Retorno da Leblon nas linhas do lote 02 de Mauá tem avaliação positiva dos passageiros

ônibus

Ônibus articulado de alta capacidade da Leblon. Frota da empresa foi escolhida para atender de fato a realidade operacional e a demanda do lote 02 de Mauá, de acordo com a companhia. Ônibus de empresa emergencial contratada por Donisete Braga não satisfaziam população, de acordo com os próprios passageiros. Foto: Adamo Bazani.

Retorno da Leblon em todas as linhas do lote 02 de Mauá agrada a população
Passageiros destacaram a qualidade dos serviços da empresa de ônibus e se disseram prejudicados pelo atendimento da companhia que foi contrata pelo prefeito Donisete Braga

ADAMO BAZANI – CBN

O retorno da empresa de ônibus Leblon em todas as linhas do lote 02 do município de Mauá, na Grande São Paulo, foi bem recebido pelos passageiros dos transportes públicos da cidade.
A companhia de ônibus recuperou o direito de operar, após o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Evaristo dos Santos, restabelecer o mandado de segurança que permite a Leblon prestar serviços nas linhas.
O mandado foi necessário porque sob a alegação de supostas consultas não autorizadas ao sistema de bilhetagem, o prefeito Donisete Braga descredenciou a Viação Cidade de Mauá e a Leblon Transporte. As empresas foram consideradas inidôneas pela prefeitura e juntas multadas em cerca de R$ 20 milhões.
A própria corregedora-geral do município, Thaís de Almeida Miana, em parecer de 27 de junho de 2013, disse que a sindicância realizada pela prefeitura precisava de mais provas técnicas. A corregedora aceitou os argumentos apresentados pela Leblon pelos quais teria provado que as consultas foram treinadas e autorizadas pela Prefeitura. Ela ainda recomendou a realização de uma nova sindicância, o que foi ignorado pelo prefeito Donisete Braga.
O desembargador, em sua decisão, entendeu que houve indícios de ilegalidade na retirada da Leblon e na contratação da empresa emergencial Suzantur.
Ele também destacou que a atitude de Donisete em contratar a Suzantur, trouxe prejuízos aos cofres públicos e à qualidade dos serviços.
O que o magistrado publicou em sua decisão, à opinião de passageiros nas ruas e em redes sociais.
Colocada às pressas, a Suzantur começou a operar com ônibus usados que pertenceram à Oak Tree, empresa que faliu na cidade de São Paulo. Os veículos têm porta à esquerda que, em Mauá, ficavam inutilizadas, representando risco aos passageiros e perda de espaço interno nos ônibus. As cores ainda são do Consórcio Sudoeste, área 8 laranja, da Capital Paulista. À medida que a prefeitura foi entregando as linhas conquistadas pela Leblon em licitação para a empresa Suzantur, a companhia trazia ônibus usados do Litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro, muitos também inapropriados para os transportes em Mauá e já bastante desgastados.
Mas não era apenas a condição da frota da Suzantur que desagradava a população.
Atrasos e até a conduta de muitos profissionais da empresa contratada por Donisete Braga foram alvos de críticas.
A passageira Janalita Pacheco destacou que a Leblon tem um índice maior de cumprimento dos horários, diferentemente da companhia emergencial.
“Graças a Deus que a Leblon voltou. Não aguentava mais chegar atrasada ao trabalho” – disse.
“Até que enfim justiça foi feita…Parabéns a Leblon merece e nós precisamos de transporte digno” – complementou a passageira Elaine Maricene.
“Fiquei muito feliz ao sair de casa e ver que a Leblon está de volta, estava torcendo pela empresa. A Leblon é a melhor empresa de ônibus que Mauá tem” – afirmou outra passageira, Gárcia Menezes.
No último sábado, quando a Suzantur já deveria ter parado logo nas primeiras horas do dia, tanto a empresa como a prefeitura desrespeitaram a decisão do desembargador Evaristo dos Santos, que poderia ser seguida apenas pela notificação do resultado que foi publicado na internet, de acordo com própria decisão. Os ônibus continuaram a operar. Foi necessário acionar o plantão do Tribunal e a presença de oficiais de justiça para que a determinação do desembargador fosse cumprida.
Antes disso, no entanto, a passageira Cristiana Ganzerli relata que boa parte dos usuários deixavam os ônibus da Suzantur passar para irem com os veículos da Leblon
“A população já mostrou a preferência de ônibus que queremos, muita gente deixou de pegar a Suzantur para pegar o ônibus que merecemos…. Os ônibus da Suzantur passando e a população pegando os ônibus da Leblon” relatou Cristina Ganzerli.
MELHORIA E QUEBRA DE MONOPÓLIO:
A satisfação dos passageiros de Mauá em relação à atuação da Leblon não se refere apenas ao comparativo com a prestação de serviços da emergencial Suzantur, de acordo com os passageiros.
A entrada da empresa na cidade, em novembro de 2010, representou a quebra de um monopólio nos serviços de transportes que durava cerca de 30 anos.
O atendimento da Viação Barão de Mauá e da Viação Januária não era considerado adequado pela maioria dos passageiros e a frota, além de sucateada, era insuficiente para a demanda de passageiros.
Quando a Leblon assumiu o lote 02, a frota da área operacional subiu de 62 ônibus para 88 veículos, todos trazidos zero quilômetro e acessíveis a portadores de deficiências. Hoje a frota é de 92 veículos.
Segundo a Leblon, os motoristas recebem treinamentos constantes quanto à dirigibilidade e relacionamento com os passageiros e a manutenção dos veículos seguem padrões de modelos avançados de transportes, como o de Curitiba, no Paraná, onde a Leblon também atua.
A empresa ainda afirma que foi a primeira do setor de transportes urbanos da cidade a ter as certificações ISO 9001 (qualidade) e ISO 14001 (respeito ao meio ambiente). Toda a frota foi aprovada pelas inspeções da Prefeitura de Mauá e no Programa Despoluir, da CNT – Confederação Nacional dos Transportes e do Sest/Senat , que faz rigorosas medições quanto à emissão de poluentes.
“O Grupo Leblon também foi considerado um dos melhores operadores de transportes do País pela ANTP – Associação Nacional dos Transportes Públicos.
De acordo com pesquisa realizada pela empresa especializada Tectrans, em meados deste ano, a Leblon teve 94% de aprovação pela população de Mauá. Para a direção do Grupo Leblon, todas estas certificações e premiações são na verdade resultados de ações práticas” – disse Ronaldo Issak, diretor da Leblon.
Além de qualificação dos funcionários e rigorosa manutenção, a Leblon afirma que “investe pesado” em modernização das operações, inclusive com sistemas informatizados de monitoramento de frota e de controle em tempo real da conduta do motorista.
“Estamos muito honrados com todo o apoio da população. Isso aumenta ainda mais a nossa responsabilidade para melhorarmos constantemente os serviços. Com segurança jurídica, continuaremos os investimentos em modernização das operações e na colocação de mais ônibus novos para a população. É com o passageiro nosso compromisso, nossa parceria” – complementou Ronaldo Isaak.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

11 comentários em Retorno da Leblon nas linhas do lote 02 de Mauá tem avaliação positiva dos passageiros

  1. Marco Antonio Marquinho dos Santos // 20 de dezembro de 2013 às 08:46 // Responder

    Parabéns mais uma vez a LEBLON e a sua equipe diretores, cobradores, e equipe técnica e de manutenção!
    Parabéns aos passageiros que ganharam a LEBLON de volta!
    Empresa idonia, que permaneça em Mauá, pois o povo precisa.
    Que o Juiz mantenha em sua decisão, esta é a vontade do povo Mauaensse.

  2. Amigos, bom dia.

    Parabéns Leblon !

    A aprovação da população é melhor do que qualquer tipo de indicador ISO, DIN, ABNT e outros bichos.

    Mas, tem calo que dói, incomoda e enche o saco, não esqueçam

    Att,

    Paulo Gil.

  3. Eu gostaria de mais uma vez, parabenizar ao Grupo Leblon pela conquista.

    A empresa merece ser respeitada e mantida, pois sempre agiu com muita integridade junto aos colaboradores, clientes e à Prefeitura.

    Que outras Leblon’s surjam em nossa região, carente de inovações logísticas.

    Abraços,

    Gerson Carvalho

  4. Fica leblon saia Barao e Donizete.

  5. parabens a LEBLON,ela tem mesmo é que ficar porque presta seus serviços a tempo e a hora, já essa SUSSANTUR não gosta de pagar nem os funcionarios porque ela parou de rodar ,hoje meu cunhado foi saber sobre o pagamento dos dias trabalhados e recebeu a informação que só terão pagamento no mes q vem ,quando a empresa voltar a circular,registro não registrou.

  6. O melhor de tudo isso é que ; até passageiro que não é atendido pelas linhas da Leblon elogia o serviço e percebem a diferença e a qualidade que os passageiros são transportados. Parabéns Leblon , Mauá é do povo .

  7. █Laercio N.Slva▓⎝⏜ ® (@LaercioNSilva) // 20 de dezembro de 2013 às 16:50 // Responder

    e segundo noticia da fanPage da Leblon o prefeito ja tentou o mesmo gato do ano pasado contra eles: derrubar a liminar do STJ de brasilia para os carros da leblon sairem fora amanha e nao dar tempo de recorrerem!
    nao me lembro do STJ cair em piada barata assim, so o TJ SP. como eh recurso em 3ª instancia acho q nao dá em nada

  8. Rodrigo Aparecido Reis // 20 de dezembro de 2013 às 18:10 // Responder

    Sem sombra de dúvida: 10 x 0, 100 x 0, 1000 x 0, … 1000000 x 0 para a Leblon!!!!!!

  9. FORA SPTRANS, CONSORCIOS E COOPERATIVAS DE ÔNIBUS EM SP ESTATAL JÁ // 21 de dezembro de 2013 às 06:00 // Responder

    Já está na hora da LEBLON participar da proxima licitação da SPTRANS e operar na area 4 com os ônibus CAIO MILLENIUM BRT TRUCADO, ARTICULADO, SUPERARTICULADO E BIARTICULADO e está na hora da LEBLON participar tambem da proxima licitação da EMTU e operar no ABCD. vamos reenvidicar a LEBLON nas proximas licitações da EMTU e SPTRANS.

  10. A Leblon é uma referência em transportes, MERECIA MAIS RESPEITO E CONSIDERAÇÃO por parte da PREFEITURA.

    Parabéns pela volta.

  11. o arrepemdimento de ter votado nesse lixo de donizete

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: