Urbs diz que Sindimoc não cumpriu frota mínima no pico da tarde/noite em Curitiba

De acordo com gerenciadora, às 19h20, apenas 7,63% dos ônibus estavam em circulação

ADAMO BAZANI

Balanço da Urbs – Urbanização de Curitiba S.A. apontou que o Sindimoc – Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e região metropolitana não cumpriu a determinação judicial para que a categoria oferecesse 50% de frota mínima nos horários de pico da manhã, da tarde e da noite (6h30 – 8h30; 11h30 – 13h30; 17h30-19h30 e 22h – 23h) e 40% nos demais horários.

Na parte da manhã, o próprio Sindimoc havia informado que não houve o cumprimento da decisão judicial que estipulava o percentual de ônibus porque a entidade não tinha sido notificada. No entanto, o sindicato diz que recebeu a notificação no final da manhã e que orientou os trabalhadores a obedecerem.

A Urbs porém, diz que as 19h20 desta quarta-feira, 15 de março, por exemplo, o total de ônibus nas ruas era de cerca de 50, dos 700 que deveriam estar escalados, ou seja 7,63%. No horário deveria haver em circulação 50% ou pouco mais de 350 ônibus.

O TRT – Tribunal Regional do Trabalho aumentou a multa ao Sindimoc para R$ 100 mil no caso de descumprimento da frota mínima pelos ônibus municipais e determinou multa de R$ 50 mil no caso dos ônibus metropolitanos.

Os percentuais no d o sistema Metropolitano são os mesmos: 50% nos horários de pico e 40% ao longo do dia

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: