BRT do Pará vai custar três BRTs de Las Vegas

BRTs de Las Vegas têm veículos modernos e venda automática de bilhetes nas paradas

Jornal paraense critica obra que se arrasta há anos e tem custos majorados e extensão reduzida

ALEXANDRE PELEGI

De acordo com anúncio do Governo do Estado do Pará a obra do BRT Metropolitano paraense terá custo superior a R$ 530 milhões (ou 177 milhões de dólares). Com uma extensão de 10,75 quilômetros o preço por quilômetro atingirá quase R$ 50 milhões.

Segundo reportagem do jornal Diário do Pará, “esse valor é muito mais do que os BRTs já concluídos, em construção ou em projeto para as cidades de Manaus (R$ 24 milhões por Km), Goiânia (R$ 16 milhões), Recife (R$ 6 milhões) e Brasília (R$ 21,7 milhões). É bem mais, também, do que custou o primeiro BRT do Brasil, o de Curitiba, inaugurado em 1972. Na capital paranaense, o Km custou, em média, R$ 10 milhões”.

Parte do programa “Ação Metrópole”, o BRT de Belém deveria ser executado quase na totalidade pelo Governo do Estado. O dinheiro seria financiado pela JICA, órgão do Governo Japonês responsável pela implementação da Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA), que apoia o crescimento e a estabilidade socioeconômica dos países em desenvolvimento

Em abril de 2011 o coordenador geral do “Ação Metrópole”, César Meira, informou que o corredor de BRT estava orçado em R$ 480 milhões, com traçado previsto desde o centro de Belém numa extensão de 27 Km.

Em 2012 o então prefeito de Belém, Duciomar Costa, resolveu executar um BRT na Almirante Barroso. A obra acabou embargada várias vezes pela Justiça, porque não tinha projeto, nem financiamento. Mas, como havia sido gasto muito dinheiro público, decidiu-se terminar o que Duciomar começara. Assim, o BRT do Governo do Estado, previsto para 27 km, encolheu para os 10,75 km, que vão do Entroncamento a Marituba.

JICA

O último estudo da Jica sobre o programa “Ação Metrópole” foi feito em 2009, a pedido do Governo do Estado. O custo previsto para a construção de uma via de BRT era então estimado entre 4 a 5 milhões de dólares por quilômetro (cerca de R$ 15 milhões). O estudo projetava que todo o sistema de BRTs de Belém e Região Metropolitana alcançaria a cifra de US$ 223,2 milhões (R$ 513,4 milhões no câmbio da época, atualmente R$ 824 milhões em valores atualizados pelo IPCA-E de março).

O calculado pela agência japonesa JICA é muito inferior ao custo total estimado pelo Governo do Estado, comparação feita pelo jornal Diário do Pará: “enquanto a JICA estimou que cada km do BRT deveria custar cerca de R$ 15 milhões, a obra do Governo irá torrar – vale ressaltar novamente – R$ 50 milhões por km, ou seja, mais do que três vezes mais”.

Ainda fazendo comparações, o jornal paraense conclui: “o BRT de Belém ficará mais caro que os dois BRTs de Las Vegas, nos Estados Unidos: o MAX (Metropolitan Area Express) e o SX (Sahara Express). O primeiro tem 12 km de extensão e foi inaugurado em 2004. O segundo, com 36,5 km, foi inaugurado em 2012. Supermodernos, eles custaram, cada um, cerca de R$ 15 milhões por Km. Ou seja, pelo preço de um BRT do Pará, daria para construir três BRTs de Las Vegas, já incluindo toda a infraestrutura. E ainda sobraria R$ 5 milhões”.

Para justificar os R$ 530 milhões que o Governo do Estado do Pará calcula, o BRT Metropolitano foi acrescido de várias obras: um viaduto de quatro pétalas, no Km 6,5 da BR; um túnel de acesso ao terminal de Ananindeua; um Centro de Controle Operacional, 13 passarelas, para travessia de pedestres, e mais 18 estações, totalizando 26.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

3 comentários em BRT do Pará vai custar três BRTs de Las Vegas

  1. Amigos, boa noite.

    Eita povo bao de matematica, essa deu lucro.

    Esta materia tem de ser compartilhada com o Palacio do Planalto, Congresso Nacional, SFT, STJ, TCU, PF e MPF.

    Quem sabe assim alguem sera responabilizado pela farra do dinheoto do controbuinte, afinal dinheiro publico nao existe, e bom que todos sabam.

    Agora eu perginto:

    De que adiantpu congelar gastos por 20 anos (uma aberracao politica), se o desperdicio do dinheoro do contribuinte continua sendo discaradamente desperdicado.

    E melhor parar o comentario por aqui, pois daqui pra frente so :/=%£€¥₩86%^/$##×$””;!*&^÷=£€(?)₩₩¥£^/$###’//^^^=%£€(*^/×=€¥)(?!&(₩(*;:$#@×÷^&;*€¥€¥₩*!^^=^^/##$/^.

    TOMA VERGONHA NESSA CARA BRASIL.

    O BRASIL NAO LIMPA NEM COM ACIDO SULFURICO OU IRRADIACAO XISTONIZADA.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Claro…Japoneses erraram na conta kkk, povo que quase não estuda kkk, eles não deixaram “sobrar” pra ninguém…kkk e o brasileiro acertou…é uma piada atrás de outra…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: