Apesar de Doria querer tirar gratuidade de idosos, passe livre estudantil é o que pesa no sistema, diz jornal

Doria tem medo de protestos, por isso deve “atacar” mais o benefício dos idosos

Enquanto idosos representam 180 mil beneficiados entre os novos passageiros não pagantes, estudantes são 500 mil

ADAMO BAZANI

Para tentar diminuir o rombo no sistema de transporte público e para manter sua promessa política de campanha de congelar as tarifas de ônibus em 2017, o prefeito eleito de São Paulo João Doria deve retirar a gratuidade para idosos entre 60 e 64 anos de idade – o estatuto do idoso, que é lei federal, determina benefício a partir de 65 anos de idade. Cortar a gratuidade dos idosos que possuem vale-transporte, estando no mercado de trabalho, também é outra alternativa pensada por Doria.

O número de gratuidades nos ônibus municipais subiu de 1,6 milhão em 2015 para 2,2 milhões neste ano. De 680 mil novas gratuidades, apenas 180 mil são para idosos e portadores de deficiência, que hoje somam 1,2 milhão de passageiros, conforme mostra a Folha de São Paulo hoje.

Já o total de estudantes com passe livre, subiu de 508 mil para 1,1 milhão de beneficiados. Isso, além dos que gozam de meia tarifa.

Hoje os estudantes representam 45% do total de passageiros que contam com isenção de tarifa.

O crescimento das gratuidades entre os estudantes foi de 73% nos dias úteis.

Assim, questão não é apenas o número de idosos e estudantes com gratuidades, mas o uso do sistema. Os estudantes com gratuidade usam mais que os idosos com benefício, apesar de a quantidade entre os passageiros ser quase a mesma.

Além disso, o total de estudantes tende a crescer mais rapidamente que de idosos.

Até 2014, apenas idosos com 65 anos ou mais tinham direito a gratuidade.  A partir de 17 de março daquele ano, porém, o benefício foi estendido também para pessoas com idades entre 60 e 64 anos.

Já no dia 19 de fevereiro de 2015, entrou em vigor a gratuidade total para estudantes dos ensinos fundamental e médio da rede pública, estudantes de curso de ensino superior da rede pública com renda familiar per capita de até um e meio salário mínimo, bolsistas do ProUni – Programa Universidade para Todos, estudantes financiados pelo Fies, integrantes do Programa Bolsa Universidade – Programa Escola da Família com renda de até um salário mínimo e meio, estudantes atendidos por programas governamentais de cotas sociais com renda de um salário mínimo e meio, estudantes de cursos profissionalizantes de nível técnico da rede estadual caso seja integrado com ensino médio.

Em entrevista nesta segunda-feira, Doria disse que gratuidades impedem invesrimentos

“As gratuidades têm um custo muito alto que inibe até parte dos investimentos que poderiam ser feitos”, disse.

Para evitar protestos como os que ocorreram em 2013, por enquanto Doria, só deve tentar tirar o benefício dos idosos. Para garantir sua promessa política, o gestor vai precisar de, no mínimo, R$ 1,25 bilhão a mais nos subsídios de R$ 1,7 bilhão previstos para 2017 e manter a passagem em R$ 3,80.

 Adamo Bazani,  jornalista especializado em transportes

11 comentários em Apesar de Doria querer tirar gratuidade de idosos, passe livre estudantil é o que pesa no sistema, diz jornal

  1. Tem muito estudante filhinho de papai que pode pagar passagem essa ideia de passe livre deveria se restringir aos estudantes que ganham até 1 salário mínimo.

  2. Hélio Jacinto Pereira // 6 de dezembro de 2016 às 07:48 // Responder

    Quem pode, deve pagar a passagem integral,pois não se justifica que Jovens de Famílias que tem boas condições financeiras, fiquem isentos, obrigando os demais passageiros a pagar uma Tarifa mais alta e o Município a subsidiar as empresas de ônibus !
    Também é preciso eliminar a função de COBRADOR, pois este pessoal atualmente é totalmente inútil e só serve para encarecer o custo do Transporte !

  3. muitos estudante dos Arquediocesano, na vila mariana tem gratuidade, mensalidade é altissima, precisam de gratuidade ?

  4. O Doria é um canalha. Ele não mexe com os estudantes porque sabe a força e o estrago que esses estudantes podem fazer quando se revoltam. Ele vai mexer com quem? Claro, com os idosos. Covarde!

  5. O Dória precisa começar a pensar antes de agir.
    Idoso que tem renda anda de carro porque não é nada confortável para um idoso, que já não tem mais o mesmo vigor físico, subir em onibus lotado.
    Idoso que usa transporte público é porque não tem renda ou já gastou grande parte da renda com remedios. Ele não fica andando de onibus porque quer.
    Então, quanto retorno financeiro ele vai ter com essa medida? Vale a pena? São os idosos entre 60 e 64 anos, com “renda”, que vão salvar a pátria e impedir o aumento no valor da passagem?

  6. Adamo, gostariamos muito de ver o que voce acha das inumeras reclamações feitas contra motoristas de onibus de SP na maneira de se portar e vestir. A uniformização obrigatoria desde 2014 por força da portaria 63/2014 smt gab nunca foi respeitada. Motoristas com uniformes de times de futebol e barba mal feita. Sei e entendo que tecer comentarios que possam ir contra as empresas de onibus não sejam muito conveniente para a pagina.

    • Bem interessante mesmo a questão.
      A forma de o motorista e o cobrador se apresentarem mostra o cuidado para com o cliente

      • Quem sabe o assunto não poderia virar uma pequena matéria. O sindicato diz que as empresas de onibus não fornecem o uniforme por que o poder publico não multa como os motoristas se portam ou se vestem ou ate pela limpeza interna do onibus. Hoje pela manha contestei um motorista da SAMBAIBA, pois o mesmo estava vestido com a camisa de futebol do Grêmio, o mesmo me relatou que se a empresa não cumpre com suas obrigações de dar a vestimenta que ele então se veste como quiser. Nesse caso tive que concordar com o motorista. Pior foi ouvir do Fiscal de Ponto a mesma coisa. Portaria 63/14 SMT GAB trata do assunto.

  7. Correção: Até 2014, apenas idosas com 60 anos ou mais e idosos com 65 anos ou mais tinham direito a gratuidade. A partir de 17 de março daquele ano, porém, o benefício foi estendido também para todos com idades entre 60 e 64 anos.

  8. jose ferreira da silva neto // 6 de dezembro de 2016 às 20:48 // Responder

    esses politicos safados sem palavra so prejudicam as pessoas idosas as pessoas idosas nao tem dinheiro nem pa comprar remedios quanto mais pra pagar cnduçao esse doria e outro salafrario pilantra

  9. Isso Aí, é Ideia do Novo Secretário dos Transporte Metropolitano Sergio Avelleda. Aquele Que Foi Pedido CPI Quando ele era Presidente do Metrô e da CPTM. Foi Tudo ENGAVETADO. ele sabe Que VAI TER REAÇÃO DOS VELHINOS. o Passe do Idoso Surgiu de Um Movimento Popular APARTIDÁRIO, Através de Um ABAIXO ASSINADO, no Começo de 1980. eu mesmo Participei de Algumas Reuniões. o Maior Incentivador do PASSE DO IDOSO, Foi o Saudoso Governador André Franco Montoro. Quando o Prefeito Mario Covas Tomou Posse. Ele Foi Incentivado Pelo Digníssimo Governador André Franco Motoro a Adotar o PASSE DO IDOSO. Não Podemos Deixar Eles DESCARACTERIZAR o Nome. Passe do Idoso Por Passe do Aposentado. Está Surgindo Um Movimento de Idosos Aposentados e Não Aposentado. o Nome se Chama. (MDPI 60). MOVIMENTO DO PASSE DO IDOSO 60 ANOS. Os velhinhos Vão Acamar na Porta da FIESP, ema Frente da prefeitura, e em Frendo ao Comando Militar do Leste. Vamos Pedir Para Prender Todos os Envolvidos nos Casos BANESTADO, MERENDA ESCOLAR, CPTM, METRÕ, LINHA AMARELA. Esse secretário do Doria jr, Vai Provocar o Maior Desgaste do PSDB de São Paulo. Não Brinque com os VELHINHOS. Saudações.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: