Maio Amarelo: SPTrans expõe evolução dos ônibus nos últimos 70 anos

Ônibus de 1947 e 2017 mostram como itens de conforto e segurança melhoraram na cidade; exposição pode ser conferida de segunda a quarta, das 10h às 17h

 

Durante os dias 29, 30 e 31 de maio, a SPTrans apresentará, em exposição, a evolução do transporte público sobre pneus na cidade durante os últimos 70 anos. Para tornar a avaliação do público uma experiência lúdica, serão estacionados dois veículos de épocas diferentes. Um é o trólebus modelo ACF Brill, de 1947. O outro, é um ônibus superarticulado, de 23 metros de comprimento. A comparação mostra como segurança e conforto melhoraram 70 anos depois.

Os coletivos ficarão estacionados no Pateo do Collegio das 10 às 17h dos três dias de exposição. Os veículos estarão abertos à visitação e disponíveis para tirar fotos.

O superarticulado que será exposto possui todos os elementos modernos para melhorar o transporte. Ele é equipado com rampa de acesso,  piso rebaixado, espaço para cadeiras de rodas, bloqueio automático que só permite que o ônibus se movimente com as portas fechadas e limitador de velocidade.

No quesito conforto, o superarticulado de 23 metros oferece aos passageiros conexão com internet por WiFi, tomada USB, ar condicionado e letreiro eletrônico. Este é um dos ônibus que está em circulação diariamente na cidade de São Paulo. Uma realidade bem diferente do trólebus que circulava 70 anos atrás, no qual era necessário puxar uma corda para pedir ao motorista que passasse no próximo ponto.

Dentro dos dois coletivos estarão afixados cartazes com mensagens de motoristas de ônibus para pedestres, ciclistas, motociclistas e passageiros, orientando e incentivando ações para um trânsito mais seguro e sem acidentes.

Maio Amarelo – Ações no Transporte coletivo por ônibus

O movimento Maio Amarelo gerou uma agenda com mais de 100 ações.  Os ônibus do transporte coletivo registraram uma participação efetiva, principalmente na divulgação do movimento. Todos os coletivos estão circulando com adesivo “Maio Amarelo – Atenção pela Vida”, no para-brisa, desde o início do mês.

As três últimas edições do Jornal do Ônibus, focaram em orientações de segurança no trânsito e na divulgação do site maioamarelo.prefeitura.sp.gov.br.

Representantes das empresas de ônibus participaram de reuniões sobre o conceito do movimento e prepararam atividades nas suas garagens para discutir e refletir sobre os altos índices de mortes e feridos no trânsito, com os seus operadores.

Na semana de 22 a 26 de maio, os profissionais da SPTrans também participaram de palestras sobre Segurança no Trânsito nas unidades de trabalho.

Assessoria de Imprensa – SPTrans

6 comentários em Maio Amarelo: SPTrans expõe evolução dos ônibus nos últimos 70 anos

  1. Amigos, bom dia.

    Um crime imperdoável, terem colocado espelhos de O 364 no ACF Brill, descaracterizando a originalidade.

    Lamentável.

    Quanto ao articuladinho trucadinho que será exposto, faltou destacar uma qualidade de conforto os “banquim e os encostos de cabeças todos durim”,
    fora o degrau interno alto e o mini corredor.

    Ahhhhhh e faltou fazer um adesivo AMARELO de verdade.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Glaucio oliveira // 27 de maio de 2017 às 10:58 // Responder

    Muito legal essa iniciativa. Mesmo comparando com a decada de 80 as empresas de sp capital quase não tinham bus com motor traseiro. Praticamente só a cmtc. O que evolui bastante foi as antigas cooperativas. Até a gestão marta não compravam bus novo nem adaptado. Hoje compram em grandes lotes novos e com tudo que o superarticulado oferece. Aliás o wi fi deles funciona diferente dos das empresas que tem retirado dos que tinham. Aliás as cooperativas que salvam a periferia. Mes passado perdi um concurso porque as empresas não conseguem cumprir horário. E olha que era linha compartilhada de 2 empresas que considero as melhores de sp,gato preto e transspass

  3. Os busos atuais podem até ter mais itens tecnológicos mas conforto que é bom nada….corredores apertados, balustres horizontais muito alto, para um passageiro de 1,60, bancos duros e apertados qdo we tem bancos para sentar, pois um articulado de hj tem menos banco do que um padron da decada de 90…..kkkkkk……muitos degraus externos causando muitas quedas de passageiros…..e superaquecimento do reboque nos articulados traseiro nos dias de calor passa de 50 graus….e o famoso pula pula de quem vai reboque desses articulados, eapaços entre os bancos apertados nos articulados, etc……afinal a tecnologia avancoi para levar mais gente nos busos..,.mas qualidade e conforto despencou….kkkk

    • Marcos, bom dia.

      Perfeito seu comentario.

      Conforto que e bom nada.

      E no horario do rush, os passageiros tem de descer pela frente, pois nao ha como caminhar no corredor.

      A teoria na pratica e outra.

      Abcs,

      Paulo Gil

  4. Que sacanagem fazer isso durante a semana no horário comercial, sem chances para eu ir lá.

  5. Poderia ser no fim de semana

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: