Com incetivo do governo, Inglaterra compra 174 híbridos da Volvo

Volvo Híbrido da Arriva

Montadora comemora 3.000 unidades híbridas vendidas

RENATO LOBO

A Arriva, uma das principais operadoras da Europa, fechou um pedido de 174 ônibus híbridos de dois andares para cidades da Inglaterra, que serão produzidos pela Volvo.

Deste total, 123 unidades são destinados ao transporte urbano de Londres, e 51 para o da cidade de Merseyside, no interior do país.

“Com esta aquisição, 10% de nossa frota no Noroeste da Inglaterra é composta de híbridos Volvo. Temos uma boa experiência de disponibilidade e qualidade com os veículos, além dos significativos ganhos em economia de combustível. Por este motivo, não hesitamos na hora de escolher a marca para atender esse nosso pedido”, diz Phil Cummins, diretor da Arriva para a região Noroeste da Inglaterra.

A compra foi possível graças a uma verba do Departamento de Governo para Veículos de Baixas Emissões, ou seja o governo local enxerga grande potencial neste tipo de meio de transporte.

“Atualizar nossa frota para incluir ônibus híbridos é, efetivamente, uma situação ‘ganho-ganho’, já que o governo está incentivando a renovação da frota com veículos híbridos, e, depois de trocar, somos recompensados com os benefícios do aumento na eficiência e a queda nos gastos com combustível no futuro”, destaca Cummins.

A fabricante totaliza 3.000 ônibus híbridos vendidos em 22 países, na Europa, América do Sul, Ásia e Austrália. Na cidade de Curitiba é testado um veículo elétrico com sistemas plug in, que tem mostrado desempenho satisfatório, operando em mais de 60% do modo elétrico.

Renato Lobo, técnico em Transportes Sobre Pneus e Trânsito Urbano

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amihos, boa noite.

    Vejam que curioso, o Sr. Cummins comorou buzao Volvo.

    E Sampa, nem gazogenio rrola.

    Gostei do 2 anadres verde.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Que busão lindo, em SP e osnho, e toma diesel nos pulmões das pessoas, e o lucro prossegue.

Deixe uma resposta