Greve na Sambaíba: sindicato não assume paralisação

Sambaíba

Garagem 3 da Sambaíba, que fica na Rua João Simão de Castro, número 50, no Parque Edu Chaves amanheceu lotada. Nenhum dos 448 ônibus que atendem 44 linhas saiu pela manhã desta sexta-feira. Sindicato não assumiu paralisação. Trabalhadores pedem melhores condições, fim do desconto dos salários por causa de passageiros que descem pela porta da frente e mais segurança. Reprodução TV Globo.

Greve na Sambaíba prejudica passageiros na Zona Norte de São Paulo
No total, 448 ônibus não saíram na parte da manhã da garagem 3 da empresa
ADAMO BAZANI – CBN
Moradores de parte da zona Norte da Capital Paulista, tiveram dificuldades na manhã desta sexta-feira, dia 21 de fevereiro de 2014, por causa da paralisação de funcionários da Garagem 3 da Sambaíba Transportes Urbanos, que fica na Rua João Simão de Castro, número 50, no Parque Edu Chaves.
A garagem 3 possui 448 ônibus que atendem a 44 linhas.
Para amenizar os problemas, a gerenciadora SPTrans – São Paulo Transporte, colocou em prática a operação PAESE – Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência. Ao menos 270 mil pessoas foram prejudicadas.
O PAESE foi acionado para as 30 principais linhas da garagem e conta com 223 ônibus.
A Sambaíba possui quatro garagens na Capital Paulista.
No dia 11 de fevereiro, funcionários da garagem 1 – Rua Elza Guimarães, 589, na Vila Amália, paralisaram 202 ônibus que servem na região 28 linhas.
Os motivos da paralisação são praticamente os mesmos.
Os trabalhadores pedem mais segurança (diversos ônibus da Sambaíba foram alvos de incêndios criminosos), melhores condições de serviço e são contra descontos de salários de motoristas e cobradores pelo fato de as câmeras em alguns ônibus registrarem a descida de alguns passageiros pela porta da frente.
Os profissionais alegam que os passageiros descem pela frente porque de tão lotado que os ônibus ficam, muitos usuários não conseguem chegar às catracas. Mas, mesmo descendo pela frente, eles pagam a passagem com o cartão sendo entregue ao cobrador que gira a roleta, segundo alegação dos grevistas.
São ao menos dez reivindicação. Os motoristas e cobradores também se queixam do fato de não receberem enquanto estão parados na garagem à disposição da empresa, por causa de quebra de ônibus.
A Sambaíba disse que as câmeras instaladas nos ônibus não é para fiscalizar a atividade dos motoristas e sim para garantir a segurança. A empresa de Belarmino de Ascenção Marta, o segundo maior empresário da cidade de São Paulo, nega o não pagamento dos salários dos motoristas que ficam parados nas garagens porque o ônibus quebrou.
O Sindimotoristas – Sindicato dos Motoristas e Cobradores de São Paulo disse que não possui nenhuma relação com esta greve na Sambaíba.
A entidade diz que a greve foi iniciativa dos trabalhadores, incitada por um “cidadão identificado como Bahia e por um ex-diretor do sindicato”.
O Sindimotoristas disse ainda que os diretores do sindicato estiveram na manhã reunidos na cidade de Santa Isabel para discutirem a campanha salarial dos motoristas e cobradores da Capital Paulista
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

7 comentários em Greve na Sambaíba: sindicato não assume paralisação

  1. Ou seja, em Santa Isabel eles foram fazer churrasco e tomar cerveja, enquanto a população sofre…..

  2. POIS É SR. ADAMO E CARISSIMOS E CARISSIMAS DESSE BLOG…A SAMBAÍBA, OS FUNCIONÁRIOS, PARAM POR ISSO…MAS PELO FIM DOS MICRO-ÔNIBUS DE MA PORTA SÓ, PELO FIM DAS MALDITAS QUEIMAS DDE COLETIVOS E ASSALTOS A PASSAGEIROS NESSAS OCASIÕES NINGUÉM QUER PARAR…FORA AS AMEAÇAS AOS MOTORISTAS, COBRADORES E FISCAIS…POR QUÊ NINGUÉM PARA PRA EXIGIR DO GOVERNO FEDERAL, DO ESTADO E DA PREFEITURA UMA POSTURA MAIS SÉRIA??? E ESSE SINDICATO SAFADO AÍ? O Q FAZ A RESPEITO? PORRA NENHUMA…SPO SALARIO, BENEFÍCIOS, NÃO PUNIÇÃO A FUNCIONÁRIOS Q REALMENTE MERECEM SE FERRAR …AÍ PARAM NÉ? ! E NOS FERRAM! E A LINHA 1766/10 Q JÁ É UMA MERDA, CREIO Q NEM ESTÁ OPERANDO…E SÓ OPERA COM ESSAS MERDAS DE MICRO=ÔNIBUS VELHOS E APERTADOS! ACORDA POVÃO!!

  3. Ewerton Santos Lourenço (PNE Guarulhos) // 21 de Fevereiro de 2014 às 16:55 // Responder

    Outra Empresa que sofre com a Exploração de Jornada de Trabalho é a Campos dos Ouros (Transguarulhense – Viação Atual) aqui em Guarulhos só por Deus; compraram aqueles ônibus de 5 portas que não adiantou de nada; eles deveriam pegar era os articulados e os piso baixo pra operar aqui. O meu vizinho já trabalhou ai na Sambaiba, era foda as condições que o pessoal trabalha, sinceramente!!

  4. Ewerton Santos Lourenço
    Os ônibus de 5 portas é uma exigência da prefeitura PeTralha de Guarulhos que quer transformar esta bela cidade numa cópia do ” modelo” que é São Paulo e seus mais de 5.000 ônibus com as malditas portas de ambos os lados!
    Se dependesse da Campo dos Ouros ela continuaria a comprar somente ônibus com portas normais e alongados o que seria uma opção que garantiria maior espaço interno ao passageiro.
    Agora esses microônibus de uma porta só ou mesmo duas e ainda operando não só na área 2 mas em todas as outras 7 áreas isso sim é uma tremenda piada com o usuário”!
    PQP ! Será que SAMPA tem tanta mas tanta linha ruim a ponto de só exigir o uso de micros e de micrões ? São pelo menos uns 5.000 micros & micrões que somados aos 5.000 ônibus com portas dos 2 lados só pioram o transporte desta cidade. Como a frota de Sampa é de 15.023 ônibus em 1.302 linhas, sobram outros 5.000 ônibus de melhor qualidade por NÃO serem micros & micrões e NEM terem as inúteis portas à esquerda !

  5. ENTÃO…DEIXA EU VER SE ENTENDI!!!O 90 FEZ UMA BADERNA NO ANO DE ELEIÇÃO PARA DERRUBAR O JORGINHO E SE ELEGER..CERTO? HUMM OBA ELE SE ELEGEU,.. NA PRIMEIRA GREVE ELE JÁ DISSE QUE NÃO TEM NADA A VER COM ISSO? ENTÃO ISSO QUE DIZER!!!ESTAMOS SÓ?? É ISSO??

  6. Amigos, boa noite.

    Se 14 linhas, nao foram incluidas no PAESE, e porque nao tem neessida, podendo ser agrupadas.

    Imaginem quando so tivermos SPE 1, 2 e 3, nao vamos ter PAESE suficiente.

    Att,

    Paulo Gil

  7. ESSE NEGOCIO Q A SAMBAIBA SÓ USA CAMERAS PARA MONITORAR ASSALTOS É PURA MENTIRA. OS MOTORISTAS SAO CHAMADOS NA DISCIPLINA DIARIAMENTE PARA SEREM PENALIZADOS POR ESTAREM BEBENDO AGUA, COMENDO FRUTAS E NAS LINHAS CUJO BAIRROS ELES SAO OBRIGADOS A DAR CARONA PRA VAGABUNDO QUE MORAM EM COMUNIDADES PROXIMAS, A EMPRESA POE ESSA PORCARIA DE CAMERAS, PRA PREJUDICAR OS MOTORISTAS, E NAO PARA CUIDAR DE SUAS VIDAS, POIS VAGABUNDOS E DROGADOS PEDEM CARONA E AMEAÇAM MOTORISTAS POR NAO DAR CARONAS. E MESMO QDO ASSISTEM ASSALTOS DENTRO DESSES ONIBUS, OS MOTORISTAS NOVAMENTE SAO CHAMADOS NA DISCIPLINA PRA OUVIREM ENCHEÇAO DE SACO, E SE NAO COMPARECEREM QDO SAO CHAMADOS, SAO AFASTADOS DO SERVIÇO.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: