Seccionamento de linhas em São Paulo está suspenso, diz Tatto que recebeu o “prêmio” catraca de ouro

ônibus

Ônibus na cidade de São Paulo. Após reunião com o Movimento Passe Livre, secretário de transportes disse que vai suspender plano de seccionamento de linhas de ônibus na Capital. Jilmar Tatto ganhou o “prêmio” catraca de ouro. Foto: Adamo Bazani.

Seccionamento de linhas é suspenso em São Paulo após reunião com o Passe Livre
Tatto disse que mudanças serão comunicadas aos passageiros e recebe o “prêmio” catraca de ouro
ADAMO BAZANI – CBN
O secretário municipal de transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, disse na noite desta quinta-feira, dia 20 de fevereiro de 2014, que está suspenso provisoriamente o plano de seccionamento de linhas de ônibus da Capital Paulista.
“O seccionamento está congelado e qualquer mudança que venha a ser feita será com ampla divulgação e informação ao cidadão.” – disse o secretário após ato do Movimento Passe Livre – MPL, que ocorreu na noite de ontem em frente à sede da prefeitura de São Paulo, na região central.
A suspensão vale para os novos seccionamentos que estavam para ser realizados e já constavam nos planos da prefeitura e não para os já realizados que inicialmente permanecem. Mas Tatto não descartou a possibilidade de rever algumas mudanças já promovidas.
Ao menos 80 linhas foram reduzidas, sendo que 45 somente na zona Leste de São Paulo, após o descredenciamento da Itaquera-Brasil.
Apesar de descredenciada por várias irregularidades, diretores da Itaquera Brasil continuam operando na região leste com uma empresa que recebeu um novo nome: Express.
Para o MPL, muitas divisões de linhas acabaram complicando a situação dos passageiros que são obrigados a fazer várias baldeações interferindo no tempo de deslocamento e no maior cansaço provocado pelas viagens.
Entre as linhas que receberam mais reclamações por causa do seccionamento estão: 577T Vila Gomes–Jardim Miriam, 3354 Jardim Colonial–Terminal Parque Dom Pedro e 3781 Cidade Tiradentes–Metrô Penha.
Cerca de 200 pessoas participaram do debate promovido pelo movimento.
Moradores das zonas sul, norte e oeste e em especial, os da zona leste de São Paulo, relataram as dificuldades.
Tatto disse que o objetivo das mudanças era racionalizar o sistema e com isso aumentar a eficiência dos transportes.
Mas uma das principais contestações dos manifestantes era o fato de a SPTrans – São Paulo Transporte fazer remodelações nas linhas pensando num sistema tronco-alimentador antes de a prefeitura construir os corredores de ônibus com estações de transferência, que aí sim, dariam maior velocidade ao sistema de ônibus.
Como ironia e para enfatizar que as mudanças promovidas pela SPTrans até agora só serviram para aumentar a lucratividade dos empresários de ônibus e dos donos de veículos de cooperativas, que cobram o mesmo valor de passagem em itinerários menores, o Movimento Passe Livre entregou ao secretário Jilmar Tatto uma catraca de ônibus pintada de ouro.
“Tatto merece o prêmio catraca de ouro” – diziam os integrantes do movimento.
Apesar de aparentemente constrangido com a “premiação”, Tatto disse ser importante as manifestações populares, como de estudantes, e que pretende dialogar com o Movimento Passe Livre
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

13 comentários em Seccionamento de linhas em São Paulo está suspenso, diz Tatto que recebeu o “prêmio” catraca de ouro

  1. Este movimento PASSE LIVRE é nada mais nada menos que um BANDO DE FILHINHOS DE PAPAI que as vezes nem pegam ônibus e ficam ENCHOURIÇANDO a vida da população com seus PROTESTOS eles estão atrapalhando o plano de MOBILIDADE, mas só vão enxergar isso quando SÃO PAULO PARAR, e TOMARA QUE PARE MESMO para esta molecada parar de encher o SACO. E aguardem, após as eleições vocês verão um astronômico aumento de passagens tudo por causa da ação irresponsável destes MOLEQUES.

    • Vou complementar o amigo acima, a EMTU aumentou as tarifas há uma semana, mas onde estava o MPL???

      Ah peraí, será que o MPL usa transporte intermunicipal??? Até onde onde eu sei, nesse tipo de transporte a população é de mais baixa renda, vive em regiões mais distantes do centro e a proporção de trabalhadores que usam esse transporte é maior… Sem falar que a EMTU é do gov. do estado, que é de outro partido…

      Nem aqui no blog li essa notícia!!! Lamentável

  2. devolvam as linhas q o Kassab cretino e sua SPTrans… bem como o Haddad perdidão seccionaram e cancelaram na zona norte da cidade, area 2, azul escuro…175P/10, 701U/10,178C/10 E SEU ATENDIMENTO, 178C/31…172T/10, e etc. …MAS SEM MEXER NAS Q FORAM CRIADAS PRA SUPRIR A FALTA DAS MESMAS…!! 2011/10 POR EXEMPLO! GRATO!

  3. Alguém poderia iniciar um movimento de enviar ofícios e e-mails em massa à SECRETARIA DE TRANSPORTES – Jilmar Tatto, prêmio catraca de ouro! COBRANDO o retorno de todas as linhas seccionadas desde 01 de janeiro de 2013 bem como das linhas seccionadas durante o desgoverno Ka$$ab ? Cadê a busologia aqui do blog para fazer esse levantamento e inclusive apresentá-lo à imprensa ???
    Não se pode racionalizar um sistema tão complexo como o da cidade de São Paulo como foi feito desde 01 de janeiro de 2007 quando o desgoverno Ka$$ab de 6 looongos anos iniciou o processo de desmonte do transporte coletivo !
    Colo quem alguém que USE ÔNIBUS aí na cidade de São Paulo e na Secretaria de Transportes para ver se em menos de 90 dias o transporte não vai melhorar de verdade!
    Me ofereço para ser diretor presidente da SPTrans e com PLENOS PODERES e tudo isso por apenas 7 mil reais durante os 7 anos que o governo Haddad terá pela frente! Conheço bem transportes e garanto que em menos de UM ano o transporte de São Paulo melhorará na cidade toda e além disso o governo municipal economizará em salários de vários diretores que ganham bem mais do que 10, 15 e 20 mil reais por mês e NADA produzem pois NUNCA andaram de ônibus.
    Prá começar a primeira medida será extinguir o nome SPTrans que está muito queimado perante à população e ainda com uma redução em 50% dos cargos comissionados e também funcionários (será uma enorme economia para a cidade!) A fiscalização dos ônibus será on line e o prefixo será pintado em tamanho grande na lateral permitindo inclusive visualização à distân cia pelo passageiro e pelo usuário e as empresas voltarão a ter seus nomes escritos na lataria mesmo que ainda estejam consorciadas. As pinturas voltarão a ser DIFERENCIADAS por empresa e cada empresa poderá compor uma programação visual diferente.
    O inútil termo PREFEITURA DE SÃO PAULO estampado em tamanho gigante na lateral dos ^15023 ônibus será substituído pela inscrição INTERLIGADO e com estrelas coloridas estilizadas em amarelo, verde, vermelho e azul. A pintura PRATA (na verdade prata é um tipo de cinza e que será exigida ainda no decorrer de 2014 será CANCELADA como uma de minhas primeiras medidas)
    SÃO PAULO já está feia demais e ter mais de 15.000 ônibus com a cor cinza no lugar da cor branca é o fim da picada não acham ?
    Pasmem ! É intenção dessa diretoria da SPTrans pintar os ônibus de PRATA !!!! no lugar da cor branca que inclusive facilita a visualização noturna!
    Todos os ônibus de linhas troncais deverão ter AR CONDICIONADO será outra de minhas medidas ainda como presidente da SPTrans e os ônibus NÃO terão mais as inúteis portas do lado esquerdo ! Ou tem portas só do lado direito ou só lado esquerdo. Vai acabar essa palhaçada quando eu assumir a presidência da SPTrans. Aguardo resposta do prefeito Haddad pois já vi que pela busologia paulistana não vejo nenhuma pessoa que tenha interesse em assumir esse desafio. Morei poucos anos em SAMPA mas aceitaria esse desafio hoje mesmo!

    • Discordo.. se você tirar o termo prefeitura, você novamente cai na vala que todo o prefeito vai querer mudar a identidade visual do ônibus.. não tem que pintar prefixo nenhum.. não tem que mudar estética do ônibus.. tem que refazer os corredores que tem agora.. e fazer novos.. e repensar as linhas de forma que venham a suprir a ausência de outros meios

    • Outro problema de sua proposta.. se você tira as portas da esquerda.. você terá tirado a utilidade de boa parte dos corredores (como dos ônibus da linha 6450/51, 6450, 6455, 6451).. não vira presidente da Sptrans não… deixa pra quem já se formou em logística.. vc só mostrou uma visão crítica de baixa relevância.. que não busca reflete na real necessidade

    • Amigo, de ônibus vc não entende! Vc entende de estética, pois foi a única coisa que vi vc falar… Outra coisa, a qualidade do transporte público não melhora por conta da prefeitura. Ela, juntamente com a SPTrans, é quem determina quantos ônibus e quantas partidas cada linha tem em dias úteis, sábados e domingos. Muitas pessoas culpam as empresas, mas não sabem que quem está no controle dessa situação, uma vez que para fazer alterações no transporte público do município o prefeito não precisa de aprovação da câmara dos vereadores, é quem sempre fala que vai melhorar o transporte e só piora.

  4. FORA EMPRESAS DE MENTIRINHAS LEBLON NA AREA 4 JÁ // 21 de Fevereiro de 2014 às 20:41 // Responder

    Eu votei no HADDAD, fiz campanha pro HADDAD, ajudei a eleger o HADDAD e agora eu fiscalizo a gestão do HADDAD na PMSP assim como o MOVIMENTO PASSE LIVRE faz. O MPL fez campanha pro HADDAD, ajudou a eleger on HADDAD e agora o MPL fiscaliza a gestão do HADDAD e tem gente aqui que vai as urnas a votar por votar e não faz avaliação dos governantes que a gente coloca no cargo e mete o pau no MPL se a gente não fiscalizar os nossos governantes eles vão fazer o que quer e esquecer das promessas de campanha.

  5. Amigos, boa noite.

    As linhas em ZIG ZAG tem de ser eliminadas, mas o que ocorre e exatamente ao contrario, por exemplo a 7725, no inicio era racional, hoje ela faz um zig zag danado, por isso o buzao e horrivel.

    Sera que ninguem aprendeu com a tia Cotinha que a menor distancia entre 2 pontos e uma RETA, se tal teoria fosse aplicada todos sairiam ganhando.

    Mas …

    Esse premio “catraca de ouro” so e merecido o dia em que as malditas catracas e aquele monte de ferro retorcido forem eliminados para sempre.

    Na Transpublico eu me informei e ja existe um sistema de controle de fluxo sem aquela peca arcaica, a catraca.

    Att,

    Paulo Gil

  6. Rolland T. Flackphayser // 24 de Fevereiro de 2014 às 05:39 // Responder

    Não caiam nessa! Todo esse MPL tentando constranger o mafioso de Tato não passa de “teatrinho” para eleitor ver para recuperar um pouco da legitimidade desta Ong de fachada. Movimento Passe Livre é coordenado diretamente de Brasília para servir como arma política contra os inimigos do partidão na sua sedenta busca de poder no Brasil para possível implantação de um estado socialista-feudal. Prevejo novas “manisfestações” na frente do Palácio dos Bandeirantes após novo apagão combinado no Metrô de SP com bandeiras vermelhas em apoio ao novo candidato a gerente para o governo estadual.

  7. eles dizem a viação itaquera brasil,foi descredenciada,e a garagem da tiradentes,porem o que mudou foi nome de novo da empresa para EXPRESS,e lote 43 que era vira 44 porque os onibus são os mesmos só mudou de prefixo e garagem,mas a itaquera brasil continua operando com outro nome livremente e a aposto que se descredenciar a express um dia,no outro dia ela abre com outro nome como já aconteceu(novo horizonte/happy play/cidade tiradentes/itaquera brasil)e agora express,qual será o proximo nome?

  8. fizeram muitas mudanças na area 4 a express opera só nos bairros e o consorcio plus opera só no centro com as linhas da area 4 não seria mais organizado o consorcio plus que assumiu as linhas centrais da area 4 pintar seus carros na cor vermelha (pois ela esta rodando com a cor amarela area 3 e vinho area 7 )pois as cores foram colocadas para identificar a região de atuação da area..

  9. Na zona leste,95% dos cortes foram inteligentes,o povo precisa a aprender usar bilhete unico,qual a utilidade de termos varias linhas bairro-centro,se nenhuma é operada direito? Num é mais inteligente seccionar a linha em parte x do trajeto,depois se integrar a uma linha que vai da parte x até o centro,totalizando 1 hora de viagem,mesmo fazendo a baldeaçao,do que esperar 40 minutos e ficar no onibus por mais 50 só pq ele vai direto?
    Isso sem contar a inutil sobreposiçao que existia em muitas linhas,era um festival de pq dom pedro na radial leste,onde 90% esvaziavam no metro tatuapé ou belem…

1 Trackback / Pingback

  1. Não, Prefeito! São Paulo Não É Um Jogo de Sim City! | Liberzone

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: