Metroviários decidem NÃO ENTRAR greve nesta sexta-feira, 30

Ônibus municipais do sistema SPTrans e trens da CPTM devem funcionar normalmente, assim como ônibus no ABC, segundo sindicatos

ADAMO BAZANI

Não haverá greve de Metrô em São Paulo, nesta sexta-feira, dia 30 de junho de 2017.

A decisão foi tomada em assembleia dos metroviários nesta quinta-feira, 29 de junho, como sempre no período da noite.

O Sindicato dos Metroviários representa os trabalhadores das linhas estatais do Metrô de São Paulo: linhas 1 – Azul (Jabaquara / Tucuruvi), 2 – Verde (Vila Prudente / Vila Madalena), 3 – Vermelha (Barra Funda / Itaquera) e 5 Lilás (Capão Redondo / Adolfo Pinheiro) e o monotrilho 15-Prata (Vila Prudente / Oratório), que só tem duas estações e está incompleto.

A linha 4-Amarela (Butantã/Luz), que é privada e que não tem metroviários conduzindo os trens, que são autônomos, deve funcionar normalmente, como ocorreu nas ocasiões anteriores.

O Metrô de São Paulo transporta diariamente 4,5 milhões de pessoas por dia, em média.

Centrais sindicais devem realizar uma série de protestos em diversas partes do país contra as reformas trabalhistas e na previdência.

A 12ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo concedeu tutela antecipada para que os trabalhadores de empresas de transportes coletivos da Capital se abstenham de promover ou incitar a paralisação total ou parcial dos serviços de transporte ferroviário e metroviário, programada para esta sexta-feira (30). A multa diária estipulada é de R$ 1 milhão para cada sindicato que descumprir a determinação.

Na decisão, o juiz Adriano Marcos Laroca afirmou que a competência para decidir sobre a abusividade do direito de greve é da Justiça do Trabalho, mas, diante da urgência que a situação demanda, apreciou, excepcionalmente, o pedido formulado pelo Governo do Estado para evitar a paralisação, organizada por alguns sindicatos como forma de protesto contra as reformas trabalhista e previdenciária, em votação no Congresso Nacional.

ÔNIBUS DE SÃO PAULO E ÔNIBUS DO ABC:

Os ônibus municipais em São Paulo, tanto do subsistema estrutural, operado pelas viações, como do subsistema local, atendido pelas ex-cooperativas, devem funcionar normalmente, de acordo com Sindmotoristas, sindicato que representa os motoristas e cobradores da capital paulista.

Os ônibus na cidade de São Paulo atendem a 6 milhões de passageiros por dia, número que sobe para 9 milhões considerando as integrações com o Metrô e CPTM.

Os ônibus municipais e intermunicipais do ABC Paulista também devem funcionar normalmente nesta sexta-feira, 30, de acordo com informações do Sintetra, sindicato que representa os trabalhadores na região.

No ABC, os ônibus atendem a cerca de 800 mil pessoas por dia, entre linhas municipais e intermunicipais. Somente o Corredor Metropolitano ABD, operado pela Metra, atende a 292 mil pessoas por dia.

TRENS DA CPTM:

Os trens nas seis linhas da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos que atendem a vão funcionar normalmente nesta sexta-feira, 30 de junho de 2017. A CPTM atende a 22 municípios, sendo 19 deles na Região Metropolitana de São Paulo e conta com 92 estações.

A decisão de não aderir ao “Dia de Mobilizações” foi dos trabalhadores dos quatro sindicatos que representam os funcionários da CPTM, divididos de acordo com a origem histórica das linhas.

Sindicato dos Ferroviários de São Paulo: trabalhadores das linhas 7-Rubi (Luz / Francisco Morato / Jundiaí) e 10-Turquesa (Brás / Santo André / Rio Grande da Serra).

Sindicato dos Ferroviários da Zona Sorocabana: funcionários das linhas 8-Diamante (Júlio Prestes / Itapevi / Amador Bueno) e 9-Esmeralda (Osasco/ Grajaú).

Sindicato dos Ferroviários da Central do Brasil: funcionários que atuam nas linhas 11-Coral  (Luz / Mogi das Cruzes / Estudantes) e 12-Safira (Brás / Itaquaquecetuba / Calmon Viana).

Sindicato dos Engenheiros

A CPTM transporta em torno de 3 milhões de pessoas por dia

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: