Mesmo com decisão judicial, prefeitura de Mauá não tira os ônibus da Suzantur da cidade

Suzantur Mauá

Ônibus da Suzantur (laranja, ex Oak Tree – São Paulo) e da Leblon (prata e azul) dividem o mesmo ponto final e as mesmas linhas, apesar da decisão judicial que restabelece o mandado de segurança impedindo a retirada da Leblon e a operação de outra empresa. Foto: Adamo Bazani.

Contrariando ordem judicial, Prefeitura de Mauá permanece com ônibus da Suzantur
Empresa contratada emergencialmente pelo prefeito Donisete Braga está até em linhas que até esta sexta-feira não prestava serviços e que foram restabelecidas pela Justiça a Leblon
ADAMO BAZANI – CBN
Mesmo com a determinação do desembargador Evaristo dos Santos, do Tribunal de Justiça de São Paulo, restabelecendo para a Leblon Transporte de Passageiros todas as linhas do lote 02 de Mauá, a administração do prefeito Donisete Braga não recolheu os ônibus da empresa Suzantur, contratada emergencialmente pelo executivo municipal.
Mas não foi só isso. A Suzantur passou neste sábado a circular em linhas que antes não prestava serviços como 44 – Camila; 75 – Nova Mauá/Cerqueira Leite; 80 – Zaíra Expresso; 83 – Zaíra 03; 84 – Zaíra 04; 85 – Zaíra 05; 86 – Zaíra 06; AL3 – Zaíra Mansur e 144 – Vital Brasil.
A reportagem do Blog Ponto de Ônibus esteve na manhã deste sábado nas principais ligações em Mauá. Muitas vezes os coletivos das duas empresas de ônibus andavam um atrás do outro.
Na Avenida Presidente Castelo Branco, na região do Zaíra, a reportagem presenciou um ônibus da Suzantur fazendo manobra arriscada para ultrapassar o veículo da Leblon.
O desembargador Evaristo dos Santos, nesta sexta-feira dia 13 de dezembro de 2013, derrubou decisão do ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ivan Sartori, e com base nas provas apresentadas pela Leblon sobre irregularidades no processo de descredenciamento da empresa e na contratação da Suzantur, restabeleceu o mandado de segurança que garante a operação total da Leblon em todas as linhas do lote 02.
O mandado que foi restabelecido é claro ao suspender os atos administrativos do prefeito Donisete Braga. Desta forma, fica proibida a retirada da Leblon das linhas e também a operação de outra empresa de ônibus no lugar ou de forma conjunta pa Leblon.
A Prefeitura de Mauá recebeu ofício sobre a decisão do desembargador e o delegado do Primeiro Distrito Policial de Mauá, Aldo Marcos Lourenço Ferreira, registrou um boletim de ocorrência de preservação de direito.
A empresa Suzantur também foi comunicada sobre a decisão judicial.

Suzantur Mauá

Cenas era comum nos bairros e na região central de Mauá. Ônibus das mesmas linhas, mas pertencentes às duas empresas, circulavam um atrás do outro. Manhã foi confusa para passageiros. Foto: Adamo Bazani

A Prefeitura de Mauá descredenciou a Leblon e a Viação Cidade de Mauá alegando supostas consultas não autorizadas ao sistema de bilhetagem eletrônica. As empresas foram multadas em R$ 12,2 milhões e R$ 8,4 milhões respectivamente, de acordo com o número das eventuais consultas.
O desembargador não entrou no mérito do caso, mas em sua decisão, disse que é mais prejudicial aos cofres públicos e aos passageiros a contratação da empresa emergencial do que a realização de uma fiscalização por parte da prefeitura mauaense.
Além disso, o desembargador levou em consideração o parecer da corregedora geral de Mauá, Thaís de Almeida Miana, do dia 27 de junho de 2013, que acatou os argumentos da Leblon afirmando que as consultas aos dados de bilhetagem foram autorizadas pela prefeitura. Ela recomendou a realização de uma nova sindicância que fosse mais técnica e menos subjetiva.
Donisete Braga ignorou esse parecer.

Suzantur saiu de Mauá

Além de continuar nas linhas que já estava operando, a Suzantur (carro Estrela de Mauá) por ordem de Donisete Braga começou a circular em linhas que antes não prestava serviços, mesmo com determinação judicial restabelecendo todos os serviços para a Leblon. Foto: Adamo Bazani.

Suzantur em Mauá

Excesso de ônibus, com veículos da Suzantur , atrapalhou a fluidez no Terminal do Zaíra. Decisão do TJ-SP restabeleceu mandado de segurança que garante a operação da Leblon nas 18 linhas do lote 02 e impede o funcionamento de outra empresa. Foto: Adamo Bazani

Em entrevistas anteriores, o prefeito de Mauá nega perseguição a empresas e diz que quer estabelecer um novo modelo de transportes na cidade.
A permanência da Suzantur neste sábado causou mal estar nos bastidores no Paço Municipal de Mauá, já que uma parte dos administradores locais estava disposta a seguir a determinação judicial.

NOVELA REPETIDA:
Não é a primeira vez que a administração Donisete Braga não cumpre uma ordem judicial favorável a Leblon Transporte.
No final de dezembro do ano passado, o antigo prefeito, Oswaldo Dias, do mesmo partido de Donisete, PT, credenciou a Viação Estrela de Mauá no lote 02 junto com a Leblon.
No início de janeiro, já com Donisete à frente do Paço Municipal, a Justiça determinou o fim das operações da Viação Estrela de Mauá. Mas nem Donisete Braga, nem a empresa e nem o secretário de mobilidade urbana, Paulo Eugênio Pereira, respeitaram a ordem judicial. Os ônibus só foram tirados quando a Polícia Militar foi acionada.
O imbróglio judicial pelo lote 02 vem desde a licitação de 2008. As empresas Viação Estrela de Mauá e Trans-Mauá, todas fundadas pelo empresário Baltazar José de Sousa, que monopolizou os transportes na cidade por mais de 30 anos, tentaram operar o lote.
Hoje a Estrela de Mauá, cuja parte da frota opera na Suzantur, é de David Barioni Neto, ex executivo da Gol Linhas Aéreas, do empresário Constantino de Oliveira. Constantino é considerado o líder do grupo dos empresários mineiros, que entrou no ABC Paulista em 1983, sendo composto por Baltazar José de Sousa, Ronan Maria Pinto, Renato Fernandes Soares e Mário Elísio Jacinto.
Já a Trans-Mauá está em nome de José Garcia Netto, um dos donos do Banco Caruana, que financiou ao longo do tempo ônibus para Baltazar e outros empresários do grupo dos mineiros. Inclusive, funcionários das empresas de Baltazar tiveram uma cartão de crédito do Banco Caruana com desconto em folha de pagamento.
Se José Garcia Netto é dono do Caruana, por sua vez, Ângelo Roque Garcia e Claudinei Brogliato são proprietários da Suzantur, empresa contratada pela administração de Donisete Braga.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

21 comentários em Mesmo com decisão judicial, prefeitura de Mauá não tira os ônibus da Suzantur da cidade

  1. Professor Pardal REVOLTADO!!!! // 14 de dezembro de 2013 às 13:07 // Responder

    O que a justiça está esperando para cassar o mandato deste prefeito?? Alguém está dormindo no ponto. Alô PROMOTORIA??? DESOBEDIÊNCIA É IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.. Sera que nenhum promotor está vendo isso????

    • Professor, bom dia!

      É um ASSÉDIO MORAL o que a Suzantur e a Prefeitura estão fazendo com a população. Operando na marra, pressionando… Engraçado que se a Leblon fizesse isso, seria punida com maior rigor.

      Mauá, por gentileza, não se esqueça disso nas Eleições de 2016! Tenho receio do “Gestor” do município, fazer uma obra aqui, um agrado ali,uma integração acolá e o povo humilde, aplaudí-lo e reelegê-lo…

      Parabéns Família Isaak, Grupo Leblon, Clientes e Adamo, pela reportagem!

    • mais uma vez o sr prefeito da de ombros para a justiça,cumprir decisão judicial só quando é favorável vergonha,assim tem sido esse no poder só agindo com truculencia

      • o mais complicado dessa historia toda é ter que ouvir do prefeito que ele está modernizando o transporte coletivo de Mauá com ônibus velhos,contratando uma empresa que não tem uma frota moderna,outra coisa verifique se os trabalhadores dessa empresa estão registrados,pois ouvir que não estão

  2. Isto com certeza dará perda de mandato do atual prefeito de Mauá Donizete Braga. Acho que é isto que ele ta querendo ou está muito mal assessorado com um péssimo corpo jurídico. Bom, a maioria do secretariado dele é de péssima qualidade mesmo. Provavelmente ja está inelegivel para a próxima eleição.

  3. O juiz tem que mandar prender o donizete, e os vereadores incompetentes tem que pedir a saída desse senhor , eles são burro ou não entenderam que o povo quer a Leblon e o pt fora daqui , o pt faz mal para o Brasil

  4. Todos sabem do direito de imagem sem autorização da processo,o adamo tirou fotografia sem autorização minha irei entrar com processo contra ele, a briga meu caro reporter são das empresas e minha imagem esta estampada para todos sem minha autorização ,já procurei um advogado e segunda feira vou resolver isso.

    • Onde tem foto sua aqui minha senhora? Ou você é um ônibus que aprendeu a falar e escrever? Porque só vejo fotos de ônibus aqui… Para de inventar história. Se você não está satisfeita com a saída da Lixotur, é um direito seu. Mas não procure pelo em ovo!

      O Adamo tem tanto direito de tirar a quantidade de fotos que ele desejar, quanto a senhora tem de não ter sua imagem publicada. Se coincidentemente sua cara aparece numa foto que ele tirou e que não foi publicada, não há problema nenhum.

      Cada uma viu.

    • Talvez ela não saiu bem na foto.
      Mexer com a vaidade feminina é um problema muito sério !
      Acho que o sr. Bazano não a deixou retocar a maquiagem.
      Tirar uma foto para reportagem no meio da multidão, é
      lógico que a câmara vai fotografar quem estiver na frente.
      Olha que tem algumas tão sensíveis que capitam até fantasmas.!

  5. Eu também queria saber o que estão esperando para tocar esse cara da prefeitura, ele já fez muita palhaçada e já encheu o saco com essas patifarias!

  6. q a justiça de deus foi feita em maua desista sr prefeito donizete nao mexa com o povo de deus q ele e poderoso vai hora prefeito vai se comverter

  7. Donizete anda brincando com a justiça, mas uma hora as coisas irão se complicar.

  8. Marco Antonio Marquinho dos Santos // 14 de dezembro de 2013 às 19:27 // Responder

    Prefeito e ditadorzinho, realmente é assim que devemos qualificar este cara.
    Quer ser mais que a justiça, é ou não coronelzinho, ditadorzinho, este é o único adjetivo encontrado.
    Se tem algum nível superior? não sabemos! Se tiver também é comprado!
    Quer ser mais que um Juiz?
    Acho que já passou da hora de se encontrar uma solução para o problema, em Mauá este prefeitinho não deveria ficar mais.
    Lamentamos que as decisões tomadas por ele estão mais que erradas, e até acho, que o Vereador Baitore tem Razão!
    Vamos fazer um plebecito para o povo decidir?
    Vamos pedir para a Justiça acompanhar isto de perto?
    Vamos pedir investigações?
    Só assim minha gente as coisas irão ter rumo satisfatório!

  9. Não pensem que este ditadorzinho de quinta categoria parou por aí.
    Daqui uns dias ele votará a atacar de novo, até algum juiz acordar e dar um basta
    nesta situação. Quando se trata de pessoas pobres desacatar ordem judicial vai para cadeia sem dó nem piedade. Pelo jeito ele tem mais autoridade que qualquer juiz. Quanto aos vereadores,
    são incompetentes mesmo, estão juntos com ele e contra seus eleitores.
    ano que vem aqueles que se candidatarão para deputados aparecerão pedindo votos e até
    usarão esta situação desagradável como demagogia e angariar votos dos incautos.

  10. Usuários, façam sua parte, se não querem que a SUZANTUR operando na cidade , não utilizem os serviços prestados por ela… pois sem arrecadação não ela não vai suportar por muito tempo.. (empresas visam lucros e não prejuízo)…

  11. vitorino silva medeiros // 15 de dezembro de 2013 às 15:56 // Responder

    acho que precisamos de um novo modelo de prefeito em maua alo população de maua precisamos fazer um contrato emergêncial com um prefeito e em 2016 fazemos uma nova licitação de prefeito, queremos um modelo de prefeito como o de curitiba, que respeita o povo não se comrrompe, e tem um modelo de transporte melhor do brasil

  12. Marco Antonio Marquinho dos Santos // 15 de dezembro de 2013 às 17:50 // Responder

    Com certeza vai atacar Walter R !
    Acabei de ficar sabendo que existe para janeiro novas estratégias.
    Recebi de fonte segura! ou seja puxa saco do ditador!
    O seguinte………………………………………………………..
    Uma suposto grupo, tenha comprado do Baltazar a CIDADE DE MAUÁ.
    Que este grupo estaria preparando 225 carros zerados para assumir Mauá em sua totalidade.
    E que segundo administração petista iria estar focando Mauá a um único grupo……
    Agora eu fico a pensar com toda minha inguinorância…..
    Não deveria haver uma concorrência?
    E a LEBLON?
    Investiu milhões….. A Prefeitura não deveria cumprir alguma clausula contratual?
    Acho que até a ponto de pagar multas a Leblon por recisão de contrato!
    E quem paga a conta? A gente, o povo?
    O que o povo deveria fazer nesta situação? Com certeza gritar!
    Nós o Povo somos o maior Interessado!
    E a Justiça?
    E os Vereadores?
    Como ficamos?
    Em fim, são muitas e muitas perguntas sem nenhuma resposta.
    Como podemos admitir tamanhã……………………

  13. Bom o q dizer ????? Não é só em maúa onde tem PT vai se esperar o q? onde há politica tem sempre alguém………………………???????????

  14. Realmente a Lais tem razão! O boicote aos carros da Suzantur sería uma exelente arma.
    Infelismente se o povo que mora longe não tiver esta opção o que fazer?

  15. Ewerton Santos Lourenço (PNE Guarulhos) // 17 de dezembro de 2013 às 13:40 // Responder

    Que tal todos os Municipes moverem uma Ação Coletiva na Defensoria Publica?!?!?!? Vamos acorda porque queremos 2014 sem o Monopólio Grupo BJS

  16. lecylene do nascimento moraes // 31 de dezembro de 2013 às 10:56 // Responder

    Eu gostaria q os onibos da lebron voltasse, pq os onibos q colocou da barão passa um atras do outro e demora a chegar, ja os da lebron era correto… por favor volta lebron

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: