Tatto promete esclarecer dúvidas do TCM até terça-feira

ônibus

Ônibus em São Paulo. Secretário Jilmar Tatto disse que obras dos corredores de ônibus não devem atrasar pelos questionamentos do TCM e que as respostas exigidas pelo Tribunal serão dadas no início da próxima semana. Foto Adamo Bazani

Tatto diz que dúvidas do TCM quanto a corredores devem ser esclarecidas no início da próxima semana
Tribunal suspendeu a licitação de 128 quilômetros de espaços exclusivos
ADAMO BAZANI – CBN
O Secretário Municipal de Transportes de São Paulo, Jilmar Tatto, prometeu que entre segunda e terça-feira da próxima semana, todas, ou pelo menos a maioria, das dúvidas do TCM – Tribunal de Contas do Município, quanto aos novos corredores de ônibus serão esclarecidas.
O órgão suspendeu a licitação de 128 quilômetros de corredores, cujas obras estão orçadas em R$ 4,7 bilhões, porque a prefeitura não teria esclarecido as fontes de recursos e apresentado os projetos básicos e executivos, além da falta de especificações técnicas.
Tatto disse que são dúvidas fáceis de serem esclarecidos e que a prefeitura tem as respostas.
“Vamos responder na segunda ou terça-feira e esperamos que o tribunal libere a licitação, até porque as informações que o tribunal está pedindo não são complexas, são informações fáceis de responder”, afirmou o secretário. “Se precisar, ficamos 24 horas no tribunal respondendo para o presidente. Temos que ter muita calma.”
Ele disse não estranhar a atitude do TCM, cujo papel é fiscalizar as finanças públicas.
A abertura dos envelopes para licitação deveria ter ocorrido na quinta-feira-feira, dia 09 de janeiro.
Tatto disse que as obras não devem sofrer atrasos por causa dos questionamentos do TCM e disse que a maior parte das verbas, R$ 3,1 bilhões, virá de recursos federais, em especial do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento – da Mobilidade.

RODÍZIO:
As declarações foram feitas no anúncio do resultado dos estudos da Prefeitura de São Paulo para a ampliação da área abrangida pelo rodízio municipal de veículos que, se não receber nenhum objeção, pode começar a vigorar em abril.
O rodízio deve ser implantado em 371 km de avenidas e ruas em 35 eixos viários, atingindo cerca de 400 vias.
Ainda de acordo com a CET, ganho de velocidade média na cidade, no horário de pico da manhã, seria de 8,5%, indo de 18,9 km/h para 20,5 km/h. A lentidão na cidade diminuiria em 13%, segundo a Companhia.
Já nas vias arteriais de São Paulo, a velocidade média passaria de 15 km/h para 16,8 km/h e a lentidão nestas ruas e avenidas poderia cair 20,3%. Nas vias coletoras, a velocidade média passaria de 12,9 km/h para 13,4 km/h, ganho de 3,8%, e o congestionamento seria reduzido em 3%. De acordo com a CET, o novo modelo de rodízio permite a circulação entre os bairros, já que é possível transpor ou cruzar as vias restritas.
Entre as vias que fariam parte da área do rodízio estão:
Zona Leste:
Radial Leste, a Avenida Jacu-Pêssego e Avenida Aricanduva.

Zona Norte:
Avenidas Braz Leme, Engenheiro Caetano Álvares e General Edgar Facó

Zona Sul:
Avenidas Jornalista Roberto Marinho, Washington Luís e Interlagos, na Zona Sul.

Zona Oeste:
Avenidas Eliseu de Almeida, Francisco Morato e Escola Politécnica devem entrar na proibição.

Tatto ainda vinculou o rodízio com área ampliada à criação de mais faixas e corredores de ônibus na Capital Paulista.
As regras continuam as mesmas. Dois finas de placa de acordo com o dia, de segunda a sexta entre as 7h e as 10h e das 17h às 20h
Segunda-Feira: Placas Finais 1 e 2
Terça-Feira: Placas Finais 3 e 4
Quarta-Feira: Placas Finais 5 e 6
Quinta-Feira: Placas Finais 7 e 8
Sexta-feira: Placas Finais 9 e 0

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

3 comentários em Tatto promete esclarecer dúvidas do TCM até terça-feira

  1. Amigos, bom dia.

    Ampliar o todizio ?

    Lamentavel.

    Agora resolveram o problema das montadoras de carros, elas estao rindo a toa, todo mundo vai comprar mais um carro.

    Nao adianta, ninguem vai migrar para o buzao IMUNDO nao.

    Ta na hora de fazermos o MCL.

    “MOVIMENTO DO CARRO LIVRE”

    Att,

    Paulo Gil

  2. Ricardo Medeiros Afonso // 10 de Janeiro de 2014 às 18:33 // Responder

    Além da qualidade dos ônibus serem lamentáveis,não adiaqnta nada construir corredores e implantar faixas exclusivas de ônibus se não há o principal,ônibus circulando pois além do intervalo enorme entre os veículos de 1 linha,muitas outras foram extintas na tal reorganização do sistema

  3. So quero ver quando começarao as obras dos corredores aqui na ZL,esta demorando ja isso ai

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: