DE NOVO – Vereadores boicotam projeto de corredores de ônibus em São Paulo nesta quarta

ônibus

Ônibus em São Paulo. Novamente votação sobre projeto de lei que cria novos corredores em São Paulo é adiada na Câmara dos Vereadores, o que pode atrasar cronograma e liberação de verbas federais. Foto: Adamo Bazani

Vereadores de São Paulo boicotam de novo projeto de corredores de Haddad
Já é a quinta vez neste ano que executivo sofre problemas na Câmara para por em prática plano para construção de espaços exclusivos para o transporte coletivo
ADAMO BAZANI – CBN
Nesta quarta-feira, dia 12 de março de 2014, o prefeito Fernando Haddad amargou mais um adiamento da votação na Câmara dos Vereadores sobre o projeto de lei 17/2014 que contempla a criação de 215 quilômetros de corredores de ônibus. Entre os pontos mais polêmicos do projeto está o realinhamento de 66 ruas e avenidas para os 150 quilômetros de corredores prometidos para que sejam concluídos até o final de 2016.
Na terça-feira, dia 11 de março, os vereadores adiaram a votação para esta quarta, mas o pleito também não ocorreu por falta de quórum.
Por volta das quatro horas da tarde, o plenário da Câmara estava esvaziado. Nenhuma matéria foi votada mostrando uma certa “rebeldia” dos parlamentares na avaliação de pessoas próximas ao secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto.
Os vereadores, tanto de oposição como de situação, alegam falta de diálogo do governo de Fernando Haddad em relação ao projeto e dizem que muitos traçado precisam ser melhor discutidos e revistos.
Mas na verdade, eles temem um possível desgaste político que pode ser provocado em redutos eleitorais por causa das cerca de sete mil desapropriações ou reduções das áreas de imóveis e terrenos que as obras devem provocar.
Um dos principais entraves é o corredor que está projetado para passar na Avenida Nossa Senhora do Sabará, na zona Sul de São Paulo. Grupos de comerciantes e alguns moradores têm feito uma série de protestos na Câmara e em audiências públicas, o que tem intimidado os vereadores.
Na próxima terça-feira, dia 18 de março, a “Comissão de Trânsito, Transporte, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia” vai realizar uma audiência pública para discutir o Corredor Campo Grande, que vai ligar os bairros de Pedreira e Santo Amaro passando pela Avenida Nossa Senhora do Sabará.
Já é a quinta vez neste ano que Haddad não consegue fazer com que o projeto siga em frente na Câmara, em primeira votação.
Além de poder atrasar o cronograma das obras, o atual quadro impede que a prefeitura receba recursos do Governo Federal para a construção destes corredores, que deve ter lei aprovada.
O vereador Arselino Tatto disse que a primeira votação é necessária para que sejam colocadas emendas e criados substitutivos que possam alterar o projeto original.
A oposição quer apresentar um projeto alternativo. Tudo isso deve demorar muito tempo para ser concluído.
O Projeto de Lei 17 de 2014 precisa ser aprovado em duas votações por pelo menos 28 dos 55 vereadores.
LICITAÇÃO TAMBÉM ESTÁ PARADA NO TCM:
O TCM/SP – Tribunal de Contas do Município de São Paulo ainda não deu aval para a continuidade das licitações.
Em 08 de janeiro de 2014, o TCM suspendeu o processo de licitação de 128 quilômetros de corredores, cujas obras estão orçadas em R$ 4,7 bilhões, alegando que a prefeitura não teria esclarecido as fontes de recursos e apresentado os projetos básicos e executivos, além da falta de especificações técnicas.
O secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto, declarou que a prefeitura mandou para os conselheiros do TCM as respostas a todos os questionamentos, mas o órgão ainda não tomou uma posição quanto à liberação ou permanência da suspensão do processo licitatório.
Na ocasião, o presidente do Tribunal, Edson Simões, alegou que faltavam os projetos básicos e especificações técnicas como “ausência de comprovação de recursos orçamentários suficientes para arcar com os custos das obras; falta de justificativa para a realização de concorrências individualizadas para cada uma das intervenções previstas no Plano de Mobilidade Urbana; procedimento de julgamento previsto no edital restringe a competitividade de participantes do certame; ausência de justificativa para o custo unitário adotado (CPU-148), que representa 11,7 por cento do total geral dos custos do empreendimento; falta de justificativa dos coeficientes dos materiais adotados para a CPU-133 e 184”
O secretário de transportes disse que toda a documentação foi entregue no dia 07 de fevereiro de 2014.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

10 comentários em DE NOVO – Vereadores boicotam projeto de corredores de ônibus em São Paulo nesta quarta

  1. PROFESSOR PARDAL REVOLTADO // 13 de março de 2014 às 01:48 // Responder

    Estes vereadores, parando o progresso de São Paulo a custas de EMENDAS, odeio estes CHUPINS DOS MUNÍCIPES.

  2. Vereadores inúteis, a primeira vez que alguém tenta fazer alguma coisa de efetiva sobre mobilidade urbana, eles brecam. Tinha que ser ditadura, fazer e pronto.

    • é nesses momentos q valorizo o Paulo Maluf…quando ele cismava de fazer uma coisa, seja de Governador do Estado ou de Prefeito…ia e fazia mesmo…”cagava e andava” pros vereadores, dep. estaduais e etc. …Apesar de suas roubalheiras notórias…imaginem SP sem as obras desse cidadão…Nem posso conceber tais loucuras…! O Haddad já é todo atrapalhado e ainda tem esses vereadores corruptos e interesseiros…Deus q nos defenda!

  3. Ja começo a desanimar quanto ao Corredor da Radial Leste sinceramente.

  4. Vergonha! Foram eleitos pelo povo…deveriam trabalhar em prol do bem comum. Mas estão lá para favorecer a sí mesmos. Imagina que feio eu, um vereador de oposição deixar passar um projeto que com toda a certeza seria a maior revolução nos transportes de SP desde o bilhete único…mas quem ganharia os méritos do feito seria o prefeito de ideologia partidária oposta.

    Pensamento mesquinho!

    Tá errado, eu deveria ter orgulho de fazer parte da legislatura que poderia ter feito algo efetivo pelo fim do maior problema de São Paulo.

    Moro na Cidade Tiradentes, não sou petista e sou totalmente a favor das iniciativas do executivo quanto ao transporte público. Finalmente está se fazendo algo. Parabéns prefeito Haddad!

  5. quero ver ali em Itaquera como vai dq uns dias jacu pêssego pelo amor de deus os ônibus só anda atrasado por causa daquele caminhões ali atrapalhando os ônibus e sptrans não faz nada fica com negocio de pesquisa e não resolve nada tem que ter corredor ali na j pessego é td não na metade ainda vem estes não sei nem que eu posso falar e volta contra vem andar de ônibus pra vc ver se vai voltar contra !

  6. Q PENA Q SÓ AS PESOAS INTELIGENTES MESMO E Q SE IMPORTAM COM O GRITANTE PROBLEMA DA MOBILIDADE URBANA NA MAIOR E MAIS RICA CIDADE E REGIÃO METROPOLITANA DA AMÉRICA LATINA É Q FICARÃO SABENDO DISSO! PARABÉNS A NÓS! O POVÃO TROUXA E ALIENADO NEM VAI OUVIR FALAR UMA VIRGULA SOBRE ISSO, E SOBRE ESSES VEREADORES SUJISMUNDOS DA CIDADE DE SÃO PAULO -SP! AGORA APROVAR O AUMENTO DO MALDITO E MAL ADMINISTRADO I.P.T.U. , AINDA Q SEJA PROS RICOS…VISH!! A MAIORIA APROVOU…E SE NÃO FOSSE O STF DO “BAT-BARBOSA E CIA Ltda. ” HJ ESSE AUMENTO ESTARIA EM PRÁTICA! AS ELEIÇÕES VEM AÍ E ALGUNS DESSES SENHORES E SENHORAS VAI TENTAR UMA VAGUINHA NO LEGISLATIVO ESTADUAL, OU NO CONGRESSO NACIONAL…AÍ…É Q O POVO BABACA E ALIENADO DE PAI E MÃE VAI VOTAR NESSES PÁRIAS, OU ENTÃO EM 2016, NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS…SEMPRE OS MESMO PÁRIAS! E F…!! A CIDADE DE SÃO PAULO E TODOS DE TODOS OS LUGARES DO ESTADO Q VEM AQUI PRA PASSEAR, TRABALHAR, VER PARENTES, ESTUDAR E ETC. …Q SE LASQUEM NOS COLETIVOS LOTADOS E A DERIVA NO TRANSITO INFERNAL DESSA CIDADE E SUA REGIÃO METROPOLITANA…

  7. LEDRAJ SARCE DOPRA // 13 de março de 2014 às 23:33 // Responder

    Estes vereadores foram eleito pelo povo e não pode boicotar o direito do cidadão toda eleição da Prefeitura eles sempre falam de corredores de ônibus e quando eles entram ficam boicotando o que é de interesse do povo.

  8. Vergonha, passeata já a favor dos corredores de ônibus. As pessoas não podem ficar mais presas por até 4 horas diárias no transito, perdendo seu precioso tempo e principalmente a saúde. Para os anti-corredores : deixem seus carros em casa, assim como eu faço, e sinta como é gostoso enfrentar os congestionamentos todos os dias.
    Abraço a todos.

Deixe uma resposta