Caio fornece 440 “Mondego H” para o Chile

ônibus

Modelo Caio Mondego H. Encarroçadora brasileira vendeu 440 unidades, em duas configurações, para os transportes em Santiago, no Chile. Ônibus possuem rampa de acionamento manual para acesso de portadores de necessidades especiais.

Caio fornece 440 “Mondego” para o Chile
Veículos vão para o transporte público de Santiago e contam com piso baixo e rampa manual para acessibilidade
ADAMO BAZANI – CBN
A encarroçadora de ônibus Caio Induscar anunciou nesta terça-feira, dia 18 de fevereiro de 2014, a venda de 440 unidades do modelo Mondego H para empresas de ônibus operadoras de parte do sistema de transportes de Santiago, no Chile.
Segundo a Caio “a versatilidade do modelo, podendo ser usado para várias aplicações urbanas e a facilidade de manutenção” foram fatores levados em consideração pelas empresas de ônibus chilenas.
Ainda de acordo com nota da Caio à imprensa especializada, deste total, “127 veículos possuem comprimento de 13.200 mm, com quatro portas e capacidade para transportar 27 passageiros sentados, 60 em pé e uma pessoa portadora de necessidades especiais. Outras 313 carrocerias possuem comprimento 12.230 mm, com três portas e capacidade para transportar 32 passageiros sentados, 60 em pé e uma pessoa portadora de necessidades especiais”.
Os chassis são de piso baixo e as carrocerias possuem rampa de acionamento manual para o acesso de passageiros com mobilidade reduzida. Todas a 440 unidade também possuem “poltrona do motorista pneumática e cinto de segurança com regulagem, facilitando a dirigibilidade”. Os bancos dos passageiros são injetados, segundo a Caio, o que oferece melhor ergonomia.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

2 comentários em Caio fornece 440 “Mondego H” para o Chile

  1. se li bem são 4 portas ou seja duas portas à esquerda??

  2. Adamo, enquanto isso nos da zona leste na linha 4311-10 São Mateus X Pq. Dom PedroII, andamos em ônibus modelo “Morcego” ano 2004/2005, e os piores ainda aqueles ônibus piso baixo central ano 2006 que e uma fabrica de acidentes, a empresa Consorcio Plus (VIP) poderia investir melhor nesta linha, que precisa sim de ônibus melhores, ou sera que so existe a 4310-10 para eles.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: