Tarifas da EMTU no ABC Paulista serão reduzidas no dia 13

Metra continua com o mesmo valor. Também haverá redução de valores nas regiões de Sorocaba e Vale do Paraíba e Litoral Norte

ADAMO BAZANI

A STM – Secretaria de Transportes Metropolitanos informou que a partir desta sexta-feira, dia 13 de janeiro, serão suspensos os reajustes das tarifas de ônibus metropolitanos da EMTU da área 5 correspondente, ao ABC Paulista e das regiões metropolitanas de Sorocaba, Vale do Paraíba e Litoral Norte. Os valores vão voltar aos patamares de antes do aumento.

A decisão do Tribunal de Justiça desta terça-feira, 10 de janeiro de 2017, que manteve a suspensão do reajuste de 14,82% das tarifas integradas entre os ônibus municipais de São Paulo e o sistema da CPTM e do Metrô, na verdade, engloba as planilhas que foram divulgadas no Diário Oficial do Estado no dia 31 de dezembro.

Além dos valores dos reajustes das tarifas integradas e das modalidades temporais do Bilhete Único, a publicação oficial traz as planilhas da área 5 da EMTU e também das regiões de Sorocaba e Vale do Paraíba e Litoral Norte que, portanto, também terão os reajustes suspensos.

Os trólebus e ônibus do Corredor Metropolitano ABD, operados pela Metra, continuarão cobrando R$ 4,30, conforme o aumento do último domingo dia 8, isso porque, apesar de operarem no ABC Paulista, os ônibus e trólebus da Metra têm uma concessão diferente da área 5.

Na mesma nota, a Secretaria de Transportes Metropolitanos disse que a decisão judicial pode trazer impactos financeiros de aproximadamente R$ 220 milhões para Metrô (R$ 115 milhões), CPTM: (R$ 77 milhões) e EMTU (R$ 28 milhões).

NOTA À IMPRENSA

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), acatando determinação do governador de São Paulo, notificou nesta terça-feira, 10/01, o Metrô, a CPTM, a EMTU e a SPTrans, empresa gestora do Bilhete Único, para que as tarifas de integração do Metrô e da CPTM sejam alteradas. Todos os bilhetes terão o preço praticado até 7 de janeiro de 2017. A Prefeitura de São Paulo também manterá os valores praticados até essa data.

Em regime de mutirão, equipes trabalharão durante toda a madrugada para ajustar o sistema de bilhetagem ao novo valor da integração, que entrará em vigor nesta quarta-feira, 11/01. Os validadores da frota de transporte público municipal também serão atualizados neste período.

A STM reafirma que o atendimento da ordem liminar impacta financeiramente de forma drástica e prejudicial o sistema de transporte e os cofres do governo do Estado.

Se mantida, a decisão causará em 2017 um impacto financeiro de aproximadamente R$ 220 milhões para Metrô (R$ 115 milhões), CPTM: (R$ 77 milhões) e EMTU (R$ 28 milhões).

stm-1

stm-2

stm-3

EMTU
Em razão da determinação da Justiça, a partir da zero hora do dia 13, as linhas de ônibus intermunicipais na área 5 da Região Metropolitana de São Paulo (correspondente ao ABC, com exceção do Corredor ABD), além das regiões metropolitanas de Sorocaba e Vale do Paraíba e Litoral Norte, voltarão a ter as tarifas praticadas até 7 de janeiro de 2017.

As passagens das linhas intermunicipais nas regiões metropolitanas de Campinas, Baixada Santista, as áreas 1, 2, 3, 4 e o Corredor ABD da Região Metropolitana de São Paulo, não estão incluídas na determinação judicial e terão os reajustes mantidos.

Regiões Metropolitanas da EMTU onde os valores das tarifas das linhas intermunicipais retornarão aos praticados em 07/01/2017


SAO PAULO
Área 5
Diadema, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Com excecão do Corredor ABD.

SOROCABA
Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcano, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraó, Tatuí, Tietê e Votorantim.

VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE
Caçapava, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Monteiro Lobato, Paraibuna, Santa Branca e São José dos Campos.
Campos do Jordão, Lagoinha, Natividade da Serra, Pindamonhangaba, Redenção da Serra, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São Luiz do Paraitinga, Taubaté e Tremembé.
Aparecida, Cachoeira Paulista, Canas, Cunha, Guaratinguetá, Lorena, Piquete, Potim e Roseira.
Arapeí, Areias, Bananal, Cruzeiro, Lavrinhas, Queluz, São José do Barreiro e Silveiras.
Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes