Ônibus elétrico chinês vai operar por 15 dias em Salvador

ônibus

Ônibus elétricos da chinesa BYD. Empresa vai testar veículos em Salvador, que busca opções de meios de transportes menos poluentes sobre pneus.

Ônibus elétrico chinês vai circular por 15 dias em Salvador
Veículo é produzido pela BYD. Linha contemplada será Estação Lapa/Aeroporto
ADAMO BAZANI – CBN
A linha Estação Lapa/Aeroporto, do sistema municipal de Salvador, vai contar nos próximos dias com dois ônibus movidos totalmente à eletricidade, por aproximadamente duas semanas.
Os veículos são fabricados pela BYD, uma das maiores empresas chinesas que atua neste mercado.
As baterias precisam ser recarregadas na garagem e têm autonomia de tráfego de 200 quilômetros.
Durante o 3º Encontro de Secretários de Meio Ambiente das Capitais, o representante da pasta em Salvador, disse que a tarifa será de R$ 2,00 e a verba vai ser destinada as Osid – Obras Sociais Irmã Dulce.
De acordo com o secretário, Ivanilson Gomes, o uso de ônibus com tecnologias alternativas ao petróleo é um dos objetivos da administração local, já que estes veículos, além de poluírem menos, são mais silenciosos e confortáveis.
O valor deste ônibus é de cerca de R$ 800 mil. Um convencional pode ter custo de aquisição em média de R$ 350 mil a R$ 500 mil.
Mas os ganhos ambientais, com a redução da quantidade de internações hospitalares geradas pela poluição, e a vida útil destes ônibus que pode ser até duas vezes maior, deixam o uso de ônibus elétricos vantajoso, de acordo com especialistas.
Os veículos elétricos já operam em países como China, Cingapura, Taiwan, Itália, Holanda, Alemanha e Estados Unidos. Já o Brasil possui duas empresas que fabricam em território nacional ônibus menos poluentes. Em Curitiba, a Volvo faz o elétrico-híbrido, que possui dois motores, uma elétrico e outro a combustão, e em São Bernardo do Campo,. a Eletra fabrica sistemas de ônibus híbridos e de trólebus, inclusive trólebus com marcha autônoma, sistema que permite com que este tipo de veículo circule por alguns quilômetros sem a dependência da rede aérea.
Os ônibus elétricos híbridos podem reduzir em até 90% a emissão de alguns poluentes e em cerca de 35% o consumo de combustível.
Já os trólebus e ônibus puramente elétricos a baterias não emitem poluentes na operação e dispensam combustíveis.
Empresas brasileiras já planejam ônibus elétricos puros somente com baterias, com recarregamento mais fácil e rápido, na garagem e também nos terminais.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes.

8 comentários em Ônibus elétrico chinês vai operar por 15 dias em Salvador

  1. QUE VERGONHA,

    IMPORTAR ÔNIBUS NO BRASIL ONDE TEMOS TANTAS ENCARROÇADORAS, MARCOPOLO (A MAIOR DE TODAS), COMIL, NEOBUS, CAIO, MASCARELLO, MAXIBUS, TECNOBUS, IRIZAR, CIFERAL, THANCO, CMA E A BUSSCAR QUE, INFELIZMENTE, A POUCO ENTROU EM CONCORDATA…
    TODAS ESSA ENCARROÇADORAS OFERECEM UM ENORME LEQUE DE OPÇÕES PARA TODAS AS NECESSIDADES DAS CIDADES E ESTRADAS BRASILEIRAS, SENDO QUE ALGUMAS DELAS EXPORTAM PARA VÁRIOS PAÍSES…

    O GOVERNO DE SALVADOR NOS ENVERGONHA COM ESSA IMPORTAÇÃO ABSURDA!!!

    ABRAÇÃO,

    MIGUEL RODRIGUES

  2. Hei!
    É só um teste…

    Elétricos puros são solução importante em cidades enormes, onde poluição do ar e sonora fazem grande diferença.

    Elétricos também são muito mais ágeis em arrancadas e baixas velocidades, sendo adequadoa as rotas mais centrais.

    Como o texto informa, fabricantes brasileiros podem e devem oferecer a importante solução. Além do custo informado ser bastante competitivo e razoável.

  3. Luiz Vilela, boa noite.

    Bom ler você aqui novamente.

    Gostei da explicação.

    Uma dúvida, o Brasil já produz elétricos como esses chineses ai.

    Eu desconhecia esse tipo que carrega na garagem.

    Pô se já existe esse tipo de elétrico ai, por que ainda estamos batendo cabeça com elétrico
    com fio.

    Só batendo a cabeça na parede mesmo.

    Já que os trens do Metrô de Salvador perderam a garantia sem sequer rodar 1 kilometro, eles deviam transforma esse monte de concreto que está apodrecendo em Salvado no Expresso China Óchente
    e colocar esses Buzão pra rodar lá em cima

    Acho uma solução simples prática e barata.

    Será que alguma autoridade de Salvador vai dar alguma notícia sobre o destino do Metrô de Salvador a
    este Blog ???

    Villela, não suma!

    Abçs,

    Paulo Gil

    • Olá Paulo Gil

      Há muitas e boas novidades em busões elétricos e híbridos. Para os centros da cidades grandes e enormes acho ótima solução. Para as pequenas os custos não justificariam.

      Quanto a Salvador, certeza que demanda Metrô pesado como tronco de uma rede integrada aos ônibus.

  4. ronaldo jose alves // 12 de outubro de 2013 às 20:29 // Responder

    Um desses onibus custa 800 mil reais, um convencional 320.000,00 e que nào polui muito é cada uma os governos gostam de jogar dinheiro fora

  5. A essência desta nova tecnologia de veículos elétricos basicamente se concentra nas novas baterias. Até a China com sérias dificuldades nesta área esta agindo. Observo que o que está faltando no Brasil é investimento em produção de Baterias leves, pequenas e de alto desempenho e das chamadas Células-Combustível que convertem gás ( hidrogênio , metano ou gás natural) em eletricidade. Deveríamos estar oferecendo de forma expressiva incentivos fiscais, facilidades de importação estratégicas, financiamentos para pesquisa acadêmica com este objetivo. Com metade do MENSALÃO já daríamos um grande salto. Acredito que esta é mais uma frente estratégica que nós e nosso “governo” estamos deixando escapar de nossas mãos para nos tornar meros compradores. Na pior das hipóteses deveríamos estar fazendo parceria com a China ou outros países. O Brasil é um dos países com o menor custo de produção de eletricidade do mundo, por utilizar hidroelétricas. Também temos uma importante produção de gás e potencial para processar hidrogênio. Nós podemos desenvolver aqui não apenas trólebus, mas também VLT e monotrilhos. A Coréia e outros tigres asiáticos já foram países miseráveis, investiram e progrediram. Admiro os asiáticos pela humildade, trabalho, persistência e vergonha na cara. Agora é a vez da China e novamente estamos “deitados em berço esplêndido” e mensalões, até o Lula e seu filho ficaram milionários!. Ninguém vai fazer passeata ??? Bem, voltando ao assunto principal. Já que Montamos e exportamos ônibus de alta qualidade, por que não trazemos para cá apenas o que falta, as BATERIAS, sua tecnologia e até os chineses em parceria ? Nós e eles podemos crescer juntos e exportar para o mundo !! É possível sim virar este jogo ! Um pais que consegui criar uma Petrobras, Embraer pode muito bem conseguir isto que é muito mais simples.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: