Veículos elétricos desfilam em São Paulo para promover ações em prol do meio ambiente

Publicado em: 28 de agosto de 2016

Dual Bus

Ônibus de alta capacidade que pode ser trólebus ou híbrido

Movimento foi idealizado pela Associação Brasileira do Veículo Elétrico e quis deixar este tipo de tecnologia ainda mais próxima da população

ADAMO BAZANI

A cidade de São Paulo foi marcada na manhã deste sábado, 27 de agosto de 2016, por um desfile de ônibus, carros e demais veículos híbridos ou movidos somente à eletricidade, que circularam em vias da região central com ponto de chegada nas imediações do estádio do Pacaembu.

A ação foi da ABVE – Associação Brasileira do Veículo Elétrico, que reúne os fabricantes.

Um dos objetivos foi promover e incentivar a ampliação da frota de carros e ônibus menos poluentes ou com emissão zero.

A carreata, denominada Movimento Paulistano de Veículos Híbridos e Elétricos, teve também o intuito de deixar o veículo elétrico mais próximo da população e mostrar que a indústria tem capacidade produtiva no Brasil que pode atender demandas maiores que a atual, faltando assim, incentivos e a criação de uma cultura, por parte do poder público, para a mobilidade mais limpa.

Hoje a frota de carros e ônibus movidos à eletricidade é pequena no Brasil e muitos ainda não sabem dos avanços da indústria automotiva neste segmento.

Se o transporte coletivo traz diversas vantagens para o meio ambiente e trânsito, por ter a capacidade de substituir vários carros nas ruas, quando as emissões na operação do transporte público são diminuídas, os ganhos são ainda maiores.

Por isso os ônibus tiveram destaque especial no movimento.

Entre os veículos de transporte coletivo estavam:

f4029054-ef9d-4346-a890-557decc3324c

8136cd34-ce54-4564-bf8e-efe0e4a23bad

– O DualBus, um ônibus superarticulado de 23 metros, que funciona tanto com tecnologia trólebus (ligado a rede aérea) como híbrido (sem estar conectado aos fios), fabricado pela Eletra, de São Bernardo do Campo.

ebdd7ea4-a324-41bc-bbc0-90a698202880

44a98929-4d54-4997-9f39-182ef1f2afd7

–  Ônibus elétrico puro com baterias, padron, de 12 metros da BYD.

2d319380-c727-4061-ab24-8bb6f9319423

– Ônibus articulado de 18 metros também da empresa chinesa BYD, instalada em Campinas, no interior de São Paulo, que operou em testes no Paraná, pela Leblon Transporte de Passageiros e, como já está com carroceria no padrão da SPTrans, vai ser testado também na Capital Paulista.

d2951dcf-c9b6-4c13-9935-1113adf24bf3

aafcdec4-ada6-48db-a8bd-5b30037b4b10

–  Ônibus Volvo híbrido (diesel e elétrico) com carroceria Caio, que opera no sistema municipal da SPTrans .

O Movimento Defesa do Trólebus, que realiza ações em prol da mobilidade limpa esteve na marcha e registrou alguns momentos com os ônibus elétricos.

Entre as marcas participantes, com veículos levíssimos, leves e pesados, estavam com veículos leves, levíssimos e pesados da Eletra, Toyota, Lexus, Renault, BYD, Volvo, JAC Motors, Go Lev, Souza Motors, Wind, Bike Car, Cooltra, Nanico Car, Drop e Compact Car.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Raphael disse:

    Uma companhia que poderia investir nesses ônibus da BYD é a CTA de Araraquara, não sei se ela chegou a fazer um test drive com esse BYD mas com certeza para uma empresa que era conhecida por usar sistema de trólebus (e que infelizmente foi descontinuado há um tempo) poderia ser uma boa para o retorno dos trólebus nessa cidade do interior. A BYD alterou o layout dos faróis, trazendo para a realidade do mercado de ônibus nacional, mas confesso que não gostei (para mim ficou básico demais) e preferia o layout de antes pois com aquelas lentes bem bacanas, porém como os frotistas levam mais em conta o custo-benefício do que a estética, daí a justificativa do novo layout de faróis nessa versão.

Deixe uma resposta