Quase 700 multas no primeiro dia de fiscalização na Paulista e na Marginal Pinheiros

ônibus

Faixa de ônibus na Avenida Paulista. Desrespeito é o principal motivo pelo alto número de multas no primeiro dia de fiscalização. Foto: Adamo Bazani.

Quase 700 multas na Avenida Paulista, Avenida Doutor Arnaldo e Marginal Pinheiros por invasão a faixa de ônibus
Para Prefeitura de São Paulo, principal motivo do número de multas é o desrespeito e a cultura do individualismo no trânsito
ADAMO BAZANI – CBN
Agentes da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego e da SPTrans – São Paulo Transportes aplicaram 305 multas a motoristas e motociclistas que invadiram as faixas exclusivas para ônibus no primeiro dia de fiscalização na Avenida Paulista e na Avenida Doutor Arnaldo.
O período de funcionamento das faixas é das 6 horas às 22 horas.
Entre a Paulista e a Dr. Arnaldo são 15 agentes de fiscalização.
Nesta segunda-feira, também foi o primeiro dia de fiscalização das faixas da Marginal do Rio Pinheiros, que nos dois sentidos somam 21 quilômetros (11,6 quilômetros no sentido Castelo Branco e 9,4 quilômetros na direção de Interlagos).
O número de multas foi maior: 384. O índice médio também, já que as faixas operam somente nos horários de pico das 06 horas às 9 horas e das 17 horas às 20 horas, de segunda a sexta-feira.
No total são oito agentes na Marginal do Rio Tietê.
Na Marginal do Rio Tietê, onde a fiscalização ocorre desde o dia 24 de junho, foram aplicadas 3 mil 767 multas por desrespeito ao espaço do transporte público.
Para a prefeitura de São Paulo, o motivo das multas nestes locais não é falta de informação e sim falta de respeito do motorista de carro particular, que ainda precisa mudar a cultura e saber que é dono do carro, mas não da rua.
Ainda segundo a prefeitura, os locais estão sinalizados, houve tempo de adaptação com orientação de agentes em campo e divulgação pela imprensa.
Até o final do ano, prefeitura diz que quer implantar cerca de 200 quilômetros de faixas, que são diferentes de corredores, já que não oferecem total separação do trânsito e não permitem maior eficiência nos embarques e desembarques de passageiros.
Mesmo assim, com as faixas, a prefeitura quer ampliar a velocidade do transporte público para torná-lo mais atraente e oferecer maior conforto ao passageiro, que deve ter preferência em relação a quem usa carro pelos fatos de usarem mais racionalmente o espaço urbano e por poluírem menos.
O passageiro num ônibus ocupa 1,96 metro quadrado e para transportá-lo, proporcionalmente, o ônibus polui 17 vezes menos que um carro e 34 vezes menos que uma moto.
Quem invade faixa de ônibus à direita está sujeito a multa de R$ 53,20 e três pontos na Carteira Nacional de Habilitação
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

1 comentário em Quase 700 multas no primeiro dia de fiscalização na Paulista e na Marginal Pinheiros

  1. Quando o falastrão , o pupilo do lula , fazia campanha , ele afirmou fazer corredor e não faixa ; quanto as multas , isso já virou uma indústria , e o desprefeito já sabia que isso ia acontecer . -Eu sou a favor de transporte público/privado e com qualidade , agora o que seria qualidade ?- Bom a começar pelos horários , o jeito do motorista dirigir e o principal ,o conforto dentro dos ônibus . -Quanto aos carros , que abaixaram até os impostos para salvar a econômia , isso já foi um absurdo , o próprio ex. dom lula incentivou o povo a comprar carro , agora não acho justo vir um do mesmo partido e punir os mesmos que ajudaram a salvar o desgoverno do falastrão , e mais nós pagamos IPVA e licenciamos os autos para ter o direito de usar as ruas , então ele que faça corredores , engenharia é o que não falta.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: