Novos equipamentos e gestão fazem trólebus do ABC economizar R$ 140 mil em energia elétrica

trólebus Trólebus novos também são mais eficientes

É o que aponta relatório do Governo do Estado de São Paulo sobre o Corredor Metropolitano ABD

ADAMO BAZANI

Os serviços de trólebus do Corredor Metropolitano ABD, operados pela Metra, estão mais econômicos. É o que mostra um relatório da Secretaria de Transportes Metropolitanos, publicado nesta terça-feira, 21 de fevereiro de 2017, no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

De acordo com a EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, a gerenciadora começou a monitorar o fornecimento de energia por um equipamento fornecido pela Eletropaulo. O dispositivo mostra oscilações e diminui, assim, a chances de sobrecarga e paralisação das operações.

O Governo do Estado ainda diz que começou a melhorar a gestão do consumo das 40 subestações no corredor, o que permitiu uma economia de R$ 140 mil em 2016.

Acompanhe:

Corredor Metropolitano ABD (São Mateus – Jabaquara) e Extensão Diadema – São Paulo (Morumbi) Acessibilidade – Em outubro foram concluídas as obras complementares de instalação de seis elevadores e duas plataformas elevatórias nos terminais Ferrazópolis, Piraporinha, Diadema, São Mateus e Santo André Oeste, com o objetivo de atender as normas de acessibilidade, incluindo também o Terminal Metropolitano Taboão de Guarulhos. Essa ação representa um investimento de R$ 1,3 milhão. Regularidade – A EMTU/SP passou a monitorar o fornecimento de energia por meio de equipamento fornecido pela Eletropaulo que alerta para oscilações, diminuindo as chances de sobrecarga e a paralisação. Também realizou um trabalho intensivo de gestão para verificar o consumo das 40 subestações e economia de R$ 140 mil

Já em outubro do ano passado, a empresa concessionária do corredor, Metra apresentou dez novos trólebus. Os investimentos foram de R$ 15 milhões. Os veículos já estão operação e possuem 18 metros de comprimento com capacidade para 120 passageiros.

Mais modernos, com wi-fi, sistema de anúncio de paradas por áudio e letreiro interno, e carregadores de USB para celulares, notebooks e outros dispositivos; os veículos também podem ajudar a economizar energia.

O Corredor ABD conta com uma frota de 275 veículos, sendo 95 ambientalmente corretos, dos quais, 82 são trólebus.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes