Ônibus estão 48,1% mais rápidos com novas faixas, diz estudo da CET

ônibus

Estudo da CET mostra que com faixas de ônibus, velocidade dos veículos de transportes coletivos subiu 48% passando de 13,8 quilômetros por hora para 20,4 quilômetros por hora. Foto: Adamo Bazani

Velocidade dos ônibus cresceu 48,1% com faixas, diz estudo da CET
Zona Norte foi a que teve maior ganhos, 87%. Em algumas regiões, média ficou abaixo do esperado
ADAMO BAZANI – CBN
Estudo da CET, divulgado nesta quarta-feira, dia 30 de outubro, revela que a velocidade média dos ônibus na cidade de São Paulo aumentou 48, 1% após a implantação neste ano de 243 quilômetros e 400 metros de faixas exclusivas para o transporte coletivo.
Ainda segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego, antes em média os ônibus desenvolviam 13,8 quilômetros por hora. Hoje a média geral da cidade é de 20,4 quilômetros por hora.
O estudo mostra ainda que a região onde houve os maiores ganhos foi a zona Norte de São Paulo, onde o crescimento da velocidade média foi de 87% passando de 11 quilômetros por hora para 21 quilômetros por hora em média.
Mas é na zona Oeste de São Paulo que os ônibus andam mais rápido,de acordo com levantamento: média de 24 quilômetros por hora.
No entanto, se a média de velocidade dos ônibus em São Paulo é de 20 quilômetros por hora, há regiões na cidade que ainda estão abaixo deste valor.
Na sudoeste, os veículos de transporte coletivo só conseguem desenvolver 14,4 quilômetros por hora em média.
As regiões Sudeste e Sul também registraram velocidade abaixo da média da cidade.
Agora a meta da prefeitura de São Paulo é totalizar este ano 300 quilômetros de faixas exclusivas na cidade.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

6 comentários em Ônibus estão 48,1% mais rápidos com novas faixas, diz estudo da CET

  1. Amigos, bom dia

    PREVISIVELLLLLLLLLLL

    Afinal, sao os corredores a la Paulo Gil.

    Uma observacao.

    Ontem umas 20:20 hs no corrredor 9 de julho tava cheio de articulados, inclusive o linguicao antigao, TUDO BATENDO LATA.

    Triste ne !

    Att,

    Paulo Gil

  2. Claro que a velocidade aumentou, não tem mais ônibus na ZL, os corredores estão vazios,todo mundo foi obrigado a usar o metrô, assim fica fácil.

    O pior vai ser aguentar este monte de mentiras nas próximas eleições, e como o povo tem memória curta vai acreditar em tido.

  3. Os administradores do transporte público é obcecado por estatística. O negócio deles é mostrar números.
    Não adianta informar números estatísticos sendo que os ônibus andam lotados e os proprietários de carros não vão trocar o conforto de seus veículos para se tornar presas enjaulados nos ônibus.
    A solução para o transporte público é LINHAS CIRCULARES CURTAS NOS BAIRROS ATÉ OS CORREDORES. Linhas com atendimentos humanizados.
    Linhas longas para atendimento geral. Linhas circulares para alimentar os corredores. Ônibus pequenos para os bairros com acidentes geográficos e ruas estreitas.
    Outra solução prática para melhorar o transporte é a utilização pelos diretores, secretários, vereadores, assessores e empresários em geral. Essa sugestão já fiz para o governador Mário Cóvas para fazer uma viajem de trem da Santos à Jundiaí.

  4. correção no texto acima – Os administradores do transporte público são obcecados por estatísticas.

  5. Que tal a gente não se estressar mais com estes politicos vagabundos e assinar o abaixo assinado pela criação da Empresa estatal de Onibus em São Paulo para operar as linhas deficitarias, sistema PAESE em caso de greve das empresas de onibus urbanos, Metrô e CPTM e eventos e São Paulo precisa de 100 assinaturas entre no site e vamos assinar galera não é necessário fornecer nenhum documento.
    http://www.avaaz.org/po/petition/pela_criacao_da_Empresa_estatal_de_Onibus_em_Sao_Paulo/?copy

  6. SEI POR QUE DIMINIU O CONSUMO DE COMBUSTIVEIS…. OS ONIBUS SUMIRAM!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: