Após CCR desistir de operar sistema aquaviário do estado, nova licitação prevê ligação de Duque de Caxias com o Centro do Rio por meio de barcas

Prefeitura convocou audiência pública na Câmara de Vereadores para explicar projeto da travessia Caxias-Praça Quinze ALEXANDRE PELEGI Divulgamos aqui no dia 12 de maio que uma decisão da Justiça do Rio anulou o edital e contrato de concessão da CCR Barcas (leia: https://diariodotransporte.com.br/2017/05/12/decisao-da-justica-do-rio-anula-edital-e-contrato-de-concessao-da-ccr-barcas/). O contrato com o Estado do Rio foi assinado há quase 20 anos, em fevereiro de 1998, e agora o serviço público prestado pela concessionária deverá ser reassumido pelo governo do Rio, que tem prazo máximo de 24 meses para realizar nova licitação. Com a anulação do contrato com a CCR Barcas a Secretaria estadual de Transporte providencia uma nova licitação para o sistema aquaviário do Rio. De acordo com o novo modelo de operação, a empresa vencedora deverá operar, pelo prazo de 20 anos, o serviço de transporte aquaviário na Baía de Guanabara e na Baía de Ilha Grande. Isso abre espaço para que os moradores da Baixa Fluminense consigam tirar do papel um projeto de quatro anos: a ligação da região com o Centro do Rio por meio de barcas, que está prevista na nova licitação. Nesta segunda-feira (dia 15), às 10h, a prefeitura de Caxias convocou uma audiência pública na Câmara de Vereadores para … Continue lendo Após CCR desistir de operar sistema aquaviário do estado, nova licitação prevê ligação de Duque de Caxias com o Centro do Rio por meio de barcas