Justiça determina que Prefeitura do Rio apresente plano de ar-condicionado nos ônibus em até dez dias

Meta deveria ter sido cumprida no ano passado

ADAMO BAZANI

Em audiência na tarde desta quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017, a Justiça do Rio de Janeiro determinou que a prefeitura apresente em até dez dias um cronograma de climatização da frota de ônibus municipais.

O estudo deve priorizar as linhas de maior demanda.

A juíza Luciana Losada, da 8ª Vara de Fazenda Pública, também determinou também que o poder público explique o motivo de existir um saldo remanescente devido à Secretaria Municipal de Transporte pelas empresas de ônibus e que não foi investido para colocar ar-condicionado na frota municipal.

A Secretaria de Transportes alegou, em levantamento preliminar, que o valor é de R$ 114 milhões referente ao arrecadado que sobrou do aumento das passagens em 2016.

Quando tiver um retorno das empresas de ônibus, a secretaria terá mais cinco dias para informar o que vai fazer com este saldo.

O acordo de climatizar todos os ônibus foi firmado no começo de 2014 entre a prefeitura e o Ministério Público e deveria ter sido cumprido até o final de 2016.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: