ACOMPANHE – Greve de ônibus/paralisação em São Paulo: Terminais e veículos já são paralisados

Motoristas e cobradores de ônibus paralisam as atividades (Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Folhapress)

Motoristas e cobradores de ônibus estão em campanha salarial. Empresas dizem que não têm como atender às reivindicações dos trabalhadores

ADAMO BAZANI

Os principais terminais de ônibus da cidade de São Paulo já estão sendo fechados em todas  as regiões, de acordo com o Sindmotoristas, sindicato que representa os motoristas e cobradores.

Entre estes terminais estão Parque Dom Pedro II,  Terminal São Mateus,  Cachoeirinha, Penha, Barra Funda, Sacomã, Santo Amaro, João Dias, Bandeira, Jabaquara, Pinheiros, Sapopemba, Carrão, Cidade Tiradentes, Princesa Isabel, em Itaquera, AE Carvalho, Artur Alvim, Tatuapé.

No caso do Terminal São Mateus, a parte referente ao Corredor Metropolitano ABD, operada pela Metra, não parou, mas por causa do acúmulo de ônibus municipais no lado externo, os ônibus e trólebus intermunicipais sofrem atrasos.

Os ônibus também estão sendo parados nas vias, como na região da Nove de Julho, da Consolação, Avenida Itaberaba, Inajar de Souza, Viaduto Popular, Alameda Glete.

O Metrô e a CPTM  têm sido alternativas para alguns passageiros.

Em assembleia na tarde de ontem, divulgada em primeira mão pelo Blog Ponto de Ônibus, a categoria decidiu realizar uma paralisação hoje das 10h ao meio-dia.

Nesta quinta-feira, se não houver acordo com as empresas de ônibus, a paralisação deve ocorrer entre as 14h e 16h.

Os motoristas e cobradores de ônibus reivindicam aumento salarial real de 5% mais a recomposição da inflação, Participação nos Lucros e Resultados – PLR de R$ 2 mil, plano de saúde gratuito, manutenção dos postos dos cobradores e vale-refeição diário de R$ 25.

O SPUrbanuss, sindicato das empresas, ofereceu reajuste de 2,31% nos salários e no vale-refeição.

As companhias de ônibus afirmam que têm sido constantes os atrasos pela prefeitura dos repasses em relação às gratuidades, o que tem prejudicado a condição das companhias negociar com os trabalhadores.

A prefeitura nega atrasos constantes.

A reportagem também apurou que a prefeitura propôs para que seja concedido o aumento da remuneração das empresas, a realização dos repasses de 15 em 15 dias e não mais de cinco em cinco dias, como é feito atualmente.

Pelos contratos, que hoje são regidos por renovações emergenciais ou aditivos pelo fato de a licitação dos transportes ainda não ter sido realizada, a remuneração às empresas de ônibus tem índices de reajuste que variam de acordo com a área operacional atendida.

Na média, no ano passado, esse reajuste da planilha foi de 6,8%

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em ACOMPANHE – Greve de ônibus/paralisação em São Paulo: Terminais e veículos já são paralisados

  1. Ola bom dia, me tire uma dúvida. Terá greve de onibus amanhã
    Dia 20/ 05 obrigada…

1 Trackback / Pingback

  1. Greve de ônibus em São Paulo é cancelada | BLOG PONTO DE ÔNIBUS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: