Mercedes-Benz anuncia venda de 65 ônibus para a Transwolff em São Paulo

Ônibus servem a zona Sul de São Paulo, identificada pelas cores azul claro e vinho

São 35 chassis OF1724 e 30 unidades do OF1519.  Nos últimos dois anos, foram adquiridos 250 ônibus da marca

ADAMO BAZANI

A Mercedes-Benz anunciou nesta terça-feira, 4 de abril de 2017, que a compra total recente de ônibus novos pela Transwolff, operadora que atua na zona sul da capital paulista pelo subsistema local (ex-cooperativas) atinge 65 veículos da marca.

Segundo comunicado da montadora, são 35 chassis OF 1724 e 30 unidades do OF 1519, ambos com motor frontal e suspensão metálica.

Todas as unidades receberam carroceria do modelo Caio Apache VIP.

Nos últimos dois anos, a Transwolff  comprou 250 ônibus novos da Mercedes-Benz, num investimento total de R$ 87,5 milhões.

A companhia recebeu duas placas de agradecimento da fabricante, por meio diretor da revendedora Divena Mercedes-Benz, Marco Abreu, e do diretor de vendas e marketing de ônibus da Mercedes, Walter Barbosa.

Na nota da Mercedes, Barbosa desatacou que a fabricante intensificou parceria com a empresa de transportes

“Com essa compra, a Transwolff passa a contar com 250 ônibus da nossa marca em sua frota, adquiridos nos últimos dois anos, período em que intensificamos a parceria com o cliente A empresa tem demonstrado muita satisfação com os veículos e com o atendimento que a fábrica e os concessionários oferecem no dia a dia da operação e da manutenção da frota”

ONIBUS

Todas as unidades possuem ar-condicionado e tecnologia de wi-fi

Já no comunicado da Transwolff, o presidente da companhia, Luiz Carlos Efigênio Pacheco, diz que agora linhas de periferia estão com veículos da mesma qualidade dos coletivos que circulam pelas regiões com maior nível de infraestrutura.

“Receber estas placas é sinal de respeito, honestidade e gratidão.  Isso mostra que estamos preocupados com o passageiro ao levar conforto e segurança para ele. Passageiros da periferia da zona sul de São Paulo   estão andando num ônibus da mesma qualidade dos que circulam na Paulista ou na Faria Lima”,

Na nota, a empresa de ônibus detalha as especificações gerais dos modelos.

“Os ônibus midi são do modelo Caio Apache VIP IV, com chassi Mercedes-Benz OF-1519 – Euro 5, ou seja, que atendem à atual legislação de restrições de emissões de poluentes.

Os midi-ônibus, apelidado de micrão, comporta 25 passageiros sentados e 28 em pé e ônibus convencional, que acomoda 36 sentados e 37 passageiros em pé. Já os ônibus convencionais são modelos OF 1724 que acomodam 36 passageiros sentados e 37 em pé.

A Transwolff é a única empresa da cidade de São Paulo com o maior número de ônibus com esta tecnologia.”

Tanto a companhia de ônibus como a montadora, destacaram também como atrativo parta a compra, o serviço de pós-venda, pelo qual operação e manutenção dos veículos têm assistência da marca.

A Tranwolff, que surgiu da cooperativa Cooper-Pam, transporta em média por dia 700 mil passageiros em 140 linhas no extremo sul da capital paulista, pelo subsistema local, atendendo bairros de grande população, como Santo Amaro, Campo Limpo, Grajaú e Varginha, servindo seus respectivos terminais. Como adiantou o Diário do Transporte, ainda neste mês, linhas do Extremo Sul vão receber inicialmente 26 unidades, todas com wi-fi e ar-condicionado. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2017/03/29/tres-linhas-da-zona-sul-de-sao-paulo-recebem-26-onibus-novos/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

7 comentários em Mercedes-Benz anuncia venda de 65 ônibus para a Transwolff em São Paulo

  1. Ontem pegando um ônibus novo da Sambaiba notei uma coisa que ainda não tinha notado – e não sei se estes da Transwolf também são assim: os ônibus não têm câmbio automático, sujeito então a degradação por motoristas ruins e trancos desconfortáveis aos passageiros.

    Em Osasco, por exemplo, a Urubupungá fez uma ação que achei inusitada, adpatou praticamente todos os ônibus para câmbio automático, mesmo ônibus não novos.

    Alguém sabe por que esses ônibus novos ainda vêem com cambio manual? Redução de custo da empresa compradora? Alguma limitação técnica?

    • O. Juliano, boa noite.

      Que legal, desta novidade eu nao sabia.

      Mas vc sabe, a Urubu e a Urubu.

      O resto nao coloca por questoe de custo , isso e obvio.

      E em Osasco depois da extincao da operacao da CMTO, o filet foi dividido e todos ficaram felizes.

      Sem contar que eu acho que Osasco e a cidade que mais tem buzao no mundo, e um atras do outro,
      inclusive os EMTOSA em Sampa que nos salvam, pena que os BU’s nao se falam.

      Mas como nao passa o buzao de Sampa vamos de EMTOSA e pagamos em dinheiro.

      Nao da prejuizo porque sao todos de 2 grupo ou do mesmo.

      Hoje em dia tenho minhas duvidas, acho que e um so.

      Abcs,

      Paulo Gil

    • Da Transwolff eu só conheço um veículo que não seja manual, é um micrão VIP III que roda na 6059-10. É um 15-190 automatizado V-Tronic. Fora ele, nunca vi outro que não fosse manual, infelizmente.

  2. Colocar ar condicionado e wifi com um investimento de R$ 40mil por veiculo ao inves de instalar dois filtros de MP cancerigeno em dois veiculos com esse mesmo dinheiro, reduzindo a praticamente zero as emissoes de MP2.5 de dois onibus mais poluentes, me parece uma inversao de valores e desprezo à saude publica.

    • Olimpioa, boa noite.

      Os seus comentarios sobre esse filtro tem de ser analisado pelo MP, pois o nao uso deles e algo criminoso mesmo.

      Att,

      Paulo Gil

  3. Amigos, boa noite.

    Parabens Transwolff, vem pra 8.

    Eu nao sei se tem relacao, mas se esse 1519, fot igual ou melhor do que aqueles cavalinhos 1519, noooooossa, deve subir ate parede.

    E isso carro com torque e muito bom e e isso que o buzao de bairro precisa.

    Vai Transwolff.

    Att,

    Paulo Gil

  4. E legal mais e exclusivo da ZS que fique claro, ZL não tem nada igual, a maioria e carro velho ainda nas coopers.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: