Faixas aumentam em 207% a velocidade dos ônibus em Fortaleza

ônibus

Ônibus em Fortaleza. Faixas exclusivas aumentaram em até 207% a velocidade no transporte coletivo, reduzindo o tempo de viagem.

Faixas de ônibus reduzem em até 207% o tempo de viagem em Fortaleza
Sistema de transportes terá em 2015 aplicativo que informa previsão de chegada dos coletivos em cada ponto
ADAMO BAZANI
Com informações Sara Oliveira – O POVO
As faixas para ônibus, apesar de não serem espaços tão adequados para o transporte coletivos como os corredores exclusivos de trânsito rápido – BRT, trazem bons resultados para a qualidade de vida dos passageiros.
Depois das experiências bem sucedidas na Capital Paulista, onde houve ganhos de 208% em alguns trechos, como na Avenida 23 de maio, e dos BRS – Bus Rapid Sistem, na cidade do Rio de Janeiro, é a vez de Fortaleza fazer um balanço positivo dos resultados deste tipo de espaço que prioriza o transporte público.
De acordo com a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos SCSP de Fortaleza, com as faixas de ônibus na cidade, o aumento na velocidade média do transporte público chegou até 207%.
É o que ocorreu, por exemplo, na Avenida Santos Dumont, no horário de pico da tarde, entre 17h e 19h. O trecho que era percorrido em 27 minutos caiu para 9 minutos. Isso significa mais tempo livre para os passageiros descansarem, estudarem, trabalharem melhor ou passarem mais tempo com a família.
Na Avenida Dom Luís, o aumento da velocidade dos ônibus foi de 144%, na Avenida Carapinima, os ônibus estão 120% mais rápidos, na Avenida da Universidade o aumento da velocidade foi de 70% e no início da Avenida Antônio Sales, o tempo de viagem caiu 40%.
A velocidade varia em cada trecho. Por exemplo, na Avenida Santos Dumont, onde houve os maiores ganhos, em média os ônibus desenvolvem 13,5 km/h. A prefeitura diz que estuda uma forma de melhorar ainda mais este desempenho, mesmo o trecho já tendo conseguido ganhos de 207%.
A meta da administração municipal é que a velocidade média dos ônibus de Fortaleza chegue a 20 km/h. Com isso, pretende atrair mais pessoas para o transporte público. Um dos objetivos é fazer com que os “percursos pendulares” na cidade, que representam 60% dos deslocamentos sejam feitos majoritariamente por ônibus, diminuindo a frota de carros e consequentemente o trânsito e a poluição.
E como o passageiro não quer só transporte rápido, mas também confiável e deseja se programar, segundo a prefeitura em 2015, um aplicativo que pode ser usado em tablets e celulares vai informar em tempo real a previsão de chegada dos ônibus nos pontos, além de horários fixos e itinerários.
Grandes investimentos em sistemas de BRTs (corredores de ônibus) e metrô são essenciais, mas ações simples têm provado que com poucos gastos e num tempo reduzido de implantação é possível melhorar a mobilidade urbana e a vida das pessoas.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: