HISTÓRIA: Uma visão da São Paulo de 1963

Foto colorizada do Vale do Anhangabaú revela uma cidade colorida, mas já com trânsito intenso, um velho conhecido dos paulistanos

ADAMO BAZANI

Existem imagens que são verdadeiras pérolas para quem viveu em determinadas épocas e para a nova geração, já que acabam sendo uma oportunidade de conhecer como eram as cidades nas décadas passadas.

O pesquisador da área de transportes Luiz J. Lahuerta, no grupo Ônibus & Raridades garimpou um verdadeiro tesouro. Trata-se de uma foto de São Paulo de 1963, que foi colorizada.

Nela é possível ver uma cidade bonita, sem pichações, limpa, mas já com trânsito bastante intenso.

No Vale do Anhangabaú, passavam diversos veículos de passeio, viaturas, ônibus e bondes. Quase não se via motos na cidade, nesta época.

Os carros retratados na imagem despertam a saudade de muitas pessoas, inclusive um carro de polícia típico com seu branco e preto.

Na pista central, fusca também era uma personagem que não poderia faltar.

No meio da foto, o tradicional bonde da CMTC numa época em que o transporte sobre trilhos e o de pneus conviviam pacificamente na mesma rua.

No retrato, o pesquisador consegue identificar alguns ônibus com destaque para a CMTC – Companhia Municipal de Transportes Coletivos, outro marco na história dos transportes e no desenvolvimento da gigante São Paulo. Aparecem outras empresas também, mas Lahuerta dá o ponta pé inicial identificando alguns veículos da empresa pública. As outras, quem souber ou lembrar pode dar uma força

“São Paulo em 1963 – Anhangabau. Há um Volvo Carbrasa à direita. Na esquerda, 1 ônibus “padrão” da CMTC (carroceria construída internamente) e, mais acima, 1 LP Caio da mesma CMTC.”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes