Nova rodoviária de BH está parada

Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), no Centro de BH, agora concentra todas as viagens intermunicipais, o que deve continuar por um longo período. Foto: Prefeitura BH

 

Importante obra na área de transporte e mobilidade urbana dificilmente será entregue até agosto de 2017, prazo estabelecido em contrato assinado pelo então prefeito Marcio Lacerda

ALEXANDRE PELEGI

A nova rodoviária de BH dificilmente será entregue até agosto de 2017, prazo estabelecido em contrato assinado pelo então prefeito da cidade, Marcio Lacerda.

A obra, que está sendo construída no Bairro São Gabriel, na região nordeste de BH, está parada desde a última vez que Lacerda visitou o local, em agosto do ano passado.

O investimento para construção e adequação do sistema viário da região é do consórcio SPE Terminal. O consórcio, formado por cinco empresas, terá como contrapartida o gerenciamento da rodoviária e a arrecadação das receitas de operação pelos próximos 30 anos.

Matéria do jornal Estado de Minas aponta que as máquinas sumiram e no local das obras, e três grandes terrenos continuam sem qualquer construção. Para piorar a situação, o governo de Minas decidiu encerrar as operações de ônibus que ocorriam em um terminal anexo à Estação José Cândido da Silveira do metrô, no Bairro Santa Inês, Região Leste de BH. A decisão foi tomada por falta de infraestrutura necessária para receber passageiros.

Resultado: o Terminal Rodoviário Governador Israel Pinheiro (Tergip), no Centro de BH, agora concentra todas as viagens intermunicipais, o que deve continuar por um longo período.

O terreno para a nova rodoviária foi entregue ao consórcio SPE Terminal em 29 de janeiro de 2016, após batalha judicial para desapropriações na área. O contrato firmado prevê prazo de 18 meses após a entrega do terreno. A prefeitura gastou dinheiro, ao investir mais de R$ 40 milhões em desapropriações e remoções.

Desde a assinatura do contrato o consórcio SPE assumiu a responsabilidade de aplicar R$ 85 milhões na construção do prédio da rodoviária, além de R$ 6,5 milhões no sistema viário do entorno.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Nova rodoviária de BH está parada

  1. Amigos, boa noite.

    E o que não está parado no Brasil ???

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: