Se prefeitura atender todas reclamações, eliminaria 78 km dos 150 km de corredores para ônibus

ônibus

Ônibus em São Paulo. Se prefeitura atender todas reclamações sobrecorredores de ônibus, projeto cairia teria eliminados 78 km dos 150 km prometidos até 2016. Foto: Adamo Bazani.

Reclamações de moradores e comerciantes impediriam a construção de 78 km dos 150 km de corredores de ônibus prometidos por Haddad
Queixa é em relação às desapropriações, que devem atingir total ou parcialmente 7 mil imóveis
ADAMO BAZANI – CBN
Se a prefeitura de São Paulo fosse atender a todas as reclamações de moradores e comerciantes quanto a desapropriações, eliminaria 78 quilômetros dos 150 quilômetros de corredores de ônibus prometidos pela administração de Fernando Haddad para até 2016.
O caso mais emblemático é do corredor que passa pela Avenida Nossa Senhora do Sabará, na zona Sul de São Paulo, que deve ser alterado depois de manifestações na Câmara Municipal, que fizeram com que os vereadores adiassem a votação do projeto de lei sobre a expansão da malha de corredores da cidade, que hoje se aproxima de 120 quilômetros.
Mas as reclamações e propostas para alterar e barrar as obras não se limitam à Avenida Nossa Senhora do Sabará.
Ainda na zona Sul, há movimentos contra o corredor previsto para passar pela Avenida Dona Belmira Marin.Na zona Leste, região do Itaim Paulista, moradores querem alterar corredores que devem atender vias como Avenida Marechal Tito e Avenida Dom João Neri.
Na zona Norte, moradores e comerciantes, são contra a construção de um Terminal de Ônibus em Santana, que está previsto para fazer parte do corredor BRT Norte-Sul.
A prefeitura diz que os projetos visam realinhamentos de vias para minimizar a quantidade de desapropriações e promete que vai pagar o valor justo pelos imóveis que devem ser desapropriados ou reduzidos. O poder público diz que está disposto a negociar traçados, mas que o sistema de ônibus precisa de qualidade e mais velocidade, o que vai ser garantido pelos corredores.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

8 comentários em Se prefeitura atender todas reclamações, eliminaria 78 km dos 150 km de corredores para ônibus

  1. William de Jesus // 18 de março de 2014 às 15:14 // Responder

    Gente Pelo amor né!?!? Vão pro inferno com essa de não quererem desapropriar!!. Pessoal definitivamente não pensa! Se vão tirar comercio, com certeza a prefeitura vai criar galpões ou mini-shoppings para estes comerciantes! Se forem desapropriar famílias, com certeza a prefeitura vai construir mais moradias! Não é isso que vocês fazem quando vão pra ruas (do jeito que estão) e reivindicam seus direitos??? Isso acontece todo dia! A prefeitura acha um terrento e constrói! Acabou a historia!! Sempre tem quem gosta de reclamar, mas quando surge uma solução acham ruim. Se não ajudam, não atrapalhem!! To cansado de levar 2h num trajeto de 30min porque esses mesmos comerciantes que reclamam, tem seus lindos carros travando vias e travessas. To cansado de gente que tem uma casa e vai pras ruas protestar porque querem morar num apartamento (que muitas vezes é bem menor que a casa que tem). Vão reclamar dos governantes corruptos, dos prefeitos que prometem e não cumprem, dessa justiça que prende ladrão com todas as provas possiveis contra e mesmo assim soltam!!!! Isso é por nós, não por um ou outro!!

    • sou a favor de melhorias sim.. mora em itaquera zl na rua são teodoro tenho 44 anos .minha rua tem menos de 6 quadras , começaram a cortar caminho por ela hoje a r saõ Teodoro tem 4 linhas de peruas van ,ai eu te pergunto aqui é hum bairro rezidençial, vc lutou a vida inteira para ter uma casa .ai perto de sua velhice , vem a noticia que vai desapropriar ,,,meus 2 filhos 1 fica na creche ao lado de casa a outra estuda na emei..agora para pra pensar …ele vai pagar pelo valor de mercado , pelos pisos e colunas janela, laje parte eletrica acabamentos mão de obra etc..etc,,etc,,é a mesma coisa de vc ter hum casal de filhos e o governa du nada inventar uma lei ,que vc so deve ter hum filho …..ex voce mora em hum bairro a vida inteira perto de seus familiares amigos etc,,acustumou com a região onde vc foi criado ,,,campinho, igreja, barzinho ,namoradinhas etc..seu cantinho onde vc viveu a vida inteira..ai a prefeitura te endenisa com uma quantia que mal da para vc comprar hum apartamento na cohab…ou entaõ vc mora em sp ai , aprefeitura te obriga a morar no interior porque la tem terrenos para moradias é pegar ou largar…SERIA JUSTO SIM …SE A PREFEITURA DESAPROPRIASSE MEU IMOVEL PARA HUM BEM QUE VAI BENEFICIAR MUITOS ,MAS QUE TAMBEM ME INDENIZA NO VALOR CORRETO NAÕ SO NO VALOR VENAL …ou entaõ a prefeitura construir minha casa duas ou tres quadras perto da minha atual ..e naõ vir com a tropa de choque e me obrigar a sair do que é meu por direito ,depositando uma ajuda de custo na minha conta …quem ta precisando alargar ruas é a prefeitura e não eu ..então que arque com as despesas. pois quem faz a merda em nosso PAIS SÃO ESTES VERMES CHAMADOS POLITICOS..

      • Rodrigo Luccesi // 14 de maio de 2014 às 11:47 //

        Concordo com você! Tenho uma tia que mora num local da zona leste e que também será desapropriada. Ela mora sozinha e já tem certa idade. Imagine que o valor que ofereceram para ela, que é aposentada, um valor que não possibilita que ela compre nem um comodo naquela região! É claro que convidamos ela a vir morar conosco, porém, ela quer continuar a viver sozinha na companhia de seus dois cachorrinhos, numa casa de quintal vasto, para cuidar de suas plantas. Simplesmente desumano!

    • é William de Jesus, provavelmente os lindos carros travando vias e travessas não são dos comerciantes que estão trabalhando quando você está no meio do trânsito. E com certeza a prefeitura não vai criar galpões ou mini-shoppings para estes comerciantes sem que eles tenham que pagar caro por isso! Gostaria até, de pedir ao Ministério Público que averiguasse o motivo pelo qual, na avenida marechal tito, os grandes atacadistas Makro e Atacadão vão estar ilesos à ampliação da avenida, pois me parece bastante estranho que a Prefeitura desvie dos estacionamentos que mesmo perdendo parte de sua área “livre e sem construção”, continuaria com bastante espaço como estacionamento, prejudicando apenas o lado oposto, que é composto por áreas construídas! E se analisarmos o projeto apresentado pela Prefeitura e SPTRANS o privilégio ocorre apenas para as empresas de maior porte. Não lhes parece “estranho” caros cidadãos”? Vamos fiscalizar! Somente assim, as coisas poderão melhorar para as pessoas que trabalham como o William! Caso contrário, outras pessoas que trabalham mais perto de casa, terão encher mais conduções lotadas e teremos mais obras como esta, que promove destruição, privilégios aos aproveitadores e desemprego aos pequenos trabalhadores. Quanto será que estarão movimentando entre propinas e obras superfaturadas? Vamos São Paulo! Vamos Brasil! Acordem!

  2. Acho que tinha que ser uma ditadura, fazer e pronto!! Se não houver desapropriações não haveria Metro na cidade hoje.

    Foram anos sem planejamento e agora aparece alguém querendo fazer e não pode! A cidade é mais importante do que o individual, o coletivo é importante e deve estar acima do individual. Se for houvir cada um as coisas não saem.

    • Rodrigo Luccesi // 14 de maio de 2014 às 11:39 // Responder

      Não sou contra o progresso, mas o valor que oferecem como indenização não proporciona condições para o restabelecimento em outro lugar de mesmo padrão. É injusto! Imagine se acontecesse contigo ou com uma pessoa da sua família, por exemplo?

  3. VCS SO PUBRICAM COMENTRIOS QUE PUCHA SACO ..OU COMENTRIOS QUE FALA A VERDADE

  4. Arnaldo leonardi // 26 de maio de 2014 às 13:43 // Responder

    Jorna agora publica desmoramento de concreto no shoping sta.cruz. Atenção prefeitura esse shoping tem diversas irregularidades. Saída veiculos das garagens pista muito elevadas, saída de
    Cinemas em caso de incêndio preocupante, para ir ao andar de alimentação tem que percorrer
    Todo segundo andar, piso treme com passagens de trem, careçe uma fiscalização técnica ou vamos ter que esperar uma catástrofe.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: