CPTM alega falta de recursos para conclusão de obras da estação de Suzano

Ainda falta a construção de mais uma plataforma- Andresp

Governador Alckmin, ao entregar primeira fase das obras em fevereiro de 2016, disse que licitação seria aberta no mês seguinte, com conclusão prevista para 2017

ALEXANDRE PELEGI

O presidente da CPTM, Paulo Magalhães, participou de reunião com o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê –Condemat, na última sexta-feira e, para frustração dos presentes, disse não haver prazo para a conclusão das obras da estação de Suzano. No entanto, alegou que a estação suzanense é prioridade para a empresa. Magalhães atribui à falta de recursos o motivo que impede a entrega da estação da cidade.

Para concluir a estação de Suzano falta ainda a construção de mais uma plataforma que trará a integração da Linha 11-Coral e o término da Linha 12-Safira para a cidade, além da conclusão do prédio administrativo.

Para a imprensa local Paulo Magalhães disse que a conclusão da estação de Suzano é prioritária, pois será o ponto de transferência da Linha 12. “Assim que tivermos a disponibilidade de recursos, ela começa imediatamente. Enquanto isso estamos terminando a passarela que faz a travessia (Acesso Sul) da rodovia (SP-66) e o bicicletário”, disse o presidente da CPTM.

Promessa descumprida

Em fevereiro de 2016 o governador Geraldo Alckmin esteve na cidade para entregar a primeira fase da estação. Na ocasião ele disse que a licitação para a conclusão das obras seria aberta em março daquele ano, e tudo seria finalizado em 2017.

A reunião do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) cobrou ainda a acessibilidade em todas as estações da CPTM. Sobre as estações de Mogi, Paulo Magalhães informou haver um acordo com o Ministério Público para execução das obras de acessibilidade até 2020, e se comprometeu a divulgar aos municípios o cronograma das obras previstas.

Outro ponto cobrado pelos representantes da região foi um aumento no número de viagens do Expresso Leste, além da transferência da baldeação para Suzano, ambos na Linha 11. Sobre este pedido a CPTM disse haver dificuldades técnicas no curto prazo. Além disso, a prefeitura de Suzano solicitou uma parada do trem Expresso Turístico na cidade, o que seria fundamental para fomentar o turismo na região.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes.