Comil Invictus 1200 vai concorrer com G 7 no mercado de rodoviários

Invictus 1200

Invictus Comil 1200 vai se posicionar em segmento de mercado que, apesar da crise econômica, está em expansão.

Comil Invictus 1200 vai concorrer com G 7 no mercado de rodoviários

Encarroçadora promete inovações e ampliar opções. Ônibus também deve ser comercializado em outros países

ADAMO BAZANI

Praticamente “monopolizado” pelo Paradiso Geração Sete, da Marcopolo, o mercado de ônibus rodoviários ganha um novo modelo que promete ser mais uma opção para frotistas e, consequentemente, passageiros.

A encarroçadora gaúcha Comil, de Erechim, já divulga entre os principais proprietários de empresas de ônibus o modelo Comil Invictus 1200.

Ontem, o Blog Ponto de Ônibus, informou que, de olho nos números em expansão do segmento de ônibus rodoviários, bem diferentes do restante do mercado, a Comil vai apresentar o Invictus 1200 na Transpúblico, feira de mobilidade, que ocorre entre os dias 1º e 3 de setembro no Transamerica Expo Center, na zona Sul de São Paulo.

O modelo, que deve ser colocado acima do Comil Campione 3.45, em linha de produção, é indicado para rotas de médias e longas distâncias.

O ônibus também vai ser produzido para o mercado externo, com dimensões que variam de 12,5 metros de comprimento a 15 metros, dependendo do pedido do frotista e da legislação de cada país.

Além do Brasil, outros países da América Latina são alvos para a comercialização do novo modelo.

A altura total da carroceria já sobre o chassi é de 3,80 metros e a largura é de 2,60 metros.

A carroceria pode ser aplicada em chassis da MAN-Volkswagen, Mercedes-Benz, Scania e Volvo, com dois eixos ou três eixos e motor traseiro.

Acima destas dimensões, a Comil possui o Campione HD, com salão de passageiros acima do posto do motorista e bagageiros maiores, e o Campione DD, de dois andares.

Acompanhe outros detalhes em:

https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/08/26/invictus-1200-sera-a-aposta-da-comil-na-transpublico-em-ano-de-crise/

Nesta categoria de rodoviários, o mercado brasileiro tem modelos como o Marcopolo Paradiso 1200, ROMA da Mascarello, Irizar i6 ou Irizar PB e Neobus New Road N 10.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

7 comentários em Comil Invictus 1200 vai concorrer com G 7 no mercado de rodoviários

  1. ROBERTO AFFONÇO // 27 de agosto de 2015 às 23:51 // Responder

    Aparentemente parece ser um excelente veículo
    Só precisa saber se vai ter as mesmas falhas que tem
    o G7 da MARCOPOLO.
    Pois o G7 para eu que sou motorista rodoviário tem vários
    problemas de dirigibilidade.
    Espero e torço para q esse modelo não tenha.
    Fica a dica.

  2. Quem deveria entrar nessa briga era a Busscar Colômbia com o Jumbuss e o busstar DD atualizado esses tem muito mais qualidade que os bate bate da marcopolo..

    • Pois é, é nessas horas que a busscar faz falta, porque os ônibus dessa empresa são de uma boa qualidade, e o pior, é que tem modelos que rodam até hoje e ainda valem a pena (depende da viação que eles rodam, para quem sabe cuidar, como a Itapemirim, transnorte, etc), como o jumbus 340, mas o meu predileto é o elegante 360. E agora eu me pergunto, porque não adquiriram ainda esses modelos que VC citou? Acho sem graça viajar só no g7.

  3. eu duvido.pois ja dirigi svelto 2008 e campione 3.25 2011.ambos são uma porcaria.com toda batedeira prefiro marcopolo.comil tem uma porcaria de uma coluna do lado esquerdo que tira toda visão do motorista fora o acabamento fraco.na minha opinião de motorista depois de marcopolo só caio e neobus

  4. Ao designer Adriano Quadros e sua competente equipe, parabéns pelo produto criado. Minha observação pela opção da linha seguidora da concorrência. Imagino que o resultado não reflete exatamente a proposta tua e da equipe pelo fato de ainda não terem conquistado a autonomia para desenvolvimento de produtos. A influência da hierarquia corporativa ainda é muito presente e castrativa.
    Persistência é a recomendação. Competência não lhes falta.
    Abraço

  5. Amigos, boa noite.

    Ontem fui na Transpublico e vi ao vivo o G7 da Comil, ou seja o Invictus 1200.

    Fiquei muito triste com a falta de criatividade da Comil.

    Esse buzao e muitissimo parecido com o G7.

    Eu ja estou esperando o G8 e a Comil apresenta como novidade um similar ao G7, deviam ter feito um G9.

    Deveriam ter ousado mais.

    G7, ja temos, pra que fazer outro similar.

    Tinham de ter feito um buzao realmente novo.

    O “Ousadus” ou o “Ineditus”, ai sim.

    Lembrem-se estas marcas sao de minha autoria, inclusive comentei com reoresenrantes da Comil ba Transpublico.

    Quem quiser comprar estas marcas eu vendo, Coprghty by Paulo Gil 2015.

    Comil, vc conquistou o mercado e ficou no lugar da Buscar, mas depois dessa eu fiquei muito triste.

    Lamentavel

    Att,

    Paulo Gil

  6. Complementanto.

    So ha duas hipoteses:

    1) A Marcopolo comprou a Comil, ai tudo bem.

    OU

    2) Afinal, copiar um G7, nao e um lancamento.

    Att,

    Paulo Gil

1 Trackback / Pingback

  1. Com a família completa, Comil Invictus já vendeu mais de 400 unidades – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: