Mais ônibus da Suzantur chegam com padrão da Expresso Guarará

Publicado em: 24 de setembro de 2016

Ônibus possuem padrão da Guarará, que não é o mesmo de Mauá e São Carlos

Oficialmente, Prefeitura de Santo André não diz qual viação vai substituir companhia de ônibus que vai desistir das operações no sistema da Vila Luzita

ADAMO BAZANI

Uma pequena frota de ônibus chegou à empresa Suzantur, que atua em 100% dos transportes municipais em Mauá, na Grande São Paulo, e, emergencialmente, em São Carlos, no interior paulista, com o padrão de portas adotado pela Expresso Guarará, empresa que desistiu de operar na cidade de Santo André e que deve encerrar as atividades no próximo dia 8 de outubro de 2016, após 16 anos de concessão.

Os veículos possuem portas à esquerda com a altura adaptada para embarque por meio de plataformas elevadas, que é o sistema usado por parte do Corredor da Capitão Mário Toledo de  Camargo, operado pela Expresso Guarará entre a região da Vila Luzita e o centro de Santo André.

Este padrão não é adotado pelas cidades onde hoje opera a Suzantur, Mauá e São Carlos, que não possuem corredores de ônibus à esquerda com estações dotadas de plataformas no nível do assoalho dos coletivos.

O Diário do Transporte apurou com fontes do setor que ao todo são 14 veículos com esta configuração.

A Prefeitura de Santo André diz oficialmente que ainda será escolhida a empresa que vai operar por meio de contrato emergencial no lugar da Guarará. Ninguém da Suzantur foi localizado para comentar a chegada destes veículos e onde eles irão operar.

A relação da Suzantur com Expresso Guarará vem desde 2015. A empresa Expresso Guarará se encontra em situação financeira precária com dívidas e sem recursos para investimentos. A empresa surgiu da Viação São José de Transportes e opera o sistema tronco-alimentador da Vila Luzita de agosto 2000, com 480 funcionários e 15 linhas. A situação financeira se agravou com a morte do fundador Sebastião Passarelli, em 2014.

Diante do quadro, em 2015, um dos donos da Suzantur, Claudinei Brogliato, assumiu a procuração da empresa da Expresso Guarará para tentar uma recuperação financeira.

A Expresso Guarará teve em outubro de 2015, 14 veículos apreendidos por falta de pagamento ao Caruana Financeira, que tem ligações históricas com a Suzantur.

Até 2011, foi formalmente sócio da Suzantur, o empresário Ângelo Roque Garcia, irmão de José Garcia Netto, o Netinho, que é um dos donos do Caruana Financeira.

José Garcia Netto, o Netinho, se apresentava como representante da Suzantur em Mauá até ser eleito presidente do Caruana, em 2013

CONTRATOS EMERGENCIAIS SÃO PORTA DE ENTRADA:

guarara-suzantur

Se for confirmada a operação da Suzantur no lugar da Expresso Guarará em Santo André, será o terceiro sistema urbano que a empresa assume por meio de contratos emergenciais com as prefeituras.

Até 2013, a empresa de ônibus originalmente apenas de fretamento, não tinha nenhuma experiência em transporte urbano, quando foi convidada pela administração do prefeito Donisete Braga, do PT de Mauá, para operar emergencialmente os transportes coletivos após o polêmico descredenciamento das empresas Viação Cidade de Mauá e Leblon Transporte de Passageiros que foram acusadas por Donisete Braga de consultarem dados de bilhetagem eletrônica sem autorização.

A própria procuradora do município, Thais de Almeida Miana, não viu ilegalidade no ato das duas empresas e se manifestou em parecer contra a medida, no dia 27 de junho de 2013, mas Donisete ignorou o parecer e continuou com processo de descredenciamento. O caso é ainda contestado na Justiça.

Após o contrato emergencial, a Suzantur participou de licitação em 2014 e se tornou a única empresa operadora de transportes em Mauá.

A licitação também foi polêmica pelo fato do edital trazer exigências muito próximas à realidade da Suzantur e inferiores ao que foi exigido das antigas operadoras da cidade na licitação de 2008-2010, como tempo de experiência comprovada, algo que a Suzantur realmente não tinha no transporte urbano.

Em São Carlos, no interior de São Paulo, a Suzantur assumiu gradativamente os serviços também por meio de contrato emergencial em 10 de agosto de 2016. As 61 linhas antes operadas pela empresa Athenas Paulista foram transferidas aos poucos à Suzantur até que em 17 de setembro todo o processo estava finalizado.

A Athenas Paulista também não conseguiu continuar operando em São Carlos.

A antiga empresa operadora, Athenas Paulista, estava com contrato vencido há mais de dois anos. Em maio, o Ministério Público e a prefeitura firmaram acordo que determinou a contratação de uma nova empresa.

O contrato emergencial foi apresentado à Suzantur. A prefeitura de São Carlos deve ainda finalizar a licitação lançada em 02 de setembro de 2016. A empresa de Mauá pode participar da disputa. A Suzantur deve tentar em Santo André e em São Carlos seguir a mesma estratégia adotada com o prefeito Donisete Braga, de Mauá.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Emílio Santos disse:

    Bem, Senhoras e Senhores, Moças e Rapazes, Meninas e Meninos, sendo um morador de Santo André à quase 40 anos, eu sou suspeito em afirmar que será uma mudança muito radical com a saída de Expresso Guarará e é óbvio que quando o comando de uma empresa é transferida para os filhos e familiares, pelo motivo de Óbito do seu Dono, surgem as dívidas e a má gestão e isso tem consequências para a população e para os funcionários que atuam no setor, um exemplo muito claro é a Casas Bahia, que após a morte do seu fundador, a empresa passou para as mãos dos filhos e foi uma Guilhotina que baixou nos funcionários de toda rede nacional e a quebradeira é frequente. Nós, cidadãos andreenses, esperamos que a futura operadora do sistema de transporte público para estar à altura na prestação de serviço e que valha à pena o preço que pagamos. É isso aí, Adamo Bazani e Renato Lobo, muito Grato pelas informações e continuem sempre nesta toada que o site está uma Beleza !

  2. eduardo alves disse:

    Deixa eu ver se entendi, Santo André vai permitir que ônibus comum rode onde antes rodavam veículos articulados?

  3. William de Jesus disse:

    Boa tarde!

    Bom, me espantam duas coisas nessa mudança com a saida da Expresso Guarará: primeiro: como a Suzantur (que até onde “sabemos”, nao foi contratada ainda para operar emergencialmente oficialmente) compra carros com tal configuração, e usando a própria pintura (e nao a de Santo André)? segundo:Como a prefetura permite que um sistema operado por articulados seja substituido por veículos padron, por mais que isso seja “temporário” (e digo temporário entre aspas mesmo, pois jamais vi e jamais verei uma empresa investir em algo sem ser pra levar algo em troca. Ou voces acham que a Suzantur é boazinha e está fazendo isos em prol de um transporte melhor?)?

    Agora, o que está me deixando realmente assustado é como esta empresa está crescendo. Só cidades do ABC e em cidades onde foi contratada como emergencial, e de repente ela passa a operar sozinha (como foi o caso em Maua, e deve ocorrer o mesmo eu São Carlos). SP fique de olho, seria um novo modal de monopólio

    1. Mauri disse:

      Mais hoje em dia a Suzantur é maior que a São José e Guarara juntas

  4. Fabio Barbano Martins disse:

    Adamo, a licitação de São Carlos já foi aberta. É a concorrência pública 5/2016:

    http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/licitacoes-prefeitura/concorrencia-publica/concorrencia-publica-2016.html

    1. Verdade amigo. Esqueci de atualizar o úlitmo parágrafo. Obrigado.

  5. Jackson disse:

    Estranho é a prefeitura permitir esses cabeças de fogo comuns rodando em linhas que operavam articulados mas tá tudo em casa tanto o prefeito de santo andré como o de Mauá são do PT.. em Mauá também rodavam onibus articulados pro zaira e agora rodam as carrocinhas de motor dianteiro…

  6. kelley cristina disse:

    eu fico muito triste o meu maridi traballar garagen eu fico mrdo que ele fica despregado mats deus nao vai dejar

  7. MARCOS A S CARDOSO disse:

    Por incrível que pareça o transporte de Mauá melhorou na região onde eu morava quando a Suzantur começou a operar.

  8. Diego disse:

    Tomara que isso não aconteça, já pensou se eles colocam realmente esses ônibus pra rodar na linha TR-101, não da pra inserir esse tipo de ônibus”convencional” nessa linha não iria dar conta, esses ônibus iriam ficar cheio e no horário de pico a demanda de pessoas eh muito grande, se a Guarará com os articulados já não dava conta, imagina com esses ônibus… Só jesus na causa, eu espero q se for o caso de uma empresa assumir em caráter emergencial, que pelo menos traga ônibus compatível com o corredor e que seja articulado.

  9. Manolo disse:

    A Prefeitura Municipal de Santo André, deveria acabar com esse sistema do Terminal Vila Luzita e por linhas ligando o bairro direto ao Centro, como era antigamente. Veículos não articulados não darão conta da demanda de passageiros da linha TR 101, vai ser um caos.

Deixe uma resposta