Londres terá ônibus elétricos com recargas rápidas

ônibus

Os famosos ônibus de dois andares em Londres terão mais um avanço ambiental. A capital londrina vai testar ônibus 100% elétricos com recargas rápidas em baterias.

Londres terá ônibus de dois andares com baterias
Veículos vão realizar recargas rápidas em diversos pontos da capital inglesa
ADAMO BAZANI
Com informações da BBC
Os tradicionais ônibus de dois andares vermelhos que são símbolos de Londres vão ganhar um avanço do ponto de vista ambiental: a partir de 2015, a Transport for London – TfL, empresa responsável pelos transportes na capital inglesa, vai testar veículos deste tipo movidos com eletricidade armazenadas em baterias.
O objetivo é ampliar a redução das emissões de poluentes no ar e o teste pode ser uma oportunidade para a mobilidade elétrica fazer parte de um dos mais conhecidos sistemas de transportes do mundo.
Hoje Londres possui 8 mil e 700 ônibus que transportam por dia 6,5 milhões de pessoas.
Mas pelo fato de os veículos, inspirados nos famosos Routemasters, serem muito altos, não será possível colocar baterias de grande porte na estrutura da carroceria.
À BBC, o diretor de serviço de ônibus do TfL, Mike Weston,disse que a solução é criar pontos de recargas rápidas espalhados pela cidade. Assim, os grandes ônibus poderiam ter baterias menores. Ele também acrescentou que não apenas em Londres, mas em praticamente toda a Europa, a maior parte dos ônibus será movida a eletricidade.
“Se fossemos colocar baterias dentro dos ônibus, não teríamos lugar para os passageiros. Por isso é um desafio criar um ônibus elétrico. Estamos vendo cada vez mais interesse na eletrificação completa dos ônibus, não só no Reino Unido como na Europa e em muitas partes do mundo.”
O sistema vai funcionar da seguinte maneira: a recarga será sem fio. O ponto vai transferir para o conjunto de baterias do ônibus uma carga de 10kW a cada cinco minutos. Haverá uma placa no solo que vai possibilitar a transferência de energia. O ônibus para sobre esta placa, rebaixa a suspensão a 15 centímetros do chão e recebe o carregamento elétrico.
Desde 2012, Londres adotou a tecnologia elétrica híbrida em parte da frota. Os ônibus possuem dois motores, um a combustão e outro a energia elétrica.
Uma das metas da administração londrina é ter 80% da frota formados por ônibus elétricos.
A cidade de Milton Keynes, que fica a uma hora de Londres, já faz testes com ônibus que fazem recargas rápidas no trajeto das linhas.
Adamo Bazani, jornalista da Ràdio CBN, especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: