SPTrans revê alterações de duas linhas de ônibus na zona Leste

ônibus

Ônibus da Itaquera Brasil, empresa que teve o conbtrato suspenso na Capital Paulista. SPTrans desistiu de reformular duas linhas. Foto: Elaine Freires/CBN

SPTrans revê alteração de duas linhas na Zona Leste de São Paulo
Modificações causaram confusão para os passageiros
ADAMO BAZANI – CBN
Pelo menos duas linhas de ônibus que deveriam fazer parte das alterações na zona Leste de São Paulo não foram modificadas.
São as ligações 3539/10 (Cidade Tiradentes-Terminal Parque Dom Pedro II) e 312N/10 (Terminal Cidade Tiradentes – São Miguel Paulista).
De acordo com a gerenciadora SPTrans, São Paulo Transportes, em nota, as linhas serão reavaliadas pelo fato de elas não se sobreporem aos demais itinerários da Zona Leste de São Paulo.
A região atendida pelo Consórcio Leste 4 sofreu neste sábado uma reestruturação.
Os bairros, como Cidade Tiradentes, Carrão, Tatuapé e Penha, têm cerca de 200 mil passageiros.
Por estes locais, prestavam serviços os veículos da Itaquera-Brasil, empresa de ônibus que foi descredenciada pela prefeitura de São Paulo por maus serviços. A companhia que teve origem em grupos de perueiros foi neste ano multada em mais de 11 mil vezes pela SPTrans e teve mais de 8 mil reclamações por parte dos passageiros.
E foi justamente o serviço de lotações que registraram maior demanda por causa dos ajustes.
Passageiros reclamaram na manhã desta segunda-feira por terem de descer no meio do caminho e seguir em outro ônibus e pela falta de informação.
CONFITA NOTA DA SPTRANS:
A SPTrans informa que a operação de reorganização de linhas de ônibus, iniciada neste sábado (26/10) na Zona Leste – Área 4, tem número atualizado de 43 linhas.

Isso porque, duas linhas previstas para serem reestruturadas, estão sendo reavaliadas no sentido de melhor atender o usuário. São elas: 3539/10 Cidade Tiradentes – Term. Pq. Dom Pedro II e 312N/10 Terminal Cidade Tiradentes – São Miguel Paulista.

A reavaliação de ambas está sendo realizada para que essas linhas não se sobreponham a outras existentes.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

21 comentários em SPTrans revê alterações de duas linhas de ônibus na zona Leste

  1. Amigos,bom dia.

    Bingo!

    PREVISÍVELLLLLLLLLLLLLLL

    Não disse que iam REVER.

    Att,

    Paulo Gil

  2. Somente agora que eles perceberam isto??
    Meu Deus, santa incomPTencia…

  3. Após a substituição da linha 3765 pela 4013, as partidas que seriam de 5 em 5 min, demoravam quase 10 devido a demora no embarque, além disso, os senhores fiscais ficam segurando os veículos no ponto final, resultado? Muita gente empinhada nos pontos da Av.dos Sertanistas e na R.Cinira Polônio, e muito mais gente no meio do caminho.
    Que arrependimento de ter votado no Haddad.

  4. Gilson Vieira Silva // 28 de outubro de 2013 às 15:35 // Responder

    Adamo e demais leitores do blog.
    Desejo fazer uma singela analise sobre as modificações que vêm ocorrendo no sistema municipal de transportes coletivos, porém, em razão de residir na zona leste, vou procurar me ater as áreas 3 e 4 do sistema.

    1) Quanto a reorganização das linhas de ônibus:
    Isso não é uma novela nova. Assim que a prefeita Marta Suplicy anunciou a criação do bilhete único, a consequência natural seria a reorganização das linhas de ônibus da Capital, porém, poucas mudanças foram feitas, a não ser a padronização das cores dos ônibus, numeração das linhas (que pra mim, é confuso ainda) e sim, ocorreram algumas mudanças pontuais nas linhas de ônibus.
    A reestruturação deve ser feita, porém, precedida de um amplo debate com os usuários do transporte coletivo. Se estamos em uma administração que se pauta pela participação popular, o mínimo a ser feito eram audiências em cada distrito da cidade, com técnicos da Sptrans e toda a sociedade civil organizada. Particularmente, entendo que o sistema deve ser reorganizado, evitando sobreposições e itinerários absurdos, contudo, tais mudanças não deveriam ser feitas a toque de caixa, sem ouvir a população interessada.

    2) Falta de divulgação:
    Resido no Jardim Bandeirantes, no distrito Iguatemi, e trabalho na Vila Alpina, portanto, sou usuário das linhas da Itaquera Brasil (ou da finada Itaquera Brasil).
    Sai para trabalhar hoje, 28 de outubro, embarcando “sem nenhuma dificuldade” em um ônibus da linha 3070/10 – Jardim Limoeiro-Terminal São Mateus. Por ser uma segunda, confesso ter achado o ônibus muito vazio para o horário que embarquei (06:25 horas).
    No decorrer do itinerário, me deparei com a linha 4210/10 (antiga 309T), que está sendo operada pelo Consórcio Plus, apenas com passageiros sentados. Posteriormente, verifiquei que as linhas ditas “estruturais” estão sendo operadas pelo Grupo VIP. Me deparei também com a linha 4311/10, descendo a Ragueb Chohfi, sentido Terminal Parque Dom Pedro II, com apenas passageiros sentados e alguns bancos vagos. Ao chegar no Largo de São Mateus, uma complicação de trânsito por conta da queda da rede de trolebus. Caminhei até a Avenida Sapopemba, procurando o ponto da nova linha 519M/10 (São Mateus-Museu do Ipiranga). Antes de achar o ponto, vi um tumulto de gente tentando entrar nos ônibus das linhas 5110/10 e 213C/10, linha esta que serve também para eu chegar ao trabalho. Cheguei no ponto (sem sinalização nenhuma e apenas com um fiscal da Sptrans) e embarquei no ônibus da Via Sul com apenas 12 passageiros (06:48 horas), chegando tranquilamente na Rua Orlando Calixto. Detalhe: Em nenhum momento, a linha 519M chegou a carregar passageiros em pé.
    Resumo: Eu sabia da existência da linha 519M por ter acesso o site da Sptrans, mas não dá pra centrar a divulgação apenas na página da gestora. Se tivesse um fiscal orientando a população no primeiro ponto da Avenida Sapopemba, com certeza a linha 519M não ia sair batendo lata.

    3) Sobreposições e sobreposições:
    Há alguns casos que não é possível agregar vários atendimentos. Ressalto aqui a importância da linha 3765/10 – Jardim Santo André/Metrô Carrão, visto que a antiga linha 3060/10, não dava conta da operação com a linha 3765/10 rodando, imagine agora tudo centralizado na linha 3060/10.
    Outro exemplo é a linha 3703/10. A linha 3056/10 não dava conta do recado, ainda que as linha 3701/10 e 3056/10 fizessem o mesmo itinerário. Agora centralizou tudo em uma única linha. A linha 407G/10, antiga 3703/10, deve continuar com o itinerário antigo.
    Observação: Que fiscais dentro do Terminal São Mateus orientem os passageiros a utilizarem a linha 4311/10. A mesma tem itinerário objetivo (Ragueb Chohfi, Aricanduva e Radial Leste) passando pelas estações Carrão, Tatuapé e Belém.

    4) Linhas novas e sugestões:
    Foi criada a linha 403C/10 – Cohab Anchieta/Shopping Penha. Se a ideia da reorganização era evitar sobrepposições, a linha 403C/10 é atendida, ainda que em parte, pelas linhas 342C/10 – Jardim Marília-Penha, na própria Avenida Gamelinha, e 403A/10 – Estação José Bonifácio-Terminal Penha, cujos itinerários se encontram na Avenida Lider e Rua Joaquim Marra. Sugestão: Que a linha 403C/10 preencha parte do itinerário da antiga linha 242P/10: Rua Astorga, Porto da Folha, Paraguassú Paulista, Maciel Monteiro, Metrô Artur Alvim, Padre Estanislau de Campos, Waldemar Tietz e Avenida Silvio Torres
    Que a linha 3414/10, sejam prolongada até o Conjunto Padre Manoel da Nóbrega, trafegando pelas avenidas Waldemar Carlos Pereira, Itaquera, seguindo itinerário da antiga linha 3129.

    5) Por uma empresa pública de transportes:
    Que a Prefeitura coloque logo em prática a criação de uma empresa pública de transportes. O direito de ir e vir não deve ficar nas mãos apenas da iniciativa privada.
    No mais, um forte abraço!

    • Gilson Vieira Silva,boa tarde.

      Você mesmo deu várias dicas de como fazer, mas só a fiscalizadora não sabe o que fazer.

      Não adianta colocar empresa pública ou particular, enquanto a fiscalizadora só fiscalizar.

      A fiscalizadora está com morte cerebral, mas ninguém tira o tubo.

      Gestão é algo muito complexo para uma fiscalizadora.

      Imagina só, ainda usam catracas…

      Anos luz para no tempo e no espaço.

      Sabe quando vão testar Buzão a energia solar em Sampa; só depois que inventarem o Buzão Magnético (que será o futuro).

      Enquanto isso meu amigo, é a administração modelo Festa Junina.

      Olha a cobra, corre todo mundo pra esquerda.

      (Tira a linha 10, o povo reclama)

      Olha a chuva corre todo mundo para a direita.

      (Volta a linha 10, fizemos caca)

      E assim vai, não tem patrão mesmo, ninguém será demitido ineficiência.

      Att,

      Paulo Gil

      • Andre Marianno // 28 de outubro de 2013 às 21:36 //

        Ótima visão Gilson, mas acredito que a criação de uma empresa pública na operação do transporte não seria viável, pois sabemos que ela só iria servir para engordar a conta de poucos. Quanto a SPTrans, se ela fosse uma empresa séria, dez anos após a implantação do Bilhete único teríamos um sistema bem mais próximo do que havia sido idealizado.

  5. abaixo assinado pela criação da Nova CMTC e São Paulo precisa de 6 milhões de assinaturas vamos assinar galera. http://www.abaixoassinado.org/abaixoassinados/28450

  6. Wanderley Teixeira // 28 de outubro de 2013 às 17:11 // Responder

    Caro Adamo, responda-me se puder, por favor, afinal ainda não entendi a questão.
    A Itaquera Brasil S/A foi descredenciada. Ponto.
    E o que autoriza o funcionamento da garagem Pessego, uma vez que também é Itaquera Brasil??

    • Só foram encerradas pela SPTrans as operações da Cid. Tiradentes. Por isso que muitos carros desta garagem apareceram na Jacu.

      • Caro Adamo uma vez que todo o consorcio foi descredenciado não tinha que operar nem um carro da garagem pessego pois é tudo uma empresa só não é ??
        e gostaria de saber até quando vai ficar rodando esses carros do cl4 hj eu viu uns 3 quebrados….

  7. eles deviam rever a 4007 antigo 3406, pq pelo amor de deus, que itinerario é esse ?
    de todos os motoristas & cobradores dessa linha, que convessei, nao teve um que nao tenha falado que nao tem cabimento um itinerario desse !
    se continuar assim, é mais uma linha a ser extinta

    • o mesmo fizeram com a 4015 e 4016 antigas 372R e 3775, colocaram em ruas que nunca passou onibus e o que resultou???? transferencia e excesso de passageiros para as linhas 3023 e 3098 que sao lotações / micros midis e a linha mesmo 4015 e 4016 estão rodando batendo banco, vazias vazias.

  8. Como estou de ferias fui hoje ao centro, e na volta fiquei positivamente surpreso, no horario da 14:00hs, a linha 4311, ja tinham 3 onibus no terminal Pq, Dom. Pedro, e segundo verifiquei os onibus saiam de 7 e 7 minutos, sejamos claros, numca teriamos intervalos de 7 minutos com a Novo Horizonte, tenho que rever minha opiniao, pois parece que existe sim boa intensao, acho que falta apenas ajustes, mas os intervalos estão otimos.

  9. Eu entendo que sim há uma grande resistência em relação às mudanças que estão ocorrendo.
    Mas de fato hoje estava mais fácil chegar ao centro vindo de cidade tiradentes.
    O terminal finalmente assumiu a sua função. Acho que ele não a comporta a demanda, mas essa é a sua função. Precisamos passar pela dificil fase de adaptação.
    Também estão ocorrendo algumas obras por lá, o que vai dificultar um pouco as coisas.
    Faz mais de 15 anos que não vejo tanto ônibus naquele lugar.
    Para ir da minha casa até o trabalho sem pegar o metrô, saindo na hora que eu saí, eu demoraria 3 horas e meia até meses atrás.

    Propositadamente eu saí de casa às 06:00 da manhã de hoje (segunda) – numa situação normal eu teria que sair às 05:00 ou no mais tardar 05:20 querendo ir de metrô – para ver a coisa funcionando no pior horário.
    Chegando no terminal me deparo com vários ônibus saindo e chegando.
    Interessante que os vermelhos continuam lá “firmes e fortes” – é modo de dizer, já explico.

    Como trabalho no butantã, querendo ir de ônibus, preciso ir até o parque dom pedro e pegar o 702U.
    Tinha duas opções o antigo 309T (atual 4210) e o Antigo 4120 (atual 4313).
    Ambos estavam sem filas de embarque! Com carros estacionados e com pouquíssimas pessoas em pé no interior.
    Fui no 4313 (antigo 4120). O ônibus saiu do terminal às 06:13. Fazia um tempo que não andava de manhã pela região (sempre fui por guaianazes que não tinha o fator Ragueb Chohf) mas tive uma ótima impressão do transito na faixa exclusiva e nas avenidas (aricanduva não parece a mesma) em todo o trecho até o centro. Realmente ficou muito bom. E o fluxo de carros não pareceu nem de perto com o que ocorria em tempos atrás. (o fator ponto facultativo ajudou, mas acho que não muito)

    Cheguei no terminal parque dom pedro em impensáveis 73 minutos. Incrível!
    Essa viagem a essa hora sempre durou cerca de 2 horas fora o tempo esperando o “expressão” que nunca foi levado a sério pela NH. Veja…não precisa ser uma linha semi-expressa para levar menos tempo. Precisa de ônibus na rua e via livre para ele andar.

    No final das contas consegui chegar no trabalho com 1 hora e quinze a MENOS!!! (sim! Saí 1 hora mais tarde e cheguei dentro do meu horário!)
    Sabe no que essa hora e quinze vai se transformar se isso continuar assim?
    Em noite bem dormida de sono. Alguma melhora de qualidade de vida para quem mora em cidade tiradentes. Tomara que seja sempre assim.

    Parabéns à VIP pela qualidade dos seus ônibus com manutenção em Dia.
    Porque os vermelhinhos…ahh os vermelhinhos
    Eu passei por 2 quebrados da 407N (antiga 3781)
    POR QUE RAIOS AINDA TEM ITAQUERA BRASIL RODANDO????????

    Faço uma ressalva para toda essa revolução. Eu sei que estamos em uma situação de emergência, mas esses ônibus milenium de piso baixo de piso baixo central não servem para essas linhas. São muito pequenos! Apesar do ônibus ter saído um tanto vazio do terminal tiradentes, há uma grande demanda no caminho. Quando atravessamos a jacú pessego ele já estava lotado! Suportavelmente lotado, mas estava.
    As pessoas precisam se espalhar pelo carro. Precisa de ônibus de 3 portas. Não estou pedindo articulado nem scania de 3 eixos. Com esses intervalos um milenuim ou vipzinho de 3 portas e piso normal já ta bom demais.

    Espero que continue assim!

    Essa foi a minha visão da mudança pela minha experiência vivida hoje.
    Eu aprovo!

    • Pedro e Tiago foi o que eu comentei aqui na sexta-feira passada. Do jeito que estava o serviço (se é que da pra chamar assim) da Itaquera Brasil não tinha condições. Muito tempo de espera nos terminais, super-lotação, ônibus quebrando a todo momento (falta de manutenção) e stress, muito stress. Agora não, embora necessite de alguns ajustes, você não espera muito no ponto dentro dos terminais, são carros saindo a todo momento e com as faixas exclusivas, estamos economizando tempo. Chegando mais cedo em casa. Eu sei que é ruim descer de um coletivo, subir no outro, mas acaba valendo a pena. Vamos aguardar se tudo correr dentro do previsto, ano que vem começa a construção do corredor da radial leste do Pq. Dom Pedro II, até Guainazes, aí sim ficarão mais rápidas as viagens.

      Edvaldo disse:

      outubro 25, 2013 às 2:30 pm

      Bom dia Amigos deste Blog.
      Depois que iniciou a operação da linha 4310-10 – Term. Parque Dom Pedro II – Term. Transferência Itaquera, acabou o sofrimento de ficar esperando os ônibus das “maravilhosas linhas” da “Itranquera Brasil” (3539-10/4339-10/3407-10/3406-10/3303-10, etc), pois é, pra mim o nome é esse, pois além do descaso com os passageiros, os coletivos que operam as linhas são em sua grande maioria umas tranqueiras velhas, que vivem quebrando e deixando o povo no meio do caminho, isso depois de uma grande espera nas filas.
      Embora na linha 4310-10 a demanda de passageiros esteja grande, o número de partidas é bastante frequente, variando de acordo com horário. No pico chegam a sair dois carros em 10 minutos. Ontem(24/10/2013) por exemplo, cheguei no Term. Parque Dom Pedro II, as 18:32 e haviam 4 filas para embarcar. Como haviam 5 carros no terminal para servir a linha, os fiscais foram liberando as filas de 2 em 2, resultado depois de 16 minutos, eu que estava na quarta fila, já estava indo pra casa, pois o ônibus que embarquei saiu do terminal as 18:48. Diferente dos famigerados 30, 40, 50… minutos que esperaria pelas tranqueiras daquela empresa falida. Detalhe a linha só tem carro novo, operando com articulados e super-articulados. Desço um ponto antes do Term. Transferência Itaquera e pego outro coletivo no contra-fluxo (sentido centro/Hosp. Sta. Marcelina) em direção a minha casa e desço 4 pontos depois. Tá certo que passei a pegar duas conduções, mas como a linha tem partidas constantes e regulares, chego mais rápido e cedo em casa. Por enquanto é só elogios, não tenho do que me queixar. Moro em Itaquera (próximo Hosp. Sta. Marcelina) e espero que o serviço prestado mantenha a qualidade.
      Tem muita gente reclamando, porque estão acostumadas a pegar um único ônibus para casa e não querem fazer o uso de outras linha, tudo bem eu entendo, mas ficou mais ágil, De que adianta pegar um único ônibus, mas você tem que ficar esperando 30 minutos ele chegar no ponto e quando chega, os motoristas e cobradores simplesmente somem e voltam 10 minutos depois. Aí são mais 15 ou 20 minutos pro carro sair. É o que acontecia nas linhas da Itranquera Brasil. Gente é um descaso e um sofrimento desnecessário.

  10. Sinceramente, algum técnico ILUMINADO por DEUS, porque se fosse iluminado pelos técnicos formados em logística da UNIBAN, o povo da CIDADE TIRADENTES estaria perdido, HOUVE BOM SENSO, ainda bem…..

  11. Estamos torcendo sim para que de tudo certo claro, mas a SPTRans tbm tem que usar de bom senso e pulso firme pois vide a 407G estava programada para mudar e ate o momento não mudou e continua fazendo o itinerario antigo.
    A linha que eu utilizava a 3775 foi modificada para duas 4015 e 4016 mas ambas estão rodando vazias, pq colocaram um itinerario onde não passava onibus e com isso os usuarios da 372R que pegavam na avenida Baronesa de Muritiba estão se expremendo na lotação da linha 3023, pq o novo roteiro das novas linhas deixou de passar por QUATRO pontos da avenida Baronesa.
    Ou seja falta bom senso e um planejamento por parte da SPTrans ver esses erros esses problemas e corrigir para como eles dizem um melhor aproveitamento e satisfação do passageiro.
    Sobre a linha 4311 foi uma boa sacada sim e é uma boa linha pois corta todo o movimento e transito da bendita avenida Mateo Bei.
    Agora se é para mexer e reestruturar então tem que mexer em varias linhas e não deixar umas e cortar outras, favorecer alguns e prejudicar outros.

  12. CARAMBA ACABARAM COM A LINHA 3750 QUE DIGA SE DE PASSAGEM SO ANDAVA LOTADA.

    ESSE SISTEMA MALDITO DE ONIBUS TEM QUE CAIR!

    O QUE DEVERIA MUDAR ERAM ALGUMAS COISAS ,COMO POR EXEMPLO AUMENTAR OS INTERVALOS ENTRE OS ONIBUS.AGORA COLOCAR TODA ZONA LESTE PRA ANDAR EM UMAS 5 LINHAS DE ONIBUS,ESCROTOS E SEM QUASE NENHUM BANCO DE ASENTO, É UM ATO DITATORIAL.

  13. Como morador da CiTi não vejo o por que de ainda ter a linha 3539-10, é longa, dá muita volta e poderia sido extinta a muito tempo. Uma linha até o metrô Itaquera resolve, e quem quer ir para a Radial (de Itaquera até a Penha) utilizasse a 4310.
    O grande problema é que as mudanças vieram em uma hora complicada, de descredenciamento (até que enfim) da ItaQueTaRuim Brasil, o que obrigou a prefeitura se virar nos 30 e chamar quem tinha ônibus (o patricio Ruas e a HP) e tentar amenizar as coisas até que se faça uma nova licitação (de preferência internacional, como queria ver uma TransDev, Arriva e até meu patrício Barraqueiro por aqui, os “motoristas” da região viriam o que é suar para ter uma vaga).
    Outro grande problema é a cultura, muita gente prefere dar voltas e mais voltas sentado em uma linha como a 3539 do que ter que descer no terminal e utilizar uma linha mais rápida como a 4313 para ir até o Tatuapé por exemplo.
    Reativar a 3539-10 é um retrocesso, na minha opinião.
    Quanto a 312N é outra também, Já fui a São Miguel utilizando duas linhas e é bem, mas bem mais rápido que a mesma.
    Acredito que a prefeitura está no caminho certo, objeções terão, é normal.

  14. eu acho que com todas essas mudanças da cidade Tiradentes, foi a linha 4313/10 e 4210/10,operadas pelo grupo VIP consorcio plus, as melhores linhas,porque as outras linhas estão sendo operadas por 4leste que é um lixo os ônibus vivem quebrando no dia 25/10 por volta das 14:00 eu peguei a linha 407n/10 Guilhermina esperança que só mudou o numero mas só que estava sendo inaugurada nesse dia a linha sendo operada pelo 4leste quebrou antes de chegar em guianazes alem do ônibus demorar ele ainda quebra. para esperar outro ônibus demorou mais meia hora isso é um absurdo com o passageiro..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: