VLT de Cuiabá não fica pronto até a Copa, apesar de licitação mais fácil

VLT Cuiabá

VLT. Complexidade das obras, custo maior e suspeitas de irregularidades na contratação vão fazer com que VLT de Cuiabá fique pronto somente em 2015. Projeto inicial era para BRT, que teria mais chances de ser concluído a tempo, transportaria apenas 1,5 menos passageiros, mas custaria no mínimo três vezes menos.

VLT de Cuiabá não fica pronto até a Copa
Obra foi incluída na matriz de responsabilidades do Estado para o evento. O Projeto original era de corredor de ônibus
ADAMO BAZANI – CBN
A Secopa – Secretaria Extraordinária para a Copa de Mato Grosso admitiu que o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, entre Cuiabá e Várzea Grande, não vai ficar pronto até a Copa do Mundo de 2014.
A previsão agora é que as obras só terminem em 2015.
A secretaria também admitiu que os gastos para a construção serão maiores que a previsão inicial: R$ 1,477 bilhão ante R$ 1,2 bilhão.
O projeto inicial para a ligação entre os dois municípios era de um BRT – Bus Rapid Transit, corredor de ônibus moderno e de trânsito rápido. A capacidade de transporte deste BRT seria 1,5 vezes menor, mas os custos serão 3 vezes menos e as obras poderiam ser concluídas a tempo, reconhecem as autoridades do Estado.
Além de ser mais caro e demorado, com as vantagens em relação ao custo sendo contestáveis, no caso do VLT de Cuiabá-Campo Grande, há suspeita de fraude na homologação do projeto no Ministério das Cidades. Agora há uma dúvida em relação ao que vai ocorrer com o tipo de financiamento dado ao VLT. A licitação foi em junho de 2012 por meio do Regime Diferenciado de Contratação (RDC) – novo modelo de licitação menos rígido que o imposto pela lei 8.666/93 e autorizado pelo governo federal para obras da Copa.
Um grupo de empreiteiras, reunidas no Consórcio VLT Cuiabá, venceu a licitação e se comprometeu a entregar as obras em 13 de março de 2014.
Falta de planejamento, atrasos nas obras e até a escolha do modal são os motivos apontados pelo não cumprimento do prazo.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em VLT de Cuiabá não fica pronto até a Copa, apesar de licitação mais fácil

  1. Essa de ‘se fosse BRT, obras seriam concluídas a tempo’ não cola. Tivemos sete anos pra preparar tudo. Não preparamos nada… E outra, o trecho é relativamente pequeno. Houve falta de planejamento, houve falta de tato profissional, isso porque já tivemos uma copa hein?

  2. Nada em termos de mobilidade urbana sera concluído antes da copa em nem apos, a corrupção sem limites desse pais inviabilizar tudo, em São paulo, alem de nada em termos de corredores, a nova empresa dona da zona leste a consorcio plus esta substituido onibus velhos porem com motores traseiros, por onibus novos com motores dianteiros, um retrocesso, e pior para o motorista, para o passageiro, so e bom para o empresario, e por essas e outras que o senhor Jilmar Tatu, recebeu a catraca de ouro, pois todas as medidas são para dar lucro a esta empresa monopolista, cade o ministério publico que não investiga esta arbitrariedade, quando das mudanças o prefeito falou em biarticulados, cade os biarticulados a não ser da unica linha a 4310-10 que passa pelo estadio da copa o resto so resto.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: