Justiça condena CPTM por trem superlotado

Publicado em: 13 de setembro de 2016

Linha 9-Esmeralda da CPTM Foto: Renato Lobo

Passageiro diz que funcionários da CPTM empurraram outros usuários para dentro do trem

RENATO LOBO

Percorrer as linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos em trens lotados é rotina de milhões de pessoas a cada dia. Porém, um advogado entrou na justiça sobre o fato. Então, o Superior Tribunal de Justiça – STJ acabou por condenar a CPTM em pagar indenização de R$ 16,5 mil, por danos morais ao passageiro.

O advogado embarcou na estação Pinheiros, da linha 9-esmeralda, sentido Grajaú, e diz que a composição lotou já na estação seguinte. De acordo com ele, funcionários da companhia empurram outros passageiros para dentro do vagão.

O passageiro diz que, como foi “impossível continuar no trem”, precisou descer na estação Morumbi, uma antes do seu destino final (Granja Julieta).

Já a CPTM afirma que tentará reverter a decisão judicial por meio de recurso.

Renato Lobo, técnico em Transportes Sobre Pneus e Trânsito Urbano

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. vagligeirinho disse:

    Eu se fosse o juíz deste caso, deixaria o caso sem sentença, e falaria ao advogado requerente: “Cara, te pago uma passagem de ida e volta para passear no Japão e conhecer o sistema ferroviário de lá.”

  2. Emílio Santos disse:

    Bem, caros Amigos do Diário do Transporte, eu não vejo nada de anormal em um cidadão entrar na Justiça, solicitando melhorias nos transportes da CPTM ou de outras empresas. O que acontece, minha gente, é que o Povo Brasileiro é muito Acomodado com tudo: “Não Adianta Reclamar porque não vai acontecer nada”, “Tá bom assim, nós é que somos otários mesmo”, “A gente tem que Aceitar o que vier e fim de papo” ou “É Perda de Tempo, está Falando Sozinho”, frases que ficam programados em nossas mentes e nos mantém imobilizados na vida, nós, Cidadãos, somos passarinhos engaiolados que recebem a comidinha e tá Beleza. Volto à Repetir a Pergunta, porque tenho a minha opinião e cada um tem a sua: “O Que Tem de Errado na Atitude do Passageiro em entrar na Justiça para Exigir Melhoria no Transporte Público” ? Reflitam sobre a Atitude do cara e usem como Exemplo para se levantarem e fazerem o que um Cidadão Inteligente sempre faz, Correr atrás do que Tem Direito. Gratos e uma Ótima Semana !!!

  3. Emílio Santos disse:

    …e esperamos que esta atitude se torne um Hábito muito Comum pra Todos Nós, porque ficar só na Gaiola, Recebendo Alpiste e ficam repetindo “Canta Loro” para o Dono (Sistema) ficar Feliz e Contente ? Parabéns ao Advogado pela Atitute e pra nós, Cidadãos: “ACORDA BRASIL, SAIAM DA GAIOLA” !

  4. Adilio Faustini disse:

    Lamentável a decisão, queria saber como são transporte em horários de pico nas grandes megalopolis do mundo, se a moda pegar vira jurisprudência e os governos não terão dinheiro para as inúmeras indenizações que ocorrerão. Brasileiro vai ao exterior, pega condução lotada e ainda volta elogiando.

  5. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    E o efeito BRASIL.

    Como nada mais funciona no Brasil, o cidadao vai a justica.

    Como a justica tambem nao funciona em tempo habil, fica elas por elas, afinal nao ha uma relacao custo beneficio favoravel ao cidadao que utiliza o judiciario.

    Sai mais barato e pratico deixar tudo pra la.

    Vejam neste mesmo caso mais uma prova concreta do efeito Brasil.

    O que e R$ 17.000,00 para a CPTM, paga logo e acabou.

    Nao, vao recorrer, issovai sair mais caro o molho do que o frango para a CPTM; mas pra que se preocupar nao e mesmo.

    O custo e a ineficiencia serao pagos pelos contribuintes e passageiros mesmo.

    Brasileiro e tao bonzinho.

    So criando o Quarto Podet, o Poder Contribuinte.

    E o Bradil sem administracao i inadministravel (como diria o ex ministro Magri) devido a enorme quantidade de leis, regras e normas da arraigada burrocracia, ou mais atual a “PROPINOCRACIA”.

    BRASILLLLLLLLLLLLLL

    Att,

    Paulo Gil

  6. Emílio Santos disse:

    Bem, independentemente da minha Opinião e à de cada um dos nossos amigos internautas do site, se a atitude do Advogado em entrar na Justiça contra a má condição do Transporte Ferroviário da CPTM foi em vão ou não, mas, surtiu resultado: R$ 16.000,00 de Indenização ! Agora será mesmo que vale à pena continuarmos nas Gaiolas, comendo o Alpiste que o Dono (Sistema) nos Oferece e tá tudo certo ? Pensem muito bem sobre a nossa posição de Cidadão e dos nossos Direitos que são Garantidos e a gente não percebe porque a gente só vive naquela Esquema: “NÃO ADIANTA, FICA ASSIM MESMO”, “PIOR QUE TÁ NÃO FICA”, enfim. Cada um de nós temos que fazer o que é certo e que os Direitos nos Garantem, porque Ficarmos nessa Reza do Povão Coitado,…? Abraço !!!

Deixe uma resposta