Retomada de obras do Corredor Transbrasil começam hoje no Rio de Janeiro

BRT deveria ter sido concluído até as Olimpíadas – Foto: Gabriel de Paiva/Agência O Globo/30-9-2016

Obras do corredor estavam paralisadas desde agosto do ano passado; então prefeito Eduardo Paes chegou a anunciar que o BRT Transbrasil seria concluído até a Olimpíada, o que não ocorreu

ALEXANDRE PELEGI

As obras do corredor Transbrasil, que estavam paralisadas desde agosto do ano passado na cidade do Rio de Janeiro, foram retomadas nesta segunda-feira (10). A retomada do projeto foi anunciada pelo prefeito Marcelo Crivella na última sexta-feira (7). A gestão do prefeito anterior, Eduardo Paes, chegou a anunciar que o Transbrasil seria concluído até a Olimpíada, o que não ocorreu por conta de disputas judiciais com empreiteiras. Um dos motivos que provocou o atraso da retomada da obra foi o reajustamento do contrato de 10,72%. O valor de investimento previsto era de R$ 1,4 bilhão, passando agora para R$ 1,5 bilhão, dos quais R$ 1 bilhão será recurso federal, sendo o restante a contraparte da Prefeitura.

As obras que serão retomadas agora, anunciadas pelo prefeito Crivella, referem-se ao trecho licitado pela administração anterior entre Caju e Deodoro. Dos 23 quilômetros de extensão restam para concluir 11,5 quilômetros. A Secretaria Municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação (SMUIH) da prefeitura do Rio de Janeiro informa que as intervenções irão ocorrer a partir do próximo fim de semana, nos períodos do dia e da noite, sempre na dependência da área e do fluxo de veículos.

A previsão da conclusão das obras fica para junho de 2018 no trecho já licitado. O serviço, anunciado para ter início hoje, começa pela conclusão de dois viadutos, um que fará a ligação para o Terminal das Margaridas para ônibus provenientes da Rodovia Presidente Dutra, e outro que fará a conexão com o Terminal das Missões, para coletivos da Rodovia Washington Luiz. Além dos viadutos, as obras prevêem a implantação de pistas laterais na altura de Acari, na Zona Norte, somadas à construção de quatro pontes sobre os rios Acari e das Pedras (sentidos Centro e Zona Oeste do Rio de Janeiro).

Apesar do anunciado em sua origem, o Transbrasil não funcionará como BRT, com ônibus biarticulados. A operação como BRT só vai ocorrer após a licitação e a conclusão de três terminais (Deodoro, Missões e Margaridas), além do trecho Caju-Centro.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes