decisão do TST – Tribunal Superior do Trabalho de abril deste ano, motivada por ação da CPTM, cancelou reajuste salarial de 3,51% firmando em dissídio de 2011.

A categoria é dividida em quatro sindicatos:

Sindicato dos Ferroviários de São Paulo: trabalhadores das linhas 7-Rubi (Luz / Francisco Morato / Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás / Santo André / Rio Grande da Serra).

Sindicato dos Ferroviários da Zona Sorocabana: funcionários das linhas 8-Diamante (Júlio Prestes / Itapevi / Amador Bueno) e 9-Esmeralda (Osasco/ Grajaú).

Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil: funcionários que atuam nas linhas 11-Coral  (Luz / Mogi das Cruzes / Estudantes) e 12-Safira (Brás / Itaquaquecetuba / Calmon Viana).

Sindicato dos Engenheiros

A CPTM transporta em torno de 3 milhões de pessoas por dia. A malha tem aproximadamente 260 quilômetros e seis linhas: 7-Rubi (Luz / Francisco Morato / Jundiaí), 8-Diamante (Júlio Prestes / Itapevi / Amador Bueno),  9-Esmeralda (Osasco/ Grajaú), 10-Turquesa (Brás / Santo André / Rio Grande da Serra), 11-Coral  (Luz / Mogi das Cruzes / Estudantes) e 12-Safira (Brás / Itaquaquecetuba / Calmon Viana).

Os ônibus municipais na capital e Grande São Paulo, metropolitanos da EMTU e Corredor ABD funcionarão normalmente nesta terça-feira.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Greve no Metrô e na CPTM será decidida em Assembleia nesta noite

  1. Eu apoio a greve! E também apoio que o Alckmin demita todos os que entrarem em greve novamente!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: