Terminais de Curitiba não têm wi-fi gratuito para os usuários do sistema de transporte coletivo

Promessa do então prefeito Gustavo Fruet, de implantar internet sem custo aos usuários em seis terminais da cidade, não vingou. Atual gestão aguarda estudos de viabilidade financeira

ALEXANDRE PELEGI

Os terminais de ônibus de Curitiba não estão oferecendo wi-fi gratuito aos usuários do sistema de transportes públicos. O que foi promessa na gestão anterior está paralisado na gestão atual.

O então prefeito Gustavo Fruet anunciou o plano de implantar internet sem custo aos usuários do transporte público em seis terminais da cidade. Em agosto de 2016 a rede foi instalada apenas no terminal Capão Raso, na região Sul de Curitiba, mas já não existe mais. Nos demais terminais – Pinheirinho, Cabral, Boqueirão, Campina do Siqueira e Santa Cândida, nem o sinal chegou. Perto de 120 mil pessoas circulam pelo terminal do Capão Raso diariamente.

O atual mapa da rede pública de internet da prefeitura indica wi-fi gratuito para um conjunto de mais de 130 escolas municipais e outros 11 espaços compartilhados da cidade, como parques, ruas da cidadania e regionais. A proposta do ex-prefeito Gustavo Fruet era inserir nesse mapa todos os 22 terminais de ônibus da cidade, o que não ocorreu.

No único terminal onde o sinal foi instalado, do Campo Raso, o cartaz que avisa sobre a rede wi-fi gratuita contrasta com a inexistência absoluta de sinal.

Enquanto isso o acesso ao wi-fi gratuito é uma realidade no transporte coletivo metropolitano desde setembro de 2016, quando 24 pontos de embarque passaram a oferecer o sinal gratuito aos usuários do sistema. Os serviços são oferecidos pela Metrocard, associação que reúne as empresas de ônibus.

A Urbs – Urbanização de Curitiba, empresa que administra o sistema de transporte, informa que a intenção da atual gestão, sob o comando do prefeito Rafael Greca, é levar conexão gratuita de internet para os terminais da cidade. A medida, no entanto, ainda precisa de estudos de viabilidade financeira, além de parcerias.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes