Doria dá nota 4 a ônibus e diz que quer intervalos de 15 minutos e mais limpeza

Doria conversa com passageiros em terminais

Prefeito de São Paulo utilizou linha entre Terminal Sapopemba e Parque Dom Pedro II

ADAMO BAZANI

O prefeito de São Paulo, João Doria em sua segunda viagem de ônibus na capital paulista, que ocorreu nesta segunda-feira, 13 de março de 2017, criticou o intervalo entre os coletivos e também a higiene dentro dos coletivos.

O chefe do executivo usou linha 5143/10 Terminal Sapopemba – Parque D. Pedro, que está entre as de maiores demandas de São Paulo.

João Doria quer que os intervalos sejam de aproximadamente 15 minutos em linhas como esta e não de 30 a 35 minutos, como observou e ouviu de passageiros.

“Não acho razoável as pessoas esperaram meia hora no ponto de ônibus. As pessoas são trabalhadoras. Não podem chegar atrasadas no seu trabalho. Também não faz sentido que tenham que acordar meia hora mais cedo em função de uma deficiência nas linhas de ônibus”  – disse em coletiva a jornalistas.

O prefeito também determinou que o secretário de Transportes e Mobilidade, Sérgio Avelleda, marque uma reunião com empresários de ônibus para que os veículos tenham melhoria na limpeza. Doria e achou os ônibus sujos. A reunião deve ocorrer em até 48 horas.

O prefeito embarcou às 6h29 do terminal Sapopemba e chegou ao Terminal Parque Dom Pedro II às 07h31.

Doria chegou a trocar de ônibus, pois verificou que um veículo em melhores condições foi colocado na linha somente para viagem especial.  O prefeito  então optou por um veículo mais antigo e sem ar condicionado. A nota foi 4 para o serviço.

No dia 6 de fevereiro, Doria utilizou a linha 6450, entre o terminal Capelinha e o terminal Bandeira.  A nota dada na ocasião foi 7.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes