Licitação em Natal vai exigir exige ônibus com motor traseiro ou central e ar condicionado

Publicado em: 9 de novembro de 2016

Ônibus com motor dianteiro continuam, mas apenas em metade da frota

Sistema será dividido em regular e alternativo. Piso baixo também será outra exigência

ADAMO BAZANI

A Prefeitura de Natal, Rio Grande do Norte, lançou a licitação dos transportes coletivos.

As propostas devem ser entregues no próximo dia 10 de janeiro.

O sistema será dividido em Regular 1 (ônibus) e Regular 2 (alternativos).

Dentro do subsistema Regular 1 – ônibus,  haverá dois lotes com 629 linhas divididas em quatro regiões administrativas. Já no subsistema alternativo, serão 14 linhas em lote único.

Com a assinatura dos contratos, a tarifa deve ser reajustada dos atuais R$ 2,90 para R$ 3,45 após dois meses da implantação das mudanças, que só ocorrerão 180 dias após a assinatura dos contratos.

A prefeitura também exige a colocação de ônibus com motor traseiro ou central para substituir parte da frota com motor dianteiro.

Além disso, a inclusão de veículos com ar-condicionado também será obrigatória.

No início das operações, o sistema já deverá contar com 20% da frota, atendendo a esses requisitos, sendo que metade deste percentual já deve ser com piso baixo.

O contrato prevê ainda que ao menos 50% dos ônibus tenham plataformas rebaixadas e ar-condicionado após o prazo inicial e durante toda a vigência do sistema.

A idade para gratuidade de idosos vai cair ao longo do contrato de 65 anos para 60 anos.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Neste caso qual o significado e o preco da tarifa do “alternativo” ?????

    Se for “cabritinho” sera mais barato ???

    E uma alternativa …

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta