Ônibus e Caminhões Volkswagen com motor MAN D08 superam as 100 mil unidades

Linha de montagem do motor possui 2,5 mil m²

Propulsor foi lançado em 2012 e atende normas Euro V de restrição à poluição

ADAMO BAZANI

A MAN Volkswagen Caminhões e Ônibus anunciou que já estão em circulação no Brasil e nos demais países latino-americanos mais de cem mil veículos pesados da marca com motor MAN D08.

O propulsor foi lançado em 2012 e introduziu no Brasil, segundo a MAN, a tecnologia EGR, que para cumprir as exigências de restrição às emissões de poluição com base nas normas Euro V dispensam o uso do Arla 32.

“Estamos sempre em busca da melhor solução para a operação de nosso cliente. O investimento para lançarmos nossa motorização própria, com o MAN D08, trouxe diferenciais importantes para o mercado e o recorde das 100 mil unidades em uma indústria acirrada como a dos últimos anos vem para corroborar nossa decisão. Hoje é o cliente quem se beneficia dessa nossa busca por custos reduzidos em sua operação”, disse em nota, o presidente e CEO da MAN Latin America.

A maior parte das vendas é para o mercado brasileiro, mas o motor representa a maioria das exportações da marca para a América Latina, em especial, Argentina, México e Equador.

As maiores vendas do motor no Brasil são para o ônibus Volksbus 17.230 e o caminhão Constellation 24.280. Já para o exterior, os destaques com o motor são o Constellation 17.280 e o Volksbus 15.190.

O propulsor responde por 45% do portfólio da Volkswagen Caminhões e Ônibus. A linha de montagem o MAN D08 no Brasil ocupa 2.500 metros quadrados e tem capacidade anual para montagem de até 45 mil motores por ano. Unidades também são importadas da Alemanha, a fim de equipar veículos exclusivos para o mercado mexicano.

Segundo a montadora, alguns veículos com o motor já rodaram 1 milhão de quilômetros sem necessitar de retífica.

Em nota, a MAN destaca algumas das características do motor.

Uma das principais vantagens do D08 é que o motor não precisa ser abastecido com Arla 32 devido à sua tecnologia EGR de tratamento dos gases. Além da redução no custo operacional, isso garante um melhor aproveitamento do espaço no chassi, pois não há o tanque extra. O sistema também não agrega peso significativo ao veículo e não interfere no encarroçamento do veículo.

O motor já consagrado na América Latina tem desempenho excelente, mesmo em baixas rotações. Em sua versão Euro 5, o MAN D08 está disponível em versões de quatro cilindros com potência de 190 ou 230 cv e de seis cilindros para gerar 260 ou 280 cv, calibrados para garantir a performance ideal para cada aplicação. Sua configuração garante uma série de benefícios como baixo nível de ruído e consumo de combustível, maior intervalo de manutenção e menor emissão de poluentes.

O sistema EGR (sigla para o termo em inglês de Recirculação de Gases de Exaustão) é oferecido com exclusividade pela MAN Latin America no Brasil para caminhões e ônibus. A tecnologia utiliza o princípio de reaproveitamento dos gases de exaustão através do controle eletrônico.

Uma pequena porcentagem dos gases é recirculada, resfriada e então alimentada de volta para a câmara de combustão. Este processo reduz a quantidade de óxido de nitrogênio nos gases de escape, devido à redução da temperatura na câmara de combustão. Em adicional, a tecnologia incorpora um catalisador de oxidação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: