Implantação do Bilhete Único no DF exige CPF de usuário

Troca promete aumentar segurança e vai reduzir as fraudes no sistema. Mudança é gratuita e a partir do dia 1º de agosto todos os cartões vendidos até 2015 serão bloqueados; no lugar passará a funcionar o Cartão Cidadão, vinculado ao CPF do usuário

ALEXANDRE PELEGI

Todos os cartões de bilhetagem automática do transporte público do Distrito Federal estarão vinculados ao CPF do usuário até agosto. A medida é parte da implementação do Sistema de Bilhete Único na capital federal do país.

A troca promete aumentar a segurança na medida em que irá permitir a redução das fraudes no sistema. A mudança já começou nos postos de atendimento e, como informa o Jornal de Brasília de hoje (14), tem causado dúvidas de passageiros e confusões provocadas pelos fraudadores flagrados diariamente trocando acessos por dinheiro nos terminais rodoviários.

A mudança é gratuita e a partir do dia 1º de agosto todos os cartões vendidos até 2015 serão bloqueados, o que inclui os do BRT, e os mais antigos (da época da Fácil). No lugar passará a funcionar o Cartão Cidadão, este vinculado com o CPF do usuário.

Léo Carlos Cruz, diretor-geral do DFTrans, que gerencia o sistema de transporte público no DF, a medida possibilitará rastreabilidade. “A vantagem é que, se alguém perder, quebrar, furtar, os créditos podem ser recuperados. Se for feita alguma fraude, será possível identificar o dono e responsabilizar o culpado”, explica o diretor em entrevista ao Jornal de Brasília.

A mudança, exatamente por ter como uma de suas consequências a redução das fraudes no sistema, já começou causando confusão. Na sexta-feira (dia 9), como informa o Jornal de Brasília, funcionários do posto de atendimento da Rodoviária do Plano Piloto foram ameaçados por pessoas que vendem os acessos dos cartões no terminal. A reportagem do jornal do DF afirma que os estelionatários “intimidaram os atendentes quando foram impedidos de recarregar o cartão”.

A ação dos fraudadores é descrita pela reportagem: “Os suspeitos abordam os passageiros antes da catraca que dá acesso ao BRT ou na fila dos ônibus e oferecem passar o cartão por um valor inferior à tarifa. Além de colocarem o dinheiro no bolso, os fraudadores continuam com o cartão e repetem o processo inúmeras vezes”.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

INFORMAÇÕES DO CARTÃO CIDADÃO – SITE DO DFTRANS:

Quem tem direto

Este cartão é destinado aos clientes que não se enquadram em nenhuma das seguintes categorias: Estudante, Portador de Necessidade Especial, recebedor de Vale-Transporte ou funcionário de empresa operadora do transporte público. Ou seja, este cartão é destinado às pessoas que pagam em dinheiro.

Como proceder para adquirir o Cartão Cidadão

O cidadão poderá comparecer a um posto de atendimento SBA/DFTrans (confira os endereços dos postos) com RG e CPF. No ato da retirada do cartão é necessário apresentar os documentos de identificação pessoal e realizar uma compra mínima de crédito no valor de R$ 10.

Horário de expediente para compra

Através de Boleto, a compra pode ser realizada conforme os horários das atividades dos bancos.

Como cancelar o cartão (em casos de extravio, roubo ou danificação)

2ª Via do Cartão

Para a retirada de 2ª via de qualquer tipo de cartão, o documento deverá ser bloqueado no posto da Galeria dos Estados ou no de Taguatinga. Após 48 horas do bloqueio, o usuário deverá comparecer ao posto de atendimento SBA/DFTrans na Galeria ou em Taguatinga munido de documento de identidade e CPF. Em todos os casos de 2ª via será cobrada uma taxa de R$ 17,50 a título de indenização para a substituição do cartão. O pagamento da 2ª via deverá ser realizado no BRB Conveniência, Conta Corrente nº 063-007146-2, em nome da DFTrans.

O que fazer quando o cartão apresentar problemas de leitura

O usuário deverá procurar o departamento de pós-venda pessoalmente no posto de atendimento do DFTRans localizado no Galeria dos Estados (confira os endereços dos postos), tendo em mãos o cartão e um documento de identificação (CPF e RG).

“Posso ter vários cartões?”

Não. Existirá um cartão único para cada pessoa, que poderá receber créditos de vários tipos (Vale-Transporte e/ou Cidadão).

Validade dos créditos no cartão cidadão

Os créditos são válidos por 365 dias a partir do carregamento, após esta data os créditos perderão a validade.

Benefícios do Cartão Cidadão

Maior agilidade para o embarque, reduzindo o tempo das viagens;

Melhor condição de entrega dos benefícios, visto que o sistema propicia a “recarga embarcada” no próprio interior dos ônibus;

Processo de compra pela internet com pagamento através de boleto de cobrança em qualquer banco;

Proteção contra extravio ou roubo. Nesses casos os valores são restituídos ao cliente, mediante a segunda via.

Onde retirar a segunda via do cartão

A segunda via do cartão poderá ser retirada nos postos de atendimento do SBA/DFTRANS das seguintes localidades: Galeria dos Estados, Taguatinga, Gama e Sobradinho.

Documentos necessários para retirada da segunda via do cartão Cidadão

Para retirar a segunda via do cartão Cidadão é necessário apresentar documento original com foto e pagar a taxa de R$ 17,50. No caso de menor de 18 anos o responsável poderá retirá-lo devendo apresentar documento para comprovação