Ônibus no Rio de Janeiro serão multados por GPS

ônibus

Ônibus no Rio de Janeiro. Fiscais vão poder multar em Central de Monitoramento por GPS.

Ônibus no Rio de Janeiro agora são fiscalizados por GPS
Sistema começou a operar nesta segunda-feira, e multas podem ser aplicadas na Central de Monitoramento
ADAMO BAZANI – CBN
A partir desta segunda-feira, dia 02 de setembro, os 8 mil 800 ônibus das cerca de 800 linhas de ônibus municipais do Rio de Janeiro começam a ser fiscalizados por uma Central de Monitoramento com uso do sistema de GPS.
Cumprimento de horários e itinerários, atrasos e até ocorrências de quebras e acidentes estão agora sob os olhos dos operadores da central, que podem aplicar multas ao identificarem os problemas, que são destacados por sinais e gráficos.
As multas, no entanto, só começam a valer em cerca de 60 dias.
Até agora, 30% dos ônibus já possuem os equipamentos de GPS, que transmitem informações em tempo real à central de monitoramento.
Futuramente, os dados de localização dos ônibus serão disponibilizados à população por aplicativos. Sabendo onde o ônibus está, o passageiro pode se programar melhor antes de pegar a condução.
A prefeitura também deve instalar telões nos pontos das faixas de BRS – Bus Rapid Service, com informações em tempo real sobre linhas e horários.
O projeto, no entanto, pode ser descartado se houver vandalismo e roubo nos locais onde forem colocados experimentalmente os telões.
A prefeitura anunciou que ainda neste ano quer instalar mais faixas e paradas do sistema BRS no Rio de Janeiro.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

5 comentários em Ônibus no Rio de Janeiro serão multados por GPS

  1. Republicou isso em carvanbustrucke comentado:
    Tecnologia exerce supervisão online dos ônibus ! Controle total !!!

  2. Amigos, bom dia.

    Remeto ao comentário por mim feito no post sobre a paralisação da OAK TREE, sobre a multa que foi aplicada.

    Pelo visto a ignorância é nacional, só sabem MULTAR, não sabem GERIR.

    Pra multar por incompetência operacional, não precisa GPS, qualquer usuário diário do Buzão
    sabe “de cor e salteado” onde estão os problemas e todos os detalhes data horário, número do carro, operadores e o escambal.

    Parem de se fingir modernos ao querer usar GPS.

    GPS pra Buzão urbano não serve pra nada.

    Voltem a usar o jipinho da Toyota com a inscrição na porta “TRÁFEGO”, quem se lembra sabe muito bem do que eu estou falando.

    Previsível, TELÃO, vão ser todos depredados ou furtados, anotem ai.

    Parem de desperdiçar verbas públicas.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Mais faixas e paradas , vai parecer o corredor ABD da metra ! ahahahahah
    1 parada a cada pouquíssimos metros!
    Assim não pode, assim não dá…

  4. Sensacional! Ponto pra Fetranspor e Prefeitura, quando acertam precisamos elogiar.

  5. Podiam colocar
    ps nos motoristas para saber o tempo de trabalho hrs.,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: