Prefeitura diz que protesto de vans no Rio é motivado por milícias

vans

Motoristas de vans colocam fogo em pneus, madeira e entulho contra restrição de tráfego na zona Oeste. Prefeitura diz que protestos têm integrantes de milícias. Foto Agência BR

Motoristas de vans bloqueiam vias no Rio de Janeiro
Grupo protesta contra restrição do transporte alternativo na zona Oeste da cidade e prefeitura acusa controle de milícias nos serviços de vans
ADAMO BAZANI – CBN
Motoristas de vans na zona Oeste do Rio de Janeiro realizaram na manhã desta segunda-feira diversos bloqueios em vias importantes da região.
Em algumas foram feitas barricadas com fogo em pneus e entulhos.
Os condutores reclamam da proibição por parte da prefeitura da circulação deste tipo de transporte na região.
Já é o quarto dia seguido de manifestação.
Foram bloqueadas a Avenida Engenheiro Sousa Filho, que corta a Favela Rio da Pedras e a Estrada de Jacarepaguá, nos dois sentidos.
Os serviços de ônibus regulares foram impedidos de circular.
Segundo a prefeitura, a fiscalização está mais intensa sobre vans sem autorização para operar e há suspeita de os manifestantes estarem ligados a milícias que atuam na área.
Ao “Bom Dia Rio”, da TV Globo, o delegado Cláudio Ferraz, coordenador especial de Transporte Complementar do município, disse que motoristas de vans que obtiveram autorização da prefeitura para circular estão sendo aterrorizados por milicianos.
– Eles param os ônibus, a vans, e aterrorizam quem já tem autorização para prestar o serviço. A polícia está investigando quem está incentivando os protestos, mas já sabemos que há milicianos envolvidos – disse Ferraz, acrescentando que a Polícia Militar e a Guarda Municipal estão se movimentando para restituir o direito de ir e vir na comunidade.
O grupo ameaça incendiar ônibus.
A decisão da prefeitura de restringir a circulação de vans por algumas vias da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá. reduziu de 1.200 para 392 o número de utilitários autorizados a circular pela região. A proibição de circulação das vans na Barra da Tijuca atinge vias como avenidas das Américas, Ayrton Senna, Armando Lombardi e Ministro Ivan Lins.
As vans foram restritas em abril na zona Sul do Rio de Janeiro, o que na época também gerou protestos.
A intenção da prefeitura é reduzir a atual frota de vans em circulação no Rio de 6 mil para 3,5 mil veículos.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes, com Agência O Globo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: