China anuncia oficialmente que terá 200 mil ônibus limpos até 2020.

Ônibus elétricos devem compor a maior parte da frota de 200 mil veículos de transporte coletivo não poluentes prevista para a China até 2020. Imagem mostra frota em Shenzhen em janeiro deste ano

Segundo diretor-geral do Departamento de Transportes do País, o transporte público é a principal solução para a redução da poluição atmosférica

ADAMO BAZANI

O diretor-geral do departamento de serviço de transporte do Ministério do Transporte da China, Liu Xiaoming, anunciou em entrevista coletiva nesta segunda-feira, 14 de março de 2016, durante a 4ª sessão da 12ª Assembleia Popular Nacional (parlamento) que o país deve ter como estratégia nacional A prioridade ao transporte público para um crescimento sustentável.

Entre as metas está a implantação de 200 mil ônibus para o transporte público movidos a energia renovável até 2020, preferencialmente energia elétrica.

Segundo o governo chinês, o processo de urbanização tem de se modernizar e as questões relacionadas ao trânsito e poluição são os principais desafios.

Atualmente 50 mil ônibus com energias renováveis circulam no país, principalmente em Beijing, Shanghai, Shenzhen e Jinan.

Para a viabilização desta meta, o governo chinês deve ampliar uma série de benefícios fiscais às produtoras.

Ainda em relação aos transportes públicos, Yang Chuantang disse que especialistas e membros do setor vão debater novas regulamentações sobre os serviços de táxis convencionais e de aplicativos como o Uber e da empresa chinesa Didi Kuaidi.

“Os subsídios (atribuídos a passageiros e condutores), por parte de empresas de transporte, procuram aumentar a sua quota de mercado a curto prazo e são competitivamente injustos para os táxis … “Novos produtos chegaram progressivamente a cidades onde a relação entre a oferta e a procura não é equilibrada, causando instabilidade no mercado”, disse na coletiva.

VÍDEO MOSTRA FROTA ENTREGUE EM SHENZHEN. HÁ TAMBÉM MODELOS COM CARACTERÍSTICAS RODOVIÁRIAS DE CURTA DISTÂNCIA:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: