Com novo micro, Mascarello quer ampliar participação nos segmentos de fretamento e turismo

Modelo GranMicro S4 é o mais recente lançamento da produtora paranaense

ADAMO BAZANI

A encarroçadora de ônibus Mascarello, com sede em Cascavel, no Paraná, aposta num novo modelo de micro-ônibus para ampliar a participação nos seguimentos rodoviário e de fretamento. Trata-se do GranMicro S4.

A expectativa para modelo já vinha desde o ano passado, mas lançamento oficial ocorreu nesta semana na sede da empresa.

O micro-ônibus, de acordo com a fabricante, alia praticidade na manutenção e robustez com o conforto exigido pelos passageiros nesse tipo de serviço.

099bc994-5c31-4ba7-a858-837a1e7ebc0c

O modelo conta com um design mais moderno e com soluções como novo mecanismo de acionamento da porta e espelho retrovisor mais amplo.

Porta foco com carregador USB e ar-condicionado também são itens encontrados no modelo.

O monitor do salão para entretenimento é posicionado no porta-pacotes, melhorando assim a circulação interna dos passageiros.

A Mascarello também diz que o ônibus atende já os padrões ECE R66, norma europeia que contém uma série de soluções para evitar tombamentos ou deixar os acidentes deste tipo menos graves.

A encarroaçadora relaciona alguns destaques do GranMicro S4

fd359d64-27d6-4b63-a330-3dfbc2ec3f54

  1. Novo Design Frontal com novos faróis, mais altos e eficiente, DRL em Led de série.
  2. Novo acesso de entrada mais amplo com novo mecanismo de porta.
  3. Acabamentos externo cromados.
  4. Nova tampa traseira em alumínio com maior acesso às bagagens.
  5. Novo Espelho retrovisor mais amplo.
  6. Novo Porta Pacotes com luz indireta e luz de cortesia na cor azul.
  7. Novo Porta Foco com carregador USB.
  8. Nova Parede de seapração Slim, permite o maior aproveitamento de salão da categoria.
  9. Monitor de salão posicioando no porta-pacotes.
  10. Novo Painel de motorista com ar condicionado total independente quente e frio.
  11. Maior acesso a central eletrica.
  12. Novos materiais de revestimentos e novas cores internas.
  13. Estrutura mais leve, atende a diretiva ECE R66.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

3 comentários em Com novo micro, Mascarello quer ampliar participação nos segmentos de fretamento e turismo

  1. Amigos, boa noite.

    Pelas fotos, achei esquisitinho, faltou harmonia no desogner.

    E carrocerias muito maiores que o chassi, deixam as rodas dianteiras muito pra dentro, ” chupadas”, eu nao gosto.

    Vamos ver ao vibo, quem sabe.

    Ta longe do que deve ser feito em termos de micro.

    Sao quase todos parecidos, nao ousam.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Olá amigos.

    Tenho um Gran Micro Mascarello ano 2014. Acho que o que precisa mudar não é o designer mas sim a qualidade dá carroceria que é fabricada com materiais de terceira e péssimo acabamento, parece ser fabricado em fundo de quintal, o meu Micro e rodoviária tem banheiro, a válvula que esgota o banheiro fica exposta embaixo dá carroceria de forma amadora presa com duas chapas que parecem ter saído dá sucata, o compartimento do step e aberto a roda e o pneu ficam expostos a água e lama, não foi feito na carroceria compartimento para ferramentas, o macaco e a chave de rodas ficam soutos no bagageiro, outro ponto negativo dá carroceria e o espaço para bagagem que é muito reduzido, outros modelos tem bagageiro lateral coisa que a Mascarello poderia ter feito, não é uma boa política empresarial fazer economia na produção e deixar o cliente insatisfeito, o isolamento térmico e deficitário, o ar não produz em dias muito quentes por conta da péssima qualidade do isolamento fato comprovado por técnicos, a sim quando chove forte a temperatura cai porque chove mais dentro do ônibus do que do lado de fora, vamos falar dos bancos, para reclinar o passageiro precisa ser forte, a alavanca é muito dura não é qualquer pessoa que consegue operar, os parafusos que prendem as partes internas dá carroceria se desprendem com facilidade sendo necessário reparos contantes, o sistema de som e péssimo o rádio colocado no painel do motorista queimou e quase incendiou o veículo, é assinado pela Mascarello claro. Se alguém pensa em ter um Mascarello faça uma rigorosa avaliação, para mim Mascarello nunca mais.

    • Bom dia Paulo,

      Vendo seu comentário me surgiu um pensamento, questão de material e itens de qualidade não vamos discutir, este é ponto de vista de cada um, porem em relação a Estepe, Bagageiro, e Ar condicionado, todos estes itens são opcionais de todos os fabricantes, geralmente quando um cliente que baixar o valor da carroceria, seleciona os itens mais básicos, e após receber a carroceria, quer um carro completo porem sem pagar por isso… E itens como alavanca de poltrona pesada, e rádio com problema, acredito que uma assistência técnica resolva fácil.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: