Solidariedade e Mecânica

Furgoline

Furgoline

Veículo foi reformado pela Leblon Transporte em Mauá, com a ajuda de fornecedores e dos funcionários da empresa. Não foi apenas uma van, mas a história de luta da família de Mazinho e das oportunidades das às crianças é que foi preservada.

Responsabilidade Social: Mecânica para solidariedade
Cooperpeople dá oportunidade a 30 jovens aprendizes de programa de Capacitação Profissional e Leblon em Mauá reforma van de família que adotou 38 crianças
ADAMO BAZANI – CBN
ANTÔNIO MOREIRA – CANAL DO ÔNIBUS
Apesar das críticas que com razão a sociedade civil faz em relação à necessidade da melhoria dos transportes coletivos e de mais transparência por parte das empresas de ônibus e cooperativas, um fato que não pode ser esquecido é que cada vez mais o setor de transportes tem se engajado em ações de responsabilidade social.
Muitas vezes, no anonimato, empresas e cooperativas desenvolvem ações que capacitam jovens e auxiliam quem atende a crianças carentes, além de realizarem trabalhos comunitários.
FAMÍLIA ADOTA 38 CRIANÇAS E TEM VAN QUE FAZ PARTE DE UMA LONGA HISTÓRIA DE SOLIDARIEDADE RESTAURADA POR EMPRESA DE ÔNIBUS
Atualmente marcam as ruas do País várias reclamações e manifestações em prol de justiça social e igualdade de oportunidades para os mais carentes. E estes movimentos são legítimos, já que o Brasil realmente precisa mudar para melhor.
Mas existem aqueles que são os verdadeiros ativistas, que fazem ações de fato, fazem sua parte. Muitas vezes, no anonimato.
É o caso da família de Alcimar, o Mazinho. Ele possui três filhos de sangue e outros 38 também de coração.
A família, ao longo dos anos, foi adotando crianças que dificilmente se enquadrariam no perfil procurado pela maior parte dos casais: com idades mais avançadas, filhas de pais que sofrem com problemas de álcool e drogas e irmãos. Uma das preocupações da família foi nunca separar irmãos, mantendo os laços entre eles.
E assim, quase anonimamente, Mazinho e a família foram fazendo sua parte. Poupando crianças e jovens de um presente sofrido que na maior parte das vezes resulta num futuro incerto.
Para atender toda essa juventude, a família possui uma velha Furgoline, uma van do ano de 1985.
O veículo estava em más condições devido ao muito uso e já ao tempo de funcionamento.
Mas se desfazer do veículo, seria também se desfazer de parte desta história de solidariedade.
Por isso a família contou com uma ajuda especial.
A empresa Leblon Transporte de Passageiros, em Mauá, na Grande São Paulo, com apoio de fornecedores e o bom coração e boa vontade de seus funcionários reformou o veículo.
O trabalho não foi fácil. Algumas peças tiveram de ser trocadas completamente, partes de funilaria foram refeitas e a mecânica restaurada, com o objetivo de oferecer economia nas operações para a família, segurança e conforto para a criançada.
Os trabalhos foram feitos dentro da garagem de ônibus, com toda a estrutura da empresa à disposição.
Com o veículo renovado, a memória do trabalho de solidariedade foi preservada. Muitas crianças “cresceram com esta van” e a família agora pode continuar trilhando seu caminho e fazendo sua parte.
COOPERATIVA DÁ OPORTUNIDADE A 30 JOVENS DE CENTRO DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL:

Cooperpeople

Cooperpeople aderiu ao Programa Oficina Escola – Vida e Trabalho e dá oportunidade para 30 jovens do curso de mecânica do Centro de Capacitação Profissional Henry Ford Multimarcas. A procura pelo curso é grande, o que mostra a necessidade cada vez maior de jovens terem acesso a uma carreira.

A Cooperpeople – Cooperativa de Trabalho dos Profissionais Especializados em Transporte de Passageiros em Geral de São Paulo aderiu ao Programa Oficina Escola – Vida e Trabalho.
A cooperativa possui 30 jovens aprendizes em sua garagem que atuam nas áreas administrativas e na manutenção e recebem uma oportunidade de qualificação profissional.
O projeto é uma iniciativa do BOMPAR – Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto, conveniado com a Prefeitura Municipal de São Paulo através da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social no programa Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo CEDESP
O curso de Mecânico de Automóvel do Centro de Capacitação Profissional Henry Ford Multimarcas é certificado pelo SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo.
São atendidos por ano 180 jovens por ano que estão finalizando a formação básica e que precisam de uma oportunidade para seguirem uma carreira profissional.
Cada curso para formação básica em mecânico tem duração de cerca de um ano e visa unir a parte comportamental com a técnica.
O programa de formação básica atende adolescentes e jovens, a partir de 15 anos de idade e conta atualmente com as seguintes ações sociais e educativas:
– Formação Teórica e Prática em Mecânica de Automóveis;
– Habilidades Sociais, trabalho em equipe, meio ambiente e liderança;
– Habilidades Básicas, comunicação e matemática.
O processo seletivo tem seu inicio no mês de agosto com final em dezembro.
Já houve situações de existir 1100 inscritos para 180 vagas, o que mostra a carência de jovens por capacitação e a grande lacuna que existe nesta área.
Atualmente o curso é divulgado pelos próprios alunos (boca boca), na região do bairro de São Matheus.
As aulas têm início no mês de fevereiro com termino em dezembro, uma carga horária de 840 horas, dividido em nove módulos.

O Centro de Capacitação Profissional Herry Ford Multimarcas atua há
cerca de 15 anos na qualificação de mecânicos de automóvel.
A iniciativa só foi possível, segundo a entidade, por conta do apoio do Instituto Unibanco, Credicard e Comitê de Trabalhadores da Ford,que na época adquiriram o terreno e construíram as atuais instalações, no Jardim Vila Carrão.

E as mulheres estão cada vez mais presentes no segmento de mecânica. Segundo o centro, nesses 15 anos, foram formados entorno de 500 aprendizes do sexo feminino.
Além da aprendizagem no centro de formação, empresas e cooperativas parceiras dão oportunidades do desenvolvimento do conhecimentos na prática. Muitos jovens acabam encontrando um emprego.
O programa também conta com a parceria de empresas como As empresas Toyota Tsusho, Grupo Soma, Prime Locadora de Veículos e Fiat Sinal, também fazem parte dessa parceria.
Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
Antônio Moreira, diretor Canal do Ônibus

3 comentários em Solidariedade e Mecânica

  1. Professor Pardal // 15 de julho de 2013 às 23:25 // Responder

    Parabéns à Leblon e a Cooperpeople são exemplos a serem seguidos por mais empresas de ônibus, não podemos esquecer de empresas como a METRA, VIAÇÃO ABC E SBCTrans que são empresas SOLIDÁRIAS.

    Abs

    • Concordo plenamente!!!!
      Tem mais outros Grupos de Empresas de Ônibus não apenas ai do ABC Pta, deveriam seguir esse Exemplo de Responsabilidade Social aos Jovens e a PCD/PNE. Aqui em Guarulhos, Berlamino, O Dono da Campos dos Ouros e o Grupo Niff, deveriam também fazer o mesmo, os Projetos Sociais aqui em Guarulhos são muito fracos; A Prefeitura não tem a menor criatividade de conseguir desenvolver isso.

      Não só eu, como também os meus amigos com Deficiencia Visual entre outros tipos; recorrem a outras cidades para ter acesso deste genero. Parabéns, por mostrar isso a todos nós. NEM TUDO NA VIDA É SÓ DINHEIRO!!!

  2. Amigos, boa noite.

    BOAS NOVAS !

    PARABÉNS A TODOS OS ENVOLVIDOS NAS AÇÕES SOCIAIS.

    Isso é grande lição de vida a todos.

    O trabalho de equipe EDIFICA!

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e emoção essa é a nossa paixão”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: